Imagem da matéria: Revista coloca Mercado Bitcoin, Alter e Zro Bank em lista de startups mais inovadoras
Foto: Shutterstock

A revista Pequenas Empresas & Grande Negócios lançou na sexta-feira (4) a lista 100 Startups to Watch 2021, que reconhece os projetos mais inovadores do mercado brasileiro. 

A quarta edição do compilado inclui três empresas que atuam de forma direta no setor de criptomoedas. O Z.ro Bank, Alter e Mercado Bitcoin estão entre as 14 startups mais promissoras do setor de finanças.

Publicidade

Ao todo, 2.063 empresas estavam disputando um lugar na lista e precisaram passar por uma avaliação técnica das organizações EloGroup e Innovc. Após serem analisadas em quesitos como grau de inovação, potencial de mercado e maturidade, o número de concorrentes caiu para 200. Por fim, um grupo de 27 especialistas do mercado montou a lista final com as 100 melhores startups do Brasil.

As empresas estão tendo um ano positivo apesar da pandemia. Um levantamento do Distrito Dataminer divulgado com a lista estima que entre janeiro e maio, as startups captaram US$ 3,2 bilhões em investimentos, cerca de 90% dos aportes de todo o ano de 2020.

Alter, Z.ro Bank, e Mercado Bitcoin

O Alter é uma fintech de criptomoedas criada em 2018 que oferece aos usuários uma conta digital híbrida, integrada com uma carteira de bitcoin, além de um cartão cripto pré-pago da Visa. De acordo com a empresa, a sua plataforma cresceu 113,6% no primeiro trimestre de 2021, e no final de março, atingiu a marca de 60 mil contas.

Já o Z.ro Bank é um banco digital lançado no ano passado que além dos serviços financeiros tradicionais, permite que os clientes convertam moedas digitais para reais e façam a custódia de bitcoin no app. A empresa também tem o intuito de ser uma espécie de chatbank e seus clientes podem transferir criptomoedas direto do Telegram.

Publicidade

O Mercado Bitcoin é uma das maiores plataformas de negociação de criptomoedas do Brasil. No início do ano, a exchange recebeu um aporte milionário de fundos de investimento, cujo valor não foi informado. Na ocasião, a empresa garantiu que R$ 200 milhões seriam destinados para a sua expansão na América Latina.

Desde então o Mercado Bitcoin comprou a Blockchain Academy, emplacou diversos comerciais na programação da Globo e planeja em breve abrir capital.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube