Imagem da matéria: LUNA e LUNC sobem após notícias sobre o acordo de Do Kwon com a SEC
Foto: Shutterstock

As criptomoedas ligadas ao ecossistema Terra tiveram ganhos durante a noite, após a notícia de que a Terraform Labs e seu fundador Do Kwon chegaram a um acordo provisório com a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC).

A criptomoeda LUNA reinicializada do Terra subiu 16,3% nas últimas 24 horas, sendo negociada a US$ 0,69, enquanto o Terra Luna Classic (LUNC), o token nativo do ecossistema Terra original, subiu 9,5% no último dia, sendo negociado a US$ 0,0001215.

Publicidade

De acordo com as atas do tribunal para o caso, as partes envolvidas no caso “informaram ao Tribunal que chegaram a um acordo em princípio”, com o prazo de 12 de junho para a apresentação de documentos relacionados ao assunto. O detalhe aparece no registro do tribunal porque uma audiência marcada para 29 de maio foi cancelada devido às negociações de acordo em andamento.

Em abril, um júri de Nova York concluiu que Do Kwon e a Terraform Labs eram responsáveis por acusações de fraude civil, concordando com a SEC que os investidores haviam sido enganados sobre a estabilidade da stablecoin algorítmica TerraUSD (UST) do ecossistema Terra.

Embora os detalhes do acordo provisório firmado entre as partes não tenham sido divulgados, a SEC havia solicitado penalidades financeiras civis, bem como ordens de banimento de Kwon e da Terraform Labs do setor de valores mobiliários.

As acusações estavam relacionadas ao colapso do TerraUSD e do token de governança LUNA do Terra em maio de 2022, que causou mais de US$ 40 bilhões em perdas e provocou um “inverno criptográfico” que durou anos.

Publicidade

Os problemas legais de Kwon foram apenas parcialmente resolvidos pelo acordo. O fundador do Terra enfrenta acusações criminais de fraude apresentadas pelo Departamento de Justiça dos EUA (DOJ), bem como acusações de fraude, suborno, manipulação do volume de transações e violação das leis do mercado de capitais em sua terra natal, a Coreia do Sul.

Após a prisão de Kwon em Montenegro por acusações de passaporte falso em dezembro de 2023, os EUA e a Coreia do Sul se envolveram em uma batalha jurisdicional de meses para extraditar o fundador do Terra, com pedidos repetidamente aprovados e rejeitados pelos tribunais de Montenegro.

Kwon, que foi libertado da prisão em Montenegro após cumprir uma sentença de quatro meses, deve permanecer no país enquanto aguarda sua extradição.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Regulação das criptomoedas ficará pronta em 2025, diz diretor do Banco Central

Regulação das criptomoedas ficará pronta em 2025, diz diretor do Banco Central

Segundo o diretor de Regulação do Banco Central, Otavio Damaso, o regulador deve fazer uma segunda consulta pública sobre a regulação das criptomoedas em setembro
Imagem da matéria: Redes de segunda camada Ethereum estão arrecadando milhões – com a Base na liderança

Redes de segunda camada Ethereum estão arrecadando milhões – com a Base na liderança

A Base, da Coinbase, acumulou mais de US$ 6 milhões em lucros on-chain em maio no ecossistema de segunda camada Ethereum, com a Blast bem atrás em segundo
Smartphone sobre dólares mostra logo Axie Infinity

Polícia da Noruega recupera e devolve R$ 30 milhões do hack da Axie Infinity

A polícia norueguesa para crimes financeiros recuperou e congelou os fundos do hack de 2022 que envolveu a sidechain Ronin
Imagem da matéria: Standard Chartered diz que Bitcoin pode atingir US$ 100 mil antes das eleições nos EUA

Standard Chartered diz que Bitcoin pode atingir US$ 100 mil antes das eleições nos EUA

Para o banco americano, o Bitcoin pode bater nova máxima já esta fim de semana e caso de bons dados de emprego, enquanto para o fim do ano a projeção é de US$ 150 mil