Imagem da matéria: Os 10 mandamentos do Bitcoin para iniciantes
Foto: Shutterstock

1 – Nunca deixarás quantia relevante nas mãos de terceiros. Pode até ter seguro, 100% regulado e auditado, porém historicamente essas situações levam anos para resolver. Além disso, o valor na justiça costuma ser fixo em USD na data do investimento, independente da alta do BTC depois.

2 – O que custa colocar 5% do patrimônio pra começar? Se der certo, e substituir o ouro, sai de US$ 860 bilhões pra US$ 11 trilhões (+1.100%), fora potencial dos U$S 17 trilhões em bonds com yield negativo. Se der errado, você perdeu 5% do patrimônio, so what?

Publicidade

3 – Não dá pra operar um ativo com volatilidade de 120% no ano. Impossível, vai se ferrar toda vez. Dito isso, se estiver com medo, compre todo mês ao longo de 6 a 12 meses para fazer um preço médio. Depois é sentar em cima e esquecer por 3 ou 4 anos. O objetivo é drenar liquidez do mercado, tirar de circulação e deixar mais escasso pro próximo. Lembre-se: é o único ativo no mundo que dá pra efetivamente fazer isso sem risco de follow on ou similar.

4 – Bitcoin é um ativo geracional, horizonte mínimo de 4 anos, idealmente 40. Ou seja, é uma aposta que jovens não vão comprar imóveis e ações sobrevalorizadas, e de que oferta de ouro não é tão “previsível” assim. Isso sem contar o risco de ouro falso ou confiscável.

5 – Não compre outra criptomoeda. É golpe, sério. Criptomoeda precisa ter passado 12 anos sofrendo todo tipo de ataque, censura, dissidentes criando seus clones, erros… e ter sobrevivido. É isso que dá valor ao bitcoin. Já tivemos vários incidentes “fatais”, e o povo se autocoordenou pra resolver, sem entidade controladora.

6 – Talvez você passe 18 meses no vermelho, e isso não é problema. Lembre-se: quem chegou em 2011/12 levou 18 meses pra voltar pro azul, o mesmo pra quem chegou em 2014/15 ou final de 2017/18. Você provavelmente vai se sentir um idiota, mas ao menos está dentro do ativo. Só assim você conseguirá entender que não são as ‘notícias’ que fazem a alta, isso é consequência da oferta/demanda. A demanda vem das cagadas que os governos fazem gastando descontroladamente e imprimindo.

Publicidade

7 – Invista 6 meses de tempo e dinheiro para aprender o Bitcoin. Você pesquisa 2 meses (no mínimo) para comprar um imóvel, e gasta 2 semanas para trocar de automóvel. Não pode se dedicar este tempo para aprender na prática o Bitcoin? Jura?! Faça 1 compra por mês ao longo de 6 meses.

8 – Após 4 anos, quem comprou em US$ 46.500 ou US$ 38.500 vai ter o mesmo resultado. É indiferente pagar 0,20% ou 0,50% de comissão, ou tentar escolher momentos de queda para comprar. O que vai mudar seu resultado em 4 anos é quanto mais cedo você começar a comprar. Faça o que for mais confortável pra você, mesmo que seja deixar o Bitcoin na exchange. O ideal é você ter a própria custódia, mas se quiser começar a estudar isso em 6 meses, beleza, o importante é começar a comprar HOJE.

9 – O Bitcoin é um protocolo, e portanto pode ser adaptado, melhorado e corrigido. O Bitcoin não se propõe a ser a melhor solução tecnológica, nem o meio ideal para armazenamento e transferência de valor. É um protocolo, em constante evolução. Bitcoin já resolve um problema hoje, pois é auditável e incensurável. Quem quiser transportar ouro, precisa de escolta armada, e equipamento para verificar estas barras, correndo o risco de confisco. A outra alternativa, deixar valores em banco, corre risco de crédito e de taxação dos governos. O Bitcoin resolve isso de imediato!

10 – Não tente modelar o Bitcoin, pois ele é um protocolo e irá servir para vários fins. A adoção do Bitcoin não é linear, nem tampouco previsível. Muitos achavam que era o ETF seria o principal driver, a listagem em bolsa de valores. Outros apostavam que só iria decolar quando se tornasse simples e barato realizar pequenas transações na rede, porém todos estavam errados. Bitcoin é ao mesmo tempo substituto do ouro, concorrente de fintechs, ativo com baixa correlação, base para redes de micropagamentos, moeda da Deepweb, etc. Ou seja, é impossível prever que espaço um protocolo poderá preencher dentro de 4 anos. Relaxa! São diversas mentes brilhantes pensando em soluções de privacidade, escalabilidade e resiliência contra ataques. Gente muito boa que trabalha por amor à camisa, por isso é impossível vencê-los.

Publicidade

Sobre o autor

Marcel Pechman atuou como trader por 18 anos nos bancos UBS, Deutsche e Safra. Desde maio de 2017, faz arbitragem e trading de criptomoedas.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin atinge US$ 68 mil após China reduzir inesperadamente as taxas de juros

Manhã Cripto: Bitcoin atinge US$ 68 mil após China reduzir inesperadamente as taxas de juros

“Se essa tendência persistir, o BTC poderá ultrapassar US$ 70 mil amanhã com o lançamento de ETFs de Ethereum”, escreveu um analista
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bernstein reitera previsão de Bitcoin em US$ 200 mil até final de 2025

Previsão já havia sido feito em junho e os analistas apontam que a tendência recente de queda do Bitcoin não mudou esse cenário
Imagem da matéria: "Buy Bitcoin": 7 anos atrás, estagiário dizia para o mundo comprar Bitcoin no Congresso dos EUA

“Buy Bitcoin”: 7 anos atrás, estagiário dizia para o mundo comprar Bitcoin no Congresso dos EUA

Quem seguiu o conselho tomou uma sábia decisão: o Bitcoin valorizou 2.321% desde então, indo de US$ 2.387 para US$ 57.801
Imagem da matéria: Mt. Gox: relembre a ascensão e queda da exchange que vai distribuir bilhões em Bitcoin

Mt. Gox: relembre a ascensão e queda da exchange que vai distribuir bilhões em Bitcoin

Mais de uma década após a maior exchange de Bitcoin do mundo ser hackeada, os credores da Mt. Gox finalmente receberão seus reembolsos; aqui está o que aconteceu