Imagem da matéria: Do Kwon e Terraform fecham acordo com SEC sobre acusações de fraude com LUNA
Do Kwon em janeiro de 2021. (Imagem: Reprodução/Delphi Media)

A Terraform Labs, a startup liderada por Do Kwon por trás da falidas criptomoedas Terra (LUNA) e TerraUSD (UST), concordou, em princípio, com um acordo com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) sobre acusações de fraude.

A notícia do acordo preliminar foi divulgada pela primeira vez pela Reuters. O registro do caso no tribunal observa que todas as partes informaram ao tribunal sobre um acordo em princípio, com os documentos do caso devendo ser apresentados até 12 de junho.

Publicidade

Kwon e a Terraform Labs foram considerados culpados por um júri de acusações de fraude civil em abril e declarados responsáveis por enganar investidores com falsas promessas sobre as criptomoedas. O acordo provavelmente determinará quanto Kwon e a empresa concordaram em pagar após o veredicto de abril e também pode dizer respeito ao envolvimento futuro de Kwon no mercado financeiro.

Antes de chegar a um acordo, a SEC buscou penalidades financeiras civis contra Kwon e a Terraform, e ordens proibindo o empreendedor sul-coreano e sua empresa de operarem novamente na indústria de valores mobiliários.

O colapso do UST e da LUNA em maio de 2022 não apenas resultou em perdas de cerca de US$ 40 bilhões; também desencadeou um “inverno cripto” em toda a indústria que persistiu por pelo menos um ano e meio.

Leia também: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

A notícia do acordo de quinta-feira marca alguma resolução para apenas uma das inúmeras batalhas legais de Kwon. O Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) o acusou de fraude criminal por seu envolvimento na ascensão e queda da Terraform.

Publicidade

A Coreia do Sul, seu país natal, também o acusou separadamente de crimes financeiros, incluindo fraude, suborno, manipulação de volume de transações e violação das leis de mercado de capitais.

Ambos os governos têm travado uma disputa sobre Kwon desde que o magnata caído foi preso em Montenegro por acusações de passaporte falso em dezembro de 2023. Nos últimos seis meses, tanto os Estados Unidos quanto a Coreia do Sul tentaram extraditar o fundador de cripto, em uma série kafkiana de pedidos aprovados e depois rejeitados.

Leia também: EUA e Coreia do Sul disputam prisão do criador da LUNA após extradição ser aprovada

No final de março, Kwon foi libertado da prisão após cumprir uma sentença de quatro meses por portar um passaporte falso. Ele deve permanecer em Montenegro até que a questão de sua extradição seja resolvida.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Standard Chartered diz que Bitcoin pode atingir US$ 100 mil antes das eleições nos EUA

Standard Chartered diz que Bitcoin pode atingir US$ 100 mil antes das eleições nos EUA

Para o banco americano, o Bitcoin pode bater nova máxima já esta fim de semana e caso de bons dados de emprego, enquanto para o fim do ano a projeção é de US$ 150 mil
Bitcoin e grafico de mercado

Taxas do Bitcoin estão disparando novamente – e não é por causa de Runes ou Ordinals

Uma grande exchange está tentando organizar sua carteira Bitcoin e está queimando muito dinheiro no processo
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Nigéria retira acusações contra executivos da Binance, mas mantém exchange na mira

Dois executivos da Binance foram afastados das acusações de evasão fiscal por uma agência nigeriana, mas ainda enfrentam um caso de lavagem de dinheiro
moeda de bitcoin ao lado de celular com logo da mt gox

Grandes credores da Mt. Gox não devem vender os bitcoins que receberem – e isso é um alívio para o mercado

A extinta exchange Mt. Gox deve começar a reembolsar seus credores em breve, e há um temor de que isso possa derrubar o preço do Bitcoin com uma onda vendedora