Governo faz concurso interno para servidores com experiência em blockchain

Governo faz concurso interno para servidores com experiência em blockchain
(Foto: Shutterstock)


O ministério de Minas e Energia abriu um concurso interno de nível superior para o preenchimento de três vagas no setor de Tecnologia da Informação e Gestão de Projetos. Conforme edital, o selecionado vai desenvolver trabalhos no âmbito do ‘Plano de Transformação Digital’ do ministério, usando como ferramentas tecnologias avançadas como Internet das Coisas (Iot) e Blockchain.

De acordo com a chamada, poderão concorrer apenas servidores de cargo de provimento efetivo que cumprem jornada semanal de 40 horas e que moram no Distrito Federal ou entorno.

O candidato deve possuir formação de nível superior, perfil e experiências profissionais compatíveis com com setores como administração, gestão e análise de dados, segurança e governança.

Segundo detalhou o órgão, é imprescindível o conhecimento de tecnologias digitais avançadas, como Deep Learning, por exemplo. Isso porque o profissional vai realizar tarefas de análise e programação em soluções de reconhecimento de voz e imagens.

O projeto será executado aos segmentos de energia e mineração. Nele envolve trabalhos relativos ao próprio órgão e outros departamentos, como a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

O objetivo é “melhorar a qualidade dos serviços públicos prestados pelo Estado, integrando tecnologias digitais tradicionais e emergentes desde a concepção dos serviços até a sua oferta ao cidadão”.

Nível superior e blockchain

Aos interessados, o órgão diz que a preferência é para formados Processamento de Dados, Administração, Gestão de Projetos, Engenharia, Arquitetura e Economia.



Os selecionados receberão Gratificação Temporária do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação (GSISP) — de Nível Superior.

Segundo o órgão, a seleção será realizada em duas etapas: análise de currículo (até 30/07) e entrevista individual com os candidatos selecionados (de 31/07 a 05/08). Os resultados serão publicados no Portal do Servidor no dia 07/08/2020. Para mais informações acesse o edital clicando aqui.

Governo de olho na tecnologia

Apesar da tecnologia blockchain ser uma das mais disruptivas dos últimos anos, ela já tem dez anos. Ela foi mostrada ao mundo como a rede do Bitcoin, em 2009.

Desta forma, e acompanhando o grande crescimento de Internet das Coisas, Machine Learning, Inteligência artificial etc, a Blockchain tem sido cada mais exigida em setores do governo e em grandes indústrias.

No início do mês, por exemplo, o Tribunal de Contas da União (TCU) pediu para o Banco Central, a Receita e Congresso identificarem áreas para aplicação da tecnologia. A implantação de uma rede blockchain oficial está entre as metas definidas pelo governo federal para 2022.

O fato é que o governo em geral tem aumentado a cada dia seu interesse pela Blockchain e como essa tecnologia pode ser usada em registros, manutenção e compartilhamento de dados públicos.

A Dataprev por exemplo, é uma das empresas públicas que já criou várias ações para levar o conhecimento sobre blockchain aos seus servidores e departamentos.

Também é indispensável o conhecimento sobre blockchain e criptomoedas para concorrer a uma vaga de diplomata, conforme detalhou um edital do Itamaraty publicado no fim do mês passado.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br