Imagem da matéria: Caminhoneiros antivacina arrecadam US$ 700 mil em bitcoin e recebem apoio de Elon Musk
Caminhoneiros e apoiadores protestam contra vacinas obrigatórias no Canadá em 29 de janeiro. Foto: Shutterstock

O “Freedom Convoy” (ou “Comboio da Liberdade”, em português) de caminhoneiros canadenses na cidade de Ottawa arrecadaram quase 16 BTC (ou US$ 700 mil) de 4.877 doadores após suas doações na plataforma GoFundMe terem sido bloqueadas.

O grupo até ganhou suporte de Elon Musk pelo Twitter, que acredita que cripto “não pode ser impedido”. No fim de janeiro, Musk também havia tuitado: “Caminhoneiros canadenses são quem mandam”.

Publicidade

O comboio de caminhoneiros em Ottawa que virou manchete internacionalmente foi formado em oposição à obrigatoriedade nacional de vacinação para caminhoneiros que entrarem no Canadá a partir dos Estados Unidos.

Desde então, evoluiu em oposição a restrições de saúde e de covid-19, gerando protestos parecidos em todo o Canadá.

A polícia de Ottawa está tentando conter o comboio por conta da preocupação de que seus caminhões bloqueiem ruas da cidade e interfiram em comércios locais.

Autoridades também colaboraram com a plataforma de financiamento GoFundMe para bloquear US$ 10 milhões em doações inicialmente direcionadas para os organizadores do comboio.

A ação gerou críticas de alguns bitcoiners canadenses que se opõem à censura financeira e a restrições de covid-19.

Caminhoneiros canadenses recorrem ao bitcoin

Em resposta ao bloqueio pela GoFundMe, BTC Sessions, um youtuber cripto da cidade de Calgary, começou um financiamento para o protesto usando a plataforma de financiamento nativa de bitcoin Tallycoin.

Publicidade

Já que o Bitcoin é uma rede de pagamentos ponto a ponto, dificulta que governos evitem que usuários enviem dinheiro a determinadas causas.

“Obrigado, CAMINHONEIROS”, disse um doador anônimo de US$ 87,99 em bitcoin. “Vocês me fizeram sentir orgulho de ser canadense de novo.”

A lista de doadores inclui Jesse Powell, CEO da corretora Kraken, que enviou 1 BTC à causa. “Arrume o dinheiro, arrume o mundo”, disse. “Mandatos são imorais. Acabem com essa loucura. Fon Fon!”

Esses fundos estão sendo direcionados a uma carteira multiassinaturas (ou “multisig”) controlada pelo BTC Sessions, o bitcoiner Greg Foss, o autor Jeff Boorth e o CEO da Bull Bitcoin Francis Pouliot.

Publicidade

Uma carteira multisig é uma que precisa de autorização de diversas partes antes de os fundos da carteira poderem ser usados.

O quinto assinante, conhecido como “Nobody Caribou” no Twitter, atua como uma ligação entre bitcoiners e organizadores de protestos em Ottawa.

Em um comunicado de imprensa publicado na quarta-feira (9), ele mencionou a possibilidade de usar os fundos para fornecer diesel e água a caminhoneiros e, possivelmente, usar o dinheiro como um fundo de defesa jurídica.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Se o halving é bullish para o Bitcoin, por que o preço costuma cair logo em seguida?

Se o halving é bullish para o Bitcoin, por que o preço costuma cair logo em seguida?

Se o halving é tão importante para as altas do Bitcoin, por que os dados históricos mostram que o BTC cai um ano após cada halving? Entenda.
Fundador da Binance Changpeng Zhao posa para foto

CZ está em “situação positiva” nos EUA, afirma cofundadora da Binance

O julgamento da sentença de Changpeng Zhao está agendado para o próximo dia 30
Ilustração de mão segurando smartphone com logotipo da Toncoin

Toncoin (TON) bate recorde de preço e supera Cardano como 10ª cripto mais valiosa

O Toncoin (TON) da Open Network disparou nas últimas semanas e expulsou a Cardano do top 10 das criptomoedas
Imagem da matéria: Clientes brasileiros da FTX vivem expectativa de pagamento e medo de novos golpes

Clientes brasileiros da FTX vivem expectativa de pagamento e medo de novos golpes

Grupo de brasileiros se unem no Telegram para tentar entender comunicações da massa falida da FTX em meio ao receio de novos golpes