Imagem da matéria: Principal unicórnio do Reino Unido anuncia contratações em meio à onda de cortes no setor das criptomoedas
(Foto: Shutterstock)

Conforme muitas empresas cripto anunciam cortes, Revolut, o maior unicórnio do Reino Unido — termo dado a empresas avaliadas acima de US$ 1 bilhão —, está aumentando seu departamento de criptomoedas.

A empresa irá aumentar seu número de funcionários em 20% com contratações em seus escritórios na Europa, Estados Unidos e Reino Unido para cargos de compliance, prevenção a crimes financeiros, assistência jurídica cripto e engenharia de software, segundo a agência de notícias Bloomberg.

Publicidade

O gestor geral cripto da Revolut, Emil Urmanshin, disse que sua equipe considera “cripto como uma estratégia a longo prazo e [iremos] continuar otimistas em relação à indústria cripto”. Embora cripto só totalize 5%-10% da receita global da empresa, visa expandir e se preparar para um futuro em que essas margens sejam maiores.

Junto com o impulsionamento de seu departamento cripto, a Revolut também anunciou a listagem de 22 novas criptomoedas, incluindo o popular token de metaverso apecoin (APE), de acordo com a Bloomberg.

Focar o crescimento no setor cripto não é algo novo para a Revolut.

A empresa também apresentou um recurso “Crypto Earn and Learn” com a Polkadot em julho, onde usuários podem ganhar até US$ 15 em DOT ao completarem diversos cursos educacionais na plataforma.

Em novembro, zerou taxas para usuários americanos, e o CEO da Revolut USA, Ron Oliveira, contou ao Decrypt na época que “a parte da gratuidade [ao negociar] cripto faz parte de uma grande tentativa de mostrar aos investidores que somos uma fornecedora de serviços”.

Publicidade

A Revolut ainda não respondeu ao pedido por comentários do Decrypt sobre suas ambições de contratação.

Demissões impactam a indústria cripto

Enquanto isso, o aplicativo de corretagem Robinhood anunciou um corte de 23% no número de seus funcionários — após demitir 9% em abril —, citando problemas no mercado de baixa cripto e a inflação.

Empresas cripto, como Gemini, Coinbase, OpenSea e Crypto.com também anunciaram demissões em meio à queda nos preços.

BlockFi, uma grande plataforma de empréstimos cripto que foi bastante afetada pela queda do mercado, também ofereceu a seus funcionários uma atrativa licença remunerada e um plano de saúde estendido de dez semanas caso se demitissem.

Junto com a Revolut, grandes corretoras cripto como FTX, Kraken e Binance também estão contratando.

O CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, disse que devido à “contratação cuidadosa” da corretora, pode “continuar crescendo independente das condições de mercado”.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Aprenda a ganhar dinheiro com Cripto
Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ex-ministro do Petróleo da Venezuela é preso por corrupção com uso de criptomoedas

Ex-ministro do Petróleo da Venezuela é preso por corrupção com uso de criptomoedas

O ex-ministro Tareck El Aissami foi preso por participar de esquema que desviou US$ 15 bilhões da venda de petróleo usando criptoativos
Casa à beira de rio no Butão

Governo de Butão vai intensificar mineração de Bitcoin no Himalaia com investimento de R$ 2,5 bi

O governo do país asiático vai apostar em hardwares de ponta para compensar os efeitos do halving do Bitcoin que acontece este mês
Imagem da matéria: Fan Token do PSG salta 25% com vitória sobre o Barcelona na Liga dos Campeões

Fan Token do PSG salta 25% com vitória sobre o Barcelona na Liga dos Campeões

Enquanto o token do PSG disparou, o ativo do Barcelona caiu mais de 4% com a derrota; no outro duelo, o fan token do Atlético de Madri desabou 10%
Celular com logotipo da Receita Federal sobre notas de reais

Tokenização de ativos enfrenta área cinzenta na declaração de Imposto de Renda |Opinião

Para o autor, a declaração de tokens que representam recebíveis, e outros ativos do mundo real, devem mudar nos próximos anos