Imagem da matéria: Semana cripto: Bitcoin e Ethereum têm leve alta após PayPal anunciar stablecoin
Comportamento das baleias são diferentes, mas staking pode ser o ponto para entender (Foto: Shutterstock)

As principais criptomoedas finalmente romperam um período de seis semanas de baixo desempenho ou inércia de preços nesta semana.

O líder de mercado, Bitcoin (BTC), adicionou modestos 1,3% ao seu preço ao longo dos sete dias, sendo negociado a US$ 29.370 neste domingo (13). 

Publicidade

De acordo com o mais recente relatório semanal da CoinShares, a semana passada indicou fortemente que investidores institucionais interromperam as operações de venda a descoberto da moeda líder pela primeira vez em 14 semanas.

Enquanto isso, o Ethereum (ETH), a segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado, pareceu acompanhar o ritmo do BTC, subindo 1,2% nos últimos sete dias e encerrando o fim de semana a US$ 1.850.

Não houve quedas significativas de preços entre as 30 principais criptomoedas. No entanto, três altcoins registraram ganhos notáveis.

A Solana (SOL) cresceu 7,2% atingindo seu preço atual de US$ 24,68; a Toncoin (TON) adicionou 20% chegando a US$ 1,44, e a Shiba Inu (SHIB) teve um aumento de 8,9%, sendo negociada a US$ 0,000010.

A Shiba Inu parece ter mantido o momentum do rali da semana passada, que começou com a notícia de que os criadores da moeda estão abandonando sua reputação de “memecoin” e introduzindo um novo protocolo de identidade para todos os aplicativos no ecossistema, visando aumentar a segurança e privacidade.

No geral, o mercado obteve pequenos ganhos nesta semana, já que os índices de inflação nos Estados Unidos em julho indicaram um contínuo resfriamento.

Publicidade

Nas notícias…

Esta semana trouxe um ciclo de notícias bastante movimentado e diversificado, com histórias de adoção institucional e global ganhando destaque ao lado do novo comunicado sobre stablecoins do Fed e das táticas de preservação da imagem da Comissão de Valores Mobiliários do EUA (SEC) em sua luta mal-sucedida contra as criptomoedas.

Na segunda-feira, a gigante dos pagamentos PayPal anunciou que lançará uma stablecoin vinculada ao dólar baseada em Ethereum, chamada PayPal USD (PYUSD).

Leia também: Entenda como a nova stablecoin do PayPal pode impactar o mercado de criptomoedas

A moeda será emitida pela Paxos e espera-se que faça “parte da infraestrutura global de pagamentos”, de acordo com uma declaração do CEO do PayPal, Dan Schulman.

A partir do próximo mês, a Paxos publicará relatórios mensais de reservas e testemunhos de terceiros sobre as reservas de PYUSD, permitindo ao público acompanhar a credibilidade e valor dos ativos que sustentam o valor da stablecoin.

Publicidade

A deputada democrata Maxine Waters expressou suas preocupações em uma declaração escrita: “Estou profundamente preocupada que o PayPal tenha optado por lançar sua própria stablecoin enquanto ainda não existe um quadro federal para a regulamentação, supervisão e aplicação desses ativos. […] Dada a dimensão e alcance do PayPal, a supervisão e aplicação federal de suas operações com stablecoins são essenciais.”

Real digital agora é DREX

Na terça-feira, o Brasil anunciou o nome de sua nova moeda digital de banco central (CBDC, na sigla em inglês): DREX, ou “real digital” – o nome é uma abreviação quase acrônica para “transação eletrônica real digital”.

O real digital é um real tokenizado emitido centralmente que utiliza tecnologia de registro distribuído semelhante ao blockchain, mas não está livre de controvérsias.

Leia também: DREX: Banco Central revela nome oficial do Real Digital

No início do mês passado, o Banco Central do Brasil publicou o código do projeto piloto em seu perfil do GitHub. Os desenvolvedores descobriram diversas funções problemáticas no contrato inteligente.

As capacidades concedidas ao Banco Central incluem a capacidade de congelar contas de usuários, diminuir saldos-alvo, confiscar e criar novas unidades da moeda digital. Isso, por sua vez, atraiu críticas de que o projeto promove exatamente o tipo de centralização que as criptomoedas foram criadas para evitar.

Publicidade

Naquele dia, a Binance anunciou que obteve licenças para operar em El Salvador, um país onde o Bitcoin é moeda de curso legal. A Binance vem sendo alvo da atenção da SEC nos EUA, depois que o regulador federal de valores mobiliários a processou por violação das leis de valores mobiliários, alegando ainda que executivos da Binance estão envolvidos na mistura de fundos de clientes e manipulação de mercado.

Supervisão do Fed no mercado cripto

Também naquele dia, o Federal Reserve emitiu um comunicado anunciando orientações futuras para bancos com charter (licença especial) que lidam com stablecoins vinculadas ao dólar. 

O Fed também informou que está intensificando seu “programa de supervisão de atividades inovadoras” para bancos que lidam com criptomoedas ou empresas de criptomoedas em sua jurisdição.

Especificamente, o Fed está buscando monitorar o processo de validação de transações, incluindo o “tempo e finalização do acerto de transações, a potencial irreversibilidade de transações e a autoridade central dos registros de transações”.

O comunicado sugere que o Fed implementará medidas de identificação do cliente (KYC) e garantirá que os bancos com charters nacionais demonstrem estratégias adequadas de mitigação de riscos.

Na sexta-feira, a SEC anunciou que planeja recorrer da decisão marcante do juiz Torres em sua ação em curso contra a Ripple por — você adivinhou — violação das leis de valores mobiliários.

Publicidade

Torres decidiu que o XRP da Ripple não era um valor mobiliário por definição, mas poderia ser considerado um dependendo de como fosse vendido. Sua decisão contradiz essencialmente a alegação da SEC de que as ofertas a clientes de varejo por meio de exchanges constituem ofertas de valores mobiliários.

No dia seguinte, a SEC mais uma vez jogou com o tempo e adiou sua decisão de aprovar ou rejeitar um pedido de ETF (fundo negociado em bolsa) de Bitcoin à vista da ARK 21Shares.

Finalmente, na sexta-feira, a gigante dos pagamentos Visa anunciou uma solução experimental na blockchain do Ethereum que permite aos usuários pagar taxas de gas usando cartões de crédito ou débito da Visa.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Se a SEC aprovar os pedidos de ETF de Ethereum nesta quinta-feira, enviará um sinal positivo que pode levar o ativo a disparar, assim como ocorreu com o Bitcoin em janeiro
Celular com logotipo da BInance

Binance vai suspender saques e depósitos de Ethereum para manutenção; veja data e hora

No planejamento da Binance, os serviços serão reabertos assim que a rede for considerada estável
celular com logo GameStop com fundo azul

Ações da GameStop sobem 37% — mesmo enquanto Roaring Kitty permanece em silêncio

O aumento ocorreu depois que a GameStop ganhou quase US$ 1 bilhão vendendo suas próprias ações, conforme revelado durante a última saga de ações de memecoins
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Nesta quinta-feira termina o prazo para a SEC aprovar ou rejeitar o ETF de Ethereum da VanEck