Imagem da matéria: Corretora de criptomoedas Robinhood volta a demitir funcionários
(Foto: Shutterstock)

A Robinhood, o aplicativo para a negociação de ações cuja interface gamificada para usuários fez a negociação cripto e de “ações de meme” se popularizar em 2021, está demitindo 23% de seus funcionários, de acordo com um anúncio na terça-feira (2).

A queda no valor das criptomoedas, junto com a inflação, estavam dentre as causas, afirmou a empresa.

Publicidade

É a segunda vez em poucos meses que a Robinhood teve que demitir seus funcionários. Em abril, ao citar fatores “microambientais” parecidos, a empresa já havia demitido 9% de seus funcionários, reconhecendo que suas projeções e sua série de contratações subsequentes não correspondem à realidade.

A empresa cresceu seis vezes durante a febre cripto que durou entre 2020 e o início de 2020, fazendo seu número de funcionários subir de 700 para 3,8 mil.

Porém, a atividade de clientes diminuiu por conta da queda nos mercados cripto e o preço da ação da empresa também caiu, despencando para metade de seu preço desde o ano passado, de acordo com a apresentação de resultados divulgada junto com o anúncio das demissões.

Robinhood demite funcionários (de novo)

A primeira rodada de demissões “não foi suficiente”, reconheceu o CEO Vlad Tenev no comunicado enviado aos funcionários na terça-feira. Ele acrescentou que a empresa agora planeja apresentar uma hierarquia “achatada” e focada em gerentes gerais, reduzindo “dependências multifuncionais” e funções duplicadas.

“No ano passado, compusemos muitas de nossas funções de operação com o pressuposto de que uma fortalecida interação com o varejo que estávamos observando com os mercados acionários e cripto na era covid iria persistir em 2022”, afirmou Tenev.

Publicidade

“Neste novo ambiente, estamos operando com mais funcionários do que o adequado. Como CEO, aprovei e tomei a responsabilidade por nossa trajetória ambiciosa de funcionários — isto é culpa minha.”

Em abril, a Robinhood afirmava ter US$ 6 bilhões em dinheiro e sua crescente unidade de negociação de criptomoedas supostamente lucrou US$ 54 milhões em receita no mesmo mês.

Esse recurso, apesar de popular, gerou críticas. Na terça-feira, a Robinhood recebeu uma multa de US$ 30 milhões do Departamento de Serviços Financeiros de Nova York (ou NYDFS).

O departamento estatal decidiu que a Robinhood falhou em cumprir com regulamentações antilavagem de dinheiro exigidas por empresas de criptoativos.

Publicidade

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Esse é o melhor momento da história para investir em cripto! E agora, você pode ter acesso a um curso exclusivo com os maiores especialistas em cripto para aprender os fundamentos e as técnicas que te ajudam a navegar nas altas e baixas do mercado. Inscreva-se aqui

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
solana, criptomoedas,

Este evento vai fazer a Solana atingir US$ 400 este ano, projeta analista

Para analista da Merkle tree, a Solana pode disparar 170% este ano puxado por memecoins ligadas aos candidatos na eleição dos Estados Unidos