Chainlink (LINK) dispara 30% e renova máxima histórica

Criptomoeda Chainlink (LINK) dispara 20% e registra novo recorde histórico
Foto: Shutterstock


A cotação da Chainlink (LINK) explodiu nas últimas 24 horas, atingindo uma nova alta histórica de US$ 8,22. O preço da LINK acumula valorização de 372% em 2020.

Desde onte, o preço passou de US$ 6,34 para US$ 8,22 – um aumento de 29,65%. O pico aconteceu nas primeiras horas desta segunda-feira (13), antes de uma pequena queda, que fez o preço recuar para a faixa de US$ 7,80.

Apesar do recuo, a LINK ainda permanece num forte rali de alta. Os ganhos do token para a semana agora se estendem para 61%, enquanto seu crescimento mensal é de 109%.

Por que o preço da Chainlink está subindo?

O aumento contínuo da Chainlink pode ter sido motivado em parte pela recente decisão da plataforma de empréstimos blockchain, Nexo (NEXO), de usar seu sistema oracle, conforme anunciado em 8 de julho:

“O uso das redes oracle da Chainlink aumentaria a segurança do Nexo e permitiria maior custódia dos fundos dos usuários, maiores volumes de empréstimos e uma mesa OTC mais ativa”, disse o anúncio da Nexo.

No mesmo dia, foi anunciado que os fornecedores descentralizados de liquidez cambial Bancor (BNT) e Ren (REN) haviam escolhido contratar o oracle da Chainlink para uso em seus feeds de descoberta de preços.

Enquanto isso, um anúncio de 12 de julho proclamava a ajuda da Chainlink na conexão de contratos inteligentes baseados no Ethereum ao mundo das mensagens SMS. A recente parceria entre a Chainlink e a Conflux Network pretende expandir as fronteiras da Web 3.0 para incluir tecnologias mais antigas, como o SMS.

A trajetória ascendente do Chainlink continua – por enquanto, pelo menos.

*Traduzido e republicado com autorização da Decrypt.co

Leia também