Imagem da matéria: Hackers se aproveitam de erros de digitação para roubar criptomoedas  
Foto: Shutterstock

Hackers estão sendo capazes de roubar criptomoedas de investidores por meio de pequenos erros de digitação, que abrem o caminho para que malwares sejam escondidos em computadores que usam Windows e celulares com sistema operacional Android.

Os hackers invadem as máquinas por meio de ataque phishing, onde a pessoa é levada a baixar um programa ou fornecer dados acreditando estar em um site legítimo, quando na verdade se trata de um golpe.

Publicidade

Essa fraude se espalha em domínios que hackers registram com nomes muito similares a marcas genuínas, com pequenos erros de digitação que passam despercebidos na URL pelos usuários que acabam interagindo sem perceber que se trata de um site fraudulento.

Mirando carteiras de criptomoedas

Segundo uma análise publicada no domingo (23) do portal BleepingComputer, está em andamento atualmente uma campanha maciça de disseminação de vírus usando a tática de erro de digitação, com mais de 200 domínios fraudulentos se passando por 27 marcas legítimas. 

Neste grupo, há pelo menos 11 empresas que oferecem serviços de criptomoedas pelas quais os hackers tentam se passar, incluindo MetaMask, Phantom, Cosmos Wallet, Ethermine, Trading View, IQ Option, entre outros.

Nesses casos, os hackers miram principalmente as carteiras de criptomoedas na tentativa de obter acesso às chaves privadas dos usuários que dão acesso aos fundos em cripto. 

Publicidade

O BleepingComputer encontrou, por exemplo, um site fraudulento se passando pelo oficial do serviço de mineração Ethermine. O site falso, de visual idêntico ao original, usava o domínio ethersmine.com, sendo que o original é ethermine.org.

Site fraudulento do Ethermine tentando roubar seed phrase do usuário (Fonte: BleepingComputer)

Para evitar ser vítima desse tipo de golpe, os especialistas da Cyble listam quatro recomendações:

  • Ative atualização automática de software em seu computador, celular e outros dispositivos sempre que possível;
  • Monitore suas transações financeiras e entre em contato com seu banco se notar qualquer atividade suspeita;
  • Use um pacote de software antivírus e de segurança de Internet em seus dispositivos, incluindo PC e celular;
  • Evite abrir links não confiáveis e anexos de e-mail sem verificar sua autenticidade.

A empresa de segurança Cyble também publicou um artigo nesta semana no qual alerta sobre a disseminação da versão 2.0 de um trojan descoberto ano passado, chamado ERMAC. Até o momento, são 467 aplicativos alvos desse malware que é alugado por golpistas por cerca de R$ 26 mil por mês.

Ao infectar o dispositivo do usuário com esse vírus, o invasor consegue roubar seus dados confidenciais, bem como as credenciais de aplicativos instalados, como carteiras e corretoras de criptomoedas.

Procurando uma corretora segura que não congele seus saques? No Mercado Bitcoin, você tem segurança e controle sobre seus ativos. Faça como nossos 3,8 milhões de clientes e abra já sua conta!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Binance irá doar vouchers de tokens BNB para moradores do Rio Grande do Sul, enquanto Bitso, Foxbit, Bybit e OKX irão dobrar os valores doados por seus clientes
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
solana, criptomoedas,

Este evento vai fazer a Solana atingir US$ 400 este ano, projeta analista

Para analista da Merkle tree, a Solana pode disparar 170% este ano puxado por memecoins ligadas aos candidatos na eleição dos Estados Unidos
Imagem da matéria: EUA acusam  2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

EUA acusam 2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

O Departamento de Justiça acusou Daren Li e Yicheng Zhang de orquestrar um esquema com criptomoedas de “abate de porcos”