Imagem da matéria: Polícia Federal encerra relatório sobre caso Unick Forex e conclui que roubo foi de R$ 12 bilhões
Fernando Lusvarghi, à direita, era diretor jurídico da Unick e dono da SA Capital (Foto: Youtube/Reprodução)

A Polícia Federal (PF) concluiu na terça-feira (11) a análise de todo o material digital relacionado ao caso Unick Forex, um esquema de pirâmide financeira com bitcoin que quebrou em 2019, causando um prejuízo na casa de bilhões a milhares investidores brasileiros.

O processo, que tramita na 7ª Vara Federal de Porto Alegre, aguardava este relatório detalhado sobre o papel de cada um dos 15 acusados e agora as audiências devem ser marcadas. As informações são do Gaúcha ZH, em publicação nesta quinta-feira (13).

Publicidade

O documento, descrito como “relatório complementar”, é fruto de uma gama de arquivos digitais sobre os envolvidos identificados durante as ações da Operação Lamanai, deflagrada em outubro de 2019. O esquema criminoso teria lesado clientes em cerca de R$ 12 bilhões, segundo a publicação, mas a movimentação financeira contabilizada da empresa nos últimos anos chega a R$ 28 bilhões. Os números podem estar inflacionados por causa das altas promessas de retorno.

Acusados da Unick Forex

De acordo com o Gaúcha ZH, o relatório da PF descreve Leidimar Lopes como o cabeça do grupo, tratado pelas pessoas abaixo da pirâmide como “comandante”, “presidente” ou “chefe”.

Danter Silva, que atuava como diretor de marketing e, portanto, era o ‘rosto’ da Unick, estaria ligado diretamente a Leidimar Lopes e era responsável pelos de vídeos corporativos, palestras e produtos da empresa, além de atuar também no planejamento e gerenciamento dos negócios da Unick.

O advogado Fernando Baum Salomon, um dos últimos a ser identificado dentro do caso, inicialmente atuaria juntamente a Caren Greff de Oliveira para a suposta organização criminosa a partir do seu escritório de advocacia. Tachado de ‘líder oculto’, Salomon teria cedido contas pessoais e de seu escritório de advocacia para o uso da organização criminosa.

Publicidade

Outro rosto conhecido da Unick é do advogado Fernando Lusvarghi, que supostamente atuava como diretor jurídico da Unick Forex, gerenciando planejamentos e efetuando pagamentos a clientes. A partir da sua empresa SA Capital, descreveu o site,  Lusvarghi prestaria garantia supostamente fictícia aos investidores.

Vale lembrar Lopes, Danter e outros líderes foram liberados provisoriamente da prisão devido à pandemia.

Advogado, ‘laranja’ e família envolvidos

No ano passado, áudios vazados ampliaram o entendimento de como a Unick atuava, revelando conversas de Leidimar com um advogado, um ‘laranja’ e com pessoas da família. Veja abaixo o que cada um fazia no esquema, conforme o resumo do relatório, na íntegra, publicado pelo Gaúcha ZH.

Caren Cristiani Greff Martins — Advogada, teria atuado, em parte do período dos fatos, juntamente a Fernando Salomon, no mesmo escritório de advocacia, para as atividades da Unick Forex. E, em outra parte, a partir do seu próprio escritório de advocacia. Trabalharia como “prestadora de serviços advocatícios à empresa”.

Paulo Sérgio Kroeff — Estaria ligado a Leidimar Lopes, Fernando Salomon e Caren Greff. Seria o responsável pela aquisição e direção de empresas para Leidimar nas atividades que seriam desenvolvidas pela Unick Forex.

Publicidade

Israel Nogueira e Sousa — Seria diretor de comunicação e tecnologia da Unick Forex. Atuaria no desenvolvimento de sistemas para a operacionalização das atividades da empresa. Auxiliaria na abertura de empresa para a suposta organização criminosa em Los Angeles (EUA) e de contas bancárias para suposto recebimento de recursos dos investimentos.

Sebastião Lucas da Silva Gil — Integraria a equipe diretiva da Unick Forex. Movimentaria em sua conta bancária valores da Unick Forex e efetuaria contatos com clientes acerca de seus investimentos na empresa. Atuaria na criação de banco digital (OURBANK) para a suposta organização criminosa.

Euler da Silva Machado — Efetuaria pagamentos a pessoas, segundo a investigação, a mando de Leidimar Lopes. Controlaria pagamentos a clientes da Unick Forex.

Ronaldo Luis Sembranelli — Atuou, conforme a investigação, como “laranja” de Leidimar para a aquisição de ações de um banco com recursos que viriam das atividades da Unick.

Marcos da Silva Kronhardt — Atuaria como trader (profissional responsável por negociar ativos financeiros) e operador da Unick Forex no mercado Forex. O réu agiria como “prestador de serviços” por meio da sua empresa MSK Soluções Financeiras.

Publicidade

Fabiano Alves da Silva — Seria diretor administrativo da Unick Forex, e teria ligação direta com Leidimar Lopes. Seria responsável pela equipe de desenvolvimento, criação e projetos do suporte da empresa. Acompanharia a gestão e teria realizado, em conjunto a Leidimar, negócios da empresa.

Ana Carolina de Oliveira Lopes — Filha de Leidimar Lopes, teria exercido, com o pai, a administração da Unick Forex. Controlaria contas bancárias do grupo, cederia sua conta para supostos recebimentos de valores de investimentos, elaboraria, entre outros, contratos de traders para a Unick.

Itamar Bernardo Lopes — Movimentaria em contas bancárias próprias e de sua empresa valores que seriam captados pela suposta organização criminosa.

Ricardo Ramos Rodrigues — Contador, atuaria na suposta organização criminosa confeccionando documentos fiscais e contábeis do grupo.

Multa de R$ 12 milhões

Tanto a Unick Forex quanto seus maiores líderes já foram condenados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por distribuição irregular de valor mobiliário e oferta irregular de contratos de investimentos coletivo (CIC). 

Cada um dos acusados — Leidimar Lopes; Alberi Pinheiro; Fernando Lusvarghi — terá que pagar uma multa de R$ 3 milhões ao regulador, o que totaliza R$ 12 milhões A decisão foi proferida pelo colegiado CVM em 08 de dezembro do ano passado.

VOCÊ PODE GOSTAR
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Análise: o preço do Bitcoin está novamente sendo ditado pela política do Fed

“Análise dos últimos 40 dias revela uma maior alinhamento com as expectativas de taxa de juros para junho”, diz firma de análises CoinShares
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito