Imagem da matéria: Ethereum recebe atualização Dencun amanhã; veja o que muda
Foto: Shutterstock

Os desenvolvedores do Ethereum lançarão a tão esperada atualização Dencun na rede principal nesta quarta-feira (13). Entre as melhorias mais aguardadas está a queda nas taxas de gás para as redes de segunda camada do Ethereum, com algumas estimativas apontando que os custos cairão 75% imediatamente.

O nome da atualização é uma aglutinação de Cancun e Deneb, dois upgrades separados que foram combinados para criar o termo “Dencun”.

Publicidade

Uma palavra de cautela para os novatos nas atualizações do Ethereum: não há nada que os usuários precisem fazer. Desconfie de qualquer blog, e-mail ou publicação no X que diga o contrário e peça para você clicar em um link ou conectar sua carteira.

Antes da atualização, o Dencun já foi lançado em várias redes de teste do Ethereum, mas o lançamento oficial na rede principal ocorrerá nesta semana.

O que Dencun traz de novo?

Dencun chega aproximadamente um ano após a atualização Shanghai, de abril de 2023, quando a rede de prova de participação recém-atualizada possibilitou que os usuários retirassem o ether travado em staking.

A atualização Dencun agora tem como objetivo abordar os principais aspectos da estrutura do Ethereum, incluindo sua escalabilidade, segurança e experiência geral do usuário.

Publicidade

No centro da atualização Dencun está a implementação do proto-danksharding, um conceito de ponta projetado para reduzir significativamente as taxas de transação e aumentar a velocidade de processamento em toda a rede.

Leia também: Atualização do Ethereum pode reduzir até 100x taxas de Layers 2, mas rede principal não deve baratear

“Este é o início de um novo paradigma para a forma como o Ethereum opera”, disse Karl Floersch, CEO da OP Labs, que constrói a rede de segunda camada Optimism, ao Decrypt no início deste mês.

Espera-se que a otimização torne o Ethereum uma rede mais atraente para as startups, o que poderia acrescentar ainda mais protocolos ao seu já movimentado ecossistema de finanças descentralizadas (DeFi).

O Ethereum há muito tempo abriga o maior ecossistema de DeFi quando medido pelo número de protocolos. De fato, raramente foi responsável por menos da metade de todo o valor total bloqueado em projetos DeFi. No momento em que este artigo foi escrito, havia 990 projetos baseados em Ethereum, de acordo com o DeFi Llama.

Publicidade

Refinando o Ethereum

A atualização também inclui várias propostas importantes de aprimoramento do Ethereum (EIPs), cada uma delas adaptada para melhorar funcionalidades específicas da rede. Por exemplo, a EIP-7044 introduzirá saídas de staking programáveis.

Os validadores protegem a rede Ethereum bloqueando 32 ETH como compromisso de manter o cliente validador em execução e lidar com as transações que chegam até eles. Se não o fizerem, poderão perder uma parte de seus 32 ETH para penalidades.

Para os usuários que não têm 32 ETH para se tornar um staker solo, há opções de staking em pool. Elas permitem que os usuários depositem qualquer quantia de Ethereum e ganhem uma parte das recompensas de staking (menos as taxas do pool, é claro).

Mas o que acontece se o validador com o qual você fez o stake de seu ETH ficar inativo e parte de seus fundos aplicados for cortada?

O EIP-7044 possibilitará que os validadores e stakers de ETH armazenem instruções sobre quando sair de suas posições — chamadas de saídas voluntárias assinadas perpetuamente válidas — em contratos inteligentes e especifiquem quando elas devem ser executadas.

Publicidade

Por exemplo, alguém que esteja executando um Nó de validação pode querer sair se seu hardware permanecer inativo por um determinado número de blocos processados. Essa é uma proteção importante para os validadores, pois eles podem enfrentar multas crescentes se não conseguirem processar as transações dentro do prazo.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Brasil é o 6º país com maior adoção de criptomoedas do mundo

Ranking global de adoção de criptomoedas é liderado pelos Emirados Árabes, com 25%; Brasil aparece em 6º, com 17,5%
Imagem da matéria: Anbima anuncia novas regras para fundos de criptomoedas

Anbima anuncia novas regras para fundos de criptomoedas

Pelas novas regras da Anbima, gestores terão de descrever os controles de gestão das criptomoedas e apresentar a metodologia de precificação dos ativos
Calicatura de Kamala Harris

Memecoin de Kamala Harris atinge recorde após chances de indicação subirem para 90%

O token KAMA valorizou mais de 50% somente nas últimas 24 horas
Imagem da matéria: Alemanha termina de vender US$ 3,4 bilhões em Bitcoin

Alemanha termina de vender US$ 3,4 bilhões em Bitcoin

O governo alemão esvaziou suas carteiras Bitcoin depois de enviar bilhões para corretoras e formadores de mercado nos últimos dias