Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) mergulha abaixo de US$ 25 mil e Tether (USDT) perde paridade com o dólar após alerta sobre juros nos EUA 
(Foto: Shutterstock)

Investidores globais se afastam de ativos de risco como criptomoedas e ações nesta quinta-feira (15), em reação ao alerta do banco central americano de mais aumentos de juros este ano, apesar da manutenção da taxa básica no dia anterior. 

O Bitcoin (BTC) recua 3,6% nas últimas 24 horas, para US$ 24.947,42, segundo dados do Coingecko.  

Publicidade

Em reais, o BTC opera em baixa de 4,6%, negociado a R$ 120.952,14, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

O Ethereum (ETH) registra queda de quase 6%, cotado a US$ 1.637,98. 

Altcoins também são negociadas com perdas após o banho de água fria jogado pelo Federal Reserve no mercado. 

“A reação está muito alinhada com o que foi visto em outros ativos de risco, no que atualmente está sendo interpretado pelos mercados como um Fed um pouco mais ‘hawkish’ (favorável ao aperto monetário) do que o esperado”, disse à Bloomberg Stephane Ouellette, diretora-presidente da FRNT Financial, uma plataforma institucional focada em ativos digitais. 

Após cair mais de 20% em 30 dias diante da guerra da Binance com reguladores, o BNB, token nativo da maior exchange cripto do mundo, recua mais 4,5% nas últimas 24 horas. 

XRP registra baixa de 6,4% após a Ripple, emissora do token também em batalha com a SEC, pedir uma nova investigação sobre o discurso de 2018 do ex-diretor da SEC William Hinman, no qual afirmou que o Ethereum não é valor mobiliário, mas teria “inventado fatores” sobre o que realmente é “suficientemente descentralizado”. 

Solana (SOL), entre os tokens classificados como valor mobiliário pela CVM dos EUA, perde 1,5%. A comunidade Solana começa a cogitar a possibilidade de uma bifurcação (“hard fork”) da rede diante da investida da SEC, embora os desenvolvedores não tenham dado pistas nesse sentido, segundo o Decrypt. 

Publicidade

Outras altcoins são negociadas em território negativo nesta manhã, entre elas Cardano (-6,3%), Dogecoin (-2,7%), Polygon (-5,4%), Polkadot (-4,7%), Shiba Inu (-3,2%) e Avalanche (-5,3%). 

Bitcoin hoje 

As perdas no mercado de criptomoedas após a reunião do Fed espelham a reação negativa de investidores de renda variável, que também ficaram desanimados com dados fracos sobre a atividade econômica da China em maio. 

Na quarta-feira (14), autoridades do banco central dos EUA decidiram por unanimidade manter a taxa de juros de referência em um intervalo de 5% a 5,25%, embora as previsões do Fed indiquem mais dois aumentos este ano. O presidente da instituição, Jerome Powell, disse que os riscos da inflação permanecem inclinados para cima e que quaisquer cortes dos juros ocorreriam apenas “daqui a alguns anos”. 

“A pressão descendente no mercado parece vir de traders que estavam posicionados comprados (apostando na alta) muito antes do anúncio de hoje (quarta-feira) do FOMC, que compraram o boato e agora estão vendendo o fato”, disse Darius Tabatabai, cofundador da exchange descentralizada Vertex Protocol, em entrevista à Bloomberg

Publicidade

Segundo Tabatabai, as liquidações na Vertex e em muitas outras corretoras refletem o reposicionamento diante de uma perspectiva “hawkish”, disse.  

Em e-mail ao CoinDesk, Ruslan Lienkha, chefe de mercados da provedora de serviços fiduciários e web3 cripto YouHodler, disse que a queda do Bitcoin não indica necessariamente um período de baixas. “Temos que lembrar que o mercado cripto é relativamente pequeno, e algumas centenas de milhões de dólares podem movimentar o mercado em algumas porcentagens”, escreveu Lienkha. 

De fato, as chamadas baleias, grandes investidores de Bitcoin, não estão reduzindo suas posições, mesmo com a pressão regulatória, de acordo com dados on-chain da Glassnode

Vendas de Tether 

Ainda assim, milhões de unidades de Tether (USDT), a maior stablecoin do mundo, estão sendo vendidas nesta quinta-feira nos chamados “pools” de liquidez das plataformas Curve e Uniswap. 

Os saldos de USDT no 3Pool da Curve, um pool de troca de stablecoins composto por USDT, USDC e DAI, subiram para mais de 72% nesta manhã. E o ideal é que o saldo de cada stablecoin fique em torno de 33,3%. Segundo análise do CoinDesk, a movimentação sugere que traders estão trocando dezenas de milhões de USDT em favor das stablecoins USD coin (USDC) e dai (DAI). 

Publicidade

Nas últimas 24 horas, a Tether é negociada abaixo de US$ 1, a US$ 0,997, mostram dados do Coingecko. 

O curioso é que a mesma tendência foi observada durante o colapso do ecossistema Terra em maio do ano passado e na quebra da exchange cripto FTX, de acordo com o CoinDesk

O diretor de tecnologia da Tether, Paolo Arduino, minimizou as vendas no Twitter, dizendo que alguns traders buscam “capitalizar o sentimento geral” dos mercados de criptoativos. “Mas na Tether estamos prontos como sempre. Deixe que venham. Estamos prontos para o resgate de qualquer quantia.” 

Binance vai sair do Chipre 

 A Binance decidiu sair do Chipre, de acordo com um documento encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários do país. 

A exchange está sob revisão para cancelar o registro com o regulador antes de o marco regulatório (MiCA) da União Europeia entrar em vigor no ano que vem. 

A Binance não explicou o motivo da decisão no site do regulador. Mas a exchange disse ao Decrypt que planeja concentrar “esforços em menos entidades regulamentadas na UE, especialmente nossos maiores mercados registrados, onde já temos uma presença madura, incluindo França, Itália e Espanha”. 

Acuada nos EUA, onde está sendo processada pela SEC, a participação de mercado da Binance.US já caiu para 2,7%, o menor nível desde dezembro de 2020, mostram dados da Kaiko publicados pelo The Block

Também processada pela SEC, a Coinbase, maior corretora cripto dos EUA, disse em carta à reguladora que as exchanges descentralizadas (DEXs) não podem ser reguladas como as centralizadas. 

Publicidade

Deputados republicanos também enviaram uma carta ao xerife de Wall Street defendendo a indústria de ativos digitais, e o prefeito pró-cripto de Miami, Francis X. Suárez, anunciou sua pré-candidatura à presidência dos EUA pelo Partido Republicano. 

Saques travados 

Enquanto a exchange Bittrex vai liberar saques para clientes nos EUA, onde pediu recuperação judicial, outra plataforma cripto sul-coreana suspendeu as retiradas. 

A Delio, uma empresa de poupança e empréstimo de ativos digitais, disse que a medida tem como objetivo proteger os ativos de clientes. 

Em comunicado no site da plataforma, a empresa informou que “inevitavelmente suspenderá os saques temporariamente a partir de 14 de junho”, devido a um “aumento acentuado na volatilidade do mercado e maior confusão entre os investidores”. 

O aviso da Delio fez referência à suspensão de depósitos e saques na Haru Invest – outra plataforma de crédito cripto sul-coreana que teve problemas com um de seus provedores de serviços na terça-feira (13), conforme o Decrypt. 

Em outro destaque no mercado asiático, o governo de Hong Kong, em meio às ambições de se tornar um hub cripto, estaria pressionando grandes bancos como HSBC e Standard Chartered a aceitar corretoras de ativos digitais como clientes, de acordo com o Financial Times

Decreto cripto no Brasil 

O tão esperado decreto que definiu o Banco Central como o regulador do mercado de criptoativos no Brasil foi finalmente publicado na quarta-feira (14). 

Portal do Bitcoin conversou com 11 players da indústria, entre entidades, empresas e especialistas, para ouvir a opinião de quem mais será afetado. 

A ABCripto, entidade de classe que representa parte das empresas do setor, afirma que a regulamentação institucionaliza as práticas que já exige de seus associados desde 2020. 

O MB considera a publicação do decreto um importante passo para a consolidação da regulação do setor no Brasil, enquanto a Binance destaca que a decisão do governo mantém o Brasil na vanguarda das discussões regulatórias. 

Enquanto a regulação do mercado cripto brasileiro avança, a B3 voltou a adiar para o segundo semestre o lançamento de um contrato futuro de Bitcoin, de acordo com o InfoMoney

Falando em B3, as plataformas cripto que lançarem produtos considerados valores mobiliários precisarão ter uma licença de balcão ou bolsa de valores, o mesmo status da B3, segundo reportagem do Valor Econômico. 

Outros destaques das criptomoedas  

A Bit2Me, uma das principais exchanges cripto da Espanha, captou US$ 15 milhões em uma rodada de financiamento liderada pela Investcorp. A rodada também incluiu a Telefónica Ventures, o braço de investimentos da Telefónica, Stratminds VC, Cardano e YGG Fund, informou a Bit2Me em comunicado. Os recursos serão usados para expandir as operações da Bit2Me na Espanha, onde a corretora foi fundada, e acelerar seu crescimento na América Latina. 

A Apple rejeitou a nova versão do aplicativo Zeus, uma carteira de Bitcoin não custodial habilitada para a rede Lightning, de acordo com um tuíte do fundador do app, Evan Kaloudis. A decisão segue a ameaça da Apple de banir o Damus, aplicativo que permite aos usuários acessarem o protocolo Nostr, por permitir pagamentos com Bitcoin. Segundo o CoinDesk, o aplicativo Zeus aparentemente estaria violando as regras da Apple, que exige licenças dos apps para facilitar a “transmissão” de criptomoedas. 

O grupo francês de artigos de luxo LVMH Moet Hennessy Louis Vuitton fechou uma parceria com a Epic Games, criadora do jogo Fortnite, para atrair clientes com provadores e desfiles de moda em mundos virtuais. A LVMH vai usar ferramentas de 3D da Epic para criar produtos e experiências imersivas, além de promover novas coleções e campanhas publicitárias, de acordo com comunicado divulgado pela Bloomberg.  

Como um exemplo, a plataforma gráfica Unreal Engine, da Epic, pode ser usada para criar “gêmeos digitais”, que permitem aos clientes ver as características de um produto físico antes de ser fabricado. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Imagem da matéria: Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Meta é que comunidade de programadores crie soluções na XRP Ledger, blockchain usada pela empresa e que tem o token nativo XRP
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 61 mil enquanto GameStop agita mercado e faz memecoin subir 363% 

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 61 mil enquanto GameStop agita mercado e faz memecoin subir 363% 

A volta do hype da GameStop desencadeou a criação de milhares de memecoins – uma delas saltou 1.900% na tarde passada
Bob Burnquist

Bob Burnquist e sua cruzada para empoderar os artistas por meio da Web3

O skatista é membro ativo de duas DAOs e participou do Ethereum Rio para falar sobre como as comunidades estão se tornando um novo meio de conexão para os artistas