Imagem da matéria: Mercado de criptomoedas volta para marca de US$ 2 trilhões com Bitcoin e  Ethereum em recuperação
Foto: Shutterstock

O bitcoin (BTC) subiu 5,2% nas últimas 24 horas, atingindo uma alta intradiária de US$ 44,3 mil nas primeiras horas desta terça-feira (15), conforme o mercado como um todo recuperou quase US$ 90 bilhões no último dia.

Segundo dados do site CoinGecko, a principal criptomoeda do mercado subiu 14,9% nas últimas duas semanas, ajudando na ampla recuperação do mercado.

Publicidade

Ether (ETH), a segunda maior criptomoeda em termos de capitalização de mercado, registra ganhos de 8% no último dia, estando precificada a US$ 3,1 mil.

Outros grandes criptoativos também estão subindo.

Binance Coin (BNB) disparou 8,2% no último dia e está sendo negociada a US$ 428, enquanto SOL, o token nativo da blockchain Solana, subiu 10,1% e está custando US$ 102.

A ação de preço mais recente fez o mercado de criptomoedas como um todo voltar acima de US$ 2 trilhões, nível anteriormente testado na última quinta-feira (10).

Capitalização do mercado cripto nos últimos 30 dias (Imagem: CoinGecko)

Cripto se recupera em meio a protestos no Canadá

O mercado está se recuperando em meio a notícias controversas de que a decisão do governo canadense de recorrer à Lei Emergencial de 1988 (a tentativa do país em suspender o financiamento a caminhoneiros, chamados de “Freedom Convoy”, que protestam contra restrições locais de covid-19).

Publicidade

Justin Trudeau, o primeiro ministro do Canadá, e diversos de ministros do governo, incluindo a vice-primeira ministra e ministra das Finanças Chrystia Freeland, abordou a nação na segunda-feira (14), afirmando que a iniciativa permitiria que o governo tomasse diversas medidas, incluindo o congelamento de contas bancárias de protestantes.

“Não podemos e não permitiremos que atividades ilegais e perigosas continuem”, disse Trudeau, destacando “diversos desafios para a capacidade das autoridades em aplicar a lei de forma efetiva”.

Essas medidas permitem que o governo canadense expanda os poderes antilavagem de dinheiro e antiterrorismo para controlar as plataformas de financiamento on-line que ajudaram no financiamento de protestos.

Processadores de cartões de crédito e empresas de arrecadação de fundos terão de informar quaisquer campanhas relacionadas ao “Freedom Convoy” ao Centro de Análise de Transações e Relatórios Financeiros do Canadá (ou FINTRAC, na sigla em inglês), a agência antilavagem de dinheiro do país.

Publicidade

“Essas mudanças cobrem todas as formas de transação, incluindo criptoativos, como criptomoedas”, afirmou Freeland.

“O bloqueio ilegal destacou o fato de que plataformas de financiamento coletivo e alguns dos fornecedores de serviço de pagamentos que usam não são completamente abrangidos pela Lei de Produtos de Crime e Financiamento ao Terrorismo.”

A polícia também estará autorizada a trocar informações com bancos sobre protestantes e suas contas pessoais e comerciais podem ser congeladas. Empresas de seguros terão de revogar seguros sobre quaisquer veículos usados em bloqueios, acrescentou Freeland.

A inclusão de criptomoedas nesses eventos também destaca um grande valor da tecnologia: a resistência à censura.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

Como declarar tokens de utilidade no Imposto de Renda 2024?

Entenda como declarar os utility tokens, ativos que dão acesso a serviços específicos
o que é mineração de bitcoin

Dificuldade de mineração de Bitcoin está despencando, mas por quê?

A redução no preço do Bitcoin, combinada com a diminuição das recompensas de mineração, resulta em menos mineradores e em uma rede menos robusta — pelo menos por enquanto
Imagem da matéria: Memecoin que usa nome de Trump rouba R$ 410 mil de investidores

Memecoin que usa nome de Trump rouba R$ 410 mil de investidores

Endereço despejou uma enorme quantidade do token TrumpAI, recebeu R$ 410 mil em WETH e derrubou o preço em 100%
Imagem da matéria: Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador solo completou o bloco 843.231 do Bitcoin usando software da CKpool