Imagem da matéria: Goldman Sachs projeta preço do Bitcoin a US$ 100 mil e possibilidade de substituir o ouro
Foto: Shutterstock

Um dos maiores bancos do mundo, o Goldman Sachs estima que o Bitcoin poderá continuar tomando uma parte do ouro como ativo de reserva de valor e assim chegar em US$ 100 mil a unidade.

Conforme reportagem da Bloomberg, o banco estima que o valor de mercado do BTC está em US$ 700 bilhões e isso já corresponde a 20% do mercado de “reservas de valor” (ativos nos quais as pessoas têm confiança de que irão valorizar ao longo do tempo).

Publicidade

O valor total do ouro disponível para investimento é de US$ 2,6 trilhões.

Zach Pandl, head de foreign exchange do banco, afirmou em uma análise que se o Bitcoin, em cinco anos, subir sua fatia para ser 50% dos ativos de reserva de valor, então seu preço deve bater no histórico e aguardado nível de US$ 100 mil.

O executivo ainda disse que apesar de a criação de bitcoin consumir muita energia, a demanda pela criptomoeda não irá diminuir.

Goldman Sachs e o Bitcoin

Em julho do ano passado, o Goldman Sachs revelou os resultados de uma pesquisa que mostrou que mais family offices estão se voltando para as criptomoedas como uma possível proteção contra a inflação, a desvalorização da moeda e eventos macroeconômicos imprevisíveis.

Mais de 150 family offices em todo o mundo foram entrevistados pela pesquisa. Dos entrevistados, 15% já possuem criptomoedas (entre os entrevistados americanos, esse número é de 25%), enquanto 40% estão preocupados com a desvalorização da moeda.

Publicidade

Em maio de 2021, o banco começou sua operação com derivativos de bitcoin, confirmando rumores de que a instituição iria retomar sua mesa de negociação de futuros de BTC. As informações foram da CNBC, que teve acesso a um memorando interno da companhia.

No documento, o banco informou ao seu pessoal de mercado que uma mesa de criptomoeda recém-criada negociou com sucesso dois tipos de derivativos vinculados ao bitcoin na modalidade NDF (Non Deliverable Forward), que é um contrato sem a entrega física da moeda, geralmente operado em mercado de balcão (OTC).

Em abril de 2021, o CEO do banco, David Solomon, flou sobre a criptomoeda: “À medida que as atividades nessas áreas [criptomoeda, blockchain e digitalização de dinheiro] progridem, haverá uma disrupção significativa e uma mudança na forma como o dinheiro se move ao redor do mundo”, disse ele.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Análise: o preço do Bitcoin está novamente sendo ditado pela política do Fed

“Análise dos últimos 40 dias revela uma maior alinhamento com as expectativas de taxa de juros para junho”, diz firma de análises CoinShares
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

Estado dos EUA investe R$ 510 milhões em ETF de Bitcoin da BlackRock

O investimento foi confirmado hoje pelo Conselho de Investimentos do Estado de Wisconsin (SWIB)
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro