Homem na frente de grafico com queda nos indicadores
Shutterstock

O mercado de criptomoedas acompanha o nervosismo de investidores globais de ações e títulos nesta quinta-feira, 1º de setembro. Perspectivas de juros mais altos e um novo lockdown na China reduzem o apetite por ativos de maior risco. Assim, o Bitcoin (BTC) opera em baixa de 1,6% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 19.847,46, mostram dados do CoinGecko. O Ethereum (ETH) também recua 1,6%, para US$ 1.542,40. 

No Brasil, o Bitcoin perde 0,5%, negociado a R$ 103.131,48, segundo o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

Publicidade

As altcoins também operam no vermelho, entre elas Binance Coin (-3,4%), XRP (-2,2%), Cardano (-2,4%), Solana (-3,6%), Dogecoin (-3%), Polkadot (-2,6%), Shiba Inu (-1,9%) e Alavanche (-3,3%).  

Bitcoin hoje 

O BTC caiu mais de 13% em agosto e quase 20% desde meados do mês passado, mostram dados do CoinDesk, depois de atingir US$ 25 mil impulsionado por falsas esperanças de uma política monetária mais branda nos EUA. Mas a expectativa veio por água abaixo com os comentários do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, na conferência de Jackson Hole, Wyoming, que sinalizou estar determinado a combater a inflação com juros mais altos. 

O nono mês do ano tem sido historicamente um dos piores para a maior criptomoeda: o Bitcoin caiu em todos os meses de setembro desde 2017. O BTC teve queda média de 8,5% em setembro nos últimos cinco anos, de acordo com dados do Bespoke Investment Group divulgados pela Bloomberg. 

Rony Szuster, especialista em criptoativos do MB, espera tendência semelhante do BTC nos próximos meses, “atrelado ao humor do mercado macroeconômico, reagindo de forma correlacionada a outros ativos de risco” conforme a política econômica adotada pelo Fed, disse ao Valor Investe.

Mas o analista destaca que dados on-chain dos ativos “são majoritariamente positivos, indicando acúmulo de moedas por investidores de longo prazo e retirada massiva de moedas das exchanges, principalmente as dominadas por capital institucional”. 

Publicidade

No ranking de investimentos do Valor, o Bitcoin ficou na lanterna, com queda de 16,66% em agosto, um mês depois de liderar em julho com alta de 18,08%. No acumulado do ano, o BTC mostra baixa de 60,22% de acordo com o ranking, onde produtos que reproduzem o índice Small Cap ofereceram o maior retorno de agosto, com 10,9%. 

A dificuldade de mineração de Bitcoin subiu 9,26%, o maior ganho desde janeiro e o terceiro aumento consecutivo. O crescimento da chamada “taxa de hash” se deve a “uma combinação de ondas de calor finalmente diminuindo (em nível global) e instalações entrando lentamente em operação”, disse ao The Block Kevin Zhang, vice-presidente sênior de estratégia de mineração da Foundry. 

Fusão do Ethereum 

O Ethereum, segunda maior criptomoeda, teve desempenho um pouco melhor do que o Bitcoin em agosto, com baixa de 7% no mês, segundo cálculos do CoinDesk. A expectativa de atualização do software da blockchain este mês ajudou a aumentar a demanda pelo ativo. 

Para surfar na onda da esperada Fusão, a Binance, maior corretora cripto do mundo em volume,planeja oferecer negociação gratuita também para o token Ethereum por um mês por meio de sua stablecoin BUSD, segundo o Financial Times. Nos últimos meses, a exchange já vem oferecendo taxa zero para pares de negociação à vista de Bitcoin. 

Publicidade

Enquanto isso, o OpenSea, maior marketplace de tokens não fungíveis, planeja oferecer suporte apenas a NFTs com base na versão de proof of stake (PoS) da blockchain Ethereum assim que a Fusão estiver concluída, de acordo com o The Block

Criptomoedas no Brasil 

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) vai encerrar em 5 de setembro o canal específico usado por empresas do setor de criptoativos para informar movimentações suspeitas. Apesar de não ser obrigatória, muitas companhias cumpriam a medida como parte do código de autorregulação dos membros da associação ABCripto. 

O Coaf afirmou que as empresas poderão enviar reportes de transações suspeitas – ainda de modo voluntário – por meio da plataforma Fala.BR, um canal geral que, segundo comunicado, está alinhado aos padrões de segurança da informação do governo federal. 

Denunciadas por crimes contra o sistema financeiro nacional e organização criminosa, Larissa Viviana Ferreira Dumas e Andrimar Morayma Rivero Vergel, ligadas a Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como o “Faraó dos Bitcoins”, foram presas na quarta-feira (31) na República Dominicana, em uma nova etapa da operação Kryptos, de acordo com o jornal O Globo

Mirelis Yoseline Dias Zerpa, esposa de Glaidson, alega receber ameaças no Brasil e pediu para cumprir medidas cautelares nos Estados Unidos. 

Publicidade

Outros destaques  

A Kvoltz, com sede na Paraíba, lança em setembro um token para financiar um projeto de usinas de energia solar de pequeno porteconforme o Estadão. Kleber Selhorst, que comanda a operação, disse que o objetivo é captar R$ 30 milhões com a moeda que levará o nome da empresa. 

A capitalização de mercado das duas maiores stablecoins, a Tether (USDT) e a USD Coin (USDC), voltou a encolher, de acordo com relatório do Morgan Stanley publicado pelo InfoMoney CoinDesk. O valor caiu 10% em relação ao pico de abril, o que indica um novo “aperto quantitativo”, ou menor liquidez, no mercado de criptoativos. 

Em entrevista à Bloomberg, Sam Bankman-Frieddiretor-presidente da exchange de ativos digitais FTX, disse que seus esforços para resgatar empresas durante a crise do mercado cripto tiveram resultados “mistos”, com a possibilidade de que algumas que receberam ajuda se tornem rentáveis e outras, não. 

A cidade portuária sul-coreana Busan assinou um acordo com a FTX para desenvolver negócios baseados em blockchain nos próximos meses, o que inclui uma corretora, informou o CoinDesk. 

A Rain Financial, uma das maiores exchanges de criptomoedas do Oriente Médio, reduziu a equipe em meio à desaceleração do setor de ativos digitais. Os cortes refletem “necessidades operacionais e condições de mercado”, disse a empresa em comunicado divulgado pela Bloomberg. A empresa não informou o número de pessoas demitidas. 

Em busca de rapidez , custos mais baixos e de olho em maior escalabilidade, desenvolvedores da Helium apresentaram a proposta “HIP 70” com o objetivo de migrar todas as operações relacionadas à blockchain para a rede Solana. 

Publicidade

As formadoras de mercado Flow Traders e Hudson River Trading estiveram entre os investidores na captação de US$ 5 milhões pela Sei Labs, startup cripto fundada por veteranos do Goldman Sachs e Robinhood Markets que desenvolve uma blockchain destinada a acelerar transações financeiras descentralizadas, conforme a Bloomberg. 

Um erro encontrado em uma atualização do Compound Finance, um dos maiores e mais antigos projetos de finanças descentralizadas (DeFi) do setor, congelou cerca de US$ 800 milhões – equivalentes a R$ 4 bilhões – no mercado de Compound Ether (cETH) por uma semana. 

início do pagamento dos 137 mil bitcoins a investidores afetados pelo ataque de hackers em 2014 a ser realizado pela corretora de criptomoedas Mt. Gox pode ter início a partir de 15 de setembro, segundo informações do site Finbold. No entanto, Django Bits, administrador de um canal do Telegram de credores da Mt. Gox. alertou que, devido a trâmites burocráticos, o processo pode levar meses ou até anos. 

A Escola de Economia de São Paulo (FGV EESP) começa a receber inscrições para a 3ª edição do Desafio de Dados (Datathon) a partir desta quinta-feira (1). A iniciativa, que premia os vencedores em até R$ 8 mil, tem como objetivo fomentar estudos e atividades envolvendo criptomoedas e promover a integração de alunos de graduação de todo o Brasil. Esta terceira edição do desafio começa em 10 de outubro e conta com apoio da Ripple, University Blockchain Research Initiative (UBRI), Hashdex, QR Asset, GV Code, USP-UBRI e Portal do Bitcoin

Regulação e CBDCs  

O procurador-geral de Washington, Karl Racine, abriu processos civis contra a empresa de software de computação em nuvem MicroStrategy e seu fundador, Michael Saylor, por suposta evasão fiscal. Segundo tuíte de Racine, a MicroStrategy teria ajudado Saylor a “evadir impostos que ele legalmente deve” à capital dos EUA, tuitou Racine na quarta-feira (31).  

Autoridades acusam Saylor de sonegar US$ 25 milhões ao alegar residência na Flórida ou Virgínia em vez de Washington. O executivo, famoso defensor do Bitcoin, alega que sua principal residência na última década está sediada na Flórida. 

Na Califórnia, um projeto que exige uma licença especial para empresas de criptoativos está mais perto de se tornar lei. Depois de aprovado pela Assembleia e Senado, o PL agora segue para a mesa do governador Gavin Newsom, que tem até 30 de setembro para assinar ou vetar o projeto. 

Metaverso, Games e NFTs 

A plataforma argentina Lemon Cash iniciou oficialmente a operação no Brasil. Segundo o Estadão, a empresa também lançou o Lemon Nation, um metaverso para clientes onde usuários recebem um NFT que os representa e podem receber outros como recompensa por utilizar o aplicativo. 

O uso de marketplaces de NFTs para que clientes os depositem como garantia como meio de acesso a operações de crédito deveria ser analisado por bancos, de acordo com estudo da consultoria Capco publicado pelo Valor. 

A Socios estendeu seu acordo para fornecer o fan token $ARG à Associação Argentina de Futebol (AFA) até pelo menos 2026, informou o The Block. A parceria também inclui o desenvolvimento de uma comunidade gamificada, de web3, engajamento e recompensas para torcedores argentinos por meio dos tokens, que serão baseados na blockchain Chiliz.

A Ticketmaster vai permitir que organizadores vendam ingressos para eventos ao vivo como tokens não fungíveis. Os ingressos podem ser vendidos antes, durante ou após os eventos na blockchain Flow desenvolvida pela Dapper Labs, segundo o Sports Business Journal

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Desenvolvedor da Solana rouba R$ 1,6 milhão de investidores para apostar em jogos de azar

Desenvolvedor da Solana rouba R$ 1,6 milhão de investidores para apostar em jogos de azar

“O que vier a seguir está nas mãos de Deus”, disse o dev após assumir o roubo
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bitcoin é uma “forma de arte” e uma moeda de desconfiança, diz filósofo Yuval Noah Harari

O filósofo, no entanto, mostrou desconfiar se realmente o Bitcoin será o futuro do dinheiro como algumas pessoas defendem
Imagem da matéria: Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Meta é que comunidade de programadores crie soluções na XRP Ledger, blockchain usada pela empresa e que tem o token nativo XRP
Imagem da matéria: FTX prometeu devolver 118% dos fundos dos clientes; o que acontece agora?

FTX prometeu devolver 118% dos fundos dos clientes; o que acontece agora?

Segundo os balanços, a FTX deve cerca de US$ 11 bilhões, e conseguiu levantar entre US$ 14,5 e US$ 16,3 bilhões até agora