Imagem da matéria: XRP salta 11% após saque misterioso de 300 milhões de tokens da Binance
Foto: Shutterstock

XRP, a criptomoeda nativa da rede de pagamento XRP Ledger desenvolvida pela Ripple Labs, disparou mais de 20% na segunda-feira (11) em um cenário de grande saída de tokens de corretoras para carteiras de investidores, o que pode indicar que a moeda está recuperando o tempo perdido do rali das últimas semanas.

Ontem, o XRP chegou a disparar para US$ 0,74 — seu maior nível desde novembro do ano passado — e mesmo perdendo um pouco de força nesta manhã de terça (12), ainda se mantém no nível de US$ 0,69, o que representa uma alta de cerca de 11% nas últimas 24 horas.

Publicidade

Enquanto o mercado de criptomoedas como um todo tem tido fortes altas nas últimas semanas, com o Bitcoin (BTC) chegando a uma nova máxima acima de US$ 72 mil e o Ethereum (ETH) passando de US$ 4 mil, o XRP não estava acompanhando o otimismo.

Dados da plataforma TradingView mostram que, em relação ao Bitcoin, a criptomoeda da Ripple estava em seu menor nível em três anos até ontem.

Além disso, quando comparado o desempenho anual, o XRP agora registra valorização de apenas 12%, o pior desempenho entre as dez maiores criptomoedas do mundo em valor de mercado. O BTC já avançou 70% e o ETH 75% no mesmo período.

É comum que nesse tipo de situação investidores passem a buscar ativos que “ficaram para trás” em busca de potenciais novos ganhos em um mercado que já subiu bastante. E diante disso, movimentos como o registrado pelo XRP apontam que alguns tokens que não acompanharam o rali recente podem começar a avançar.

Publicidade

Um sinal de que isso está acontecendo com o token da Ripple é uma grande movimentação ocorrida em uma carteira que tirou recursos da Binance, como destacou o rastreador de dados blockchain Whale Alert.

Segundo o perfil, houve uma transferência de 300 milhões de XRP – equivalente a cerca de US$ 187 milhões – saindo de um endereço da Binance e depositados em uma carteira desconhecida.

A transferência foi seguida por uma série de transações de saída semelhantes – no valor de 18 a 19 milhões de XRP cada – da Binance e depositadas em endereços diferentes.

As transações podem indicar que baleias – grandes investidores de criptomoedas – estão acumulando XRP antes da alta, mas também podem ocorrer por conta de manutenções de sistemas que levem os investidores a mudar para novos endereços, não há como ter uma certeza.

Publicidade

As transações podem sugerir que as baleias – grandes investidores de criptomoedas – estão acumulando XRP antes de uma alta. No entanto, também podem ocorrer devido a manutenções nos sistemas, levando os investidores a transferir seus ativos para novos endereços.

Não é possível ter certeza do motivo. De toda forma, a retirada de fundos de uma corretora é vista com otimismo pelos investidores, já que demonstra o interesse pela acumulação do ativo em questão.

VOCÊ PODE GOSTAR
Criptomoedas formam círculo com bitcoin no centro

Alta do Bitcoin torna criptomoedas o investimento mais buscado no Brasil em março

As criptomoedas superaram os CDBs e fundos de ações e multimercado no ranking do buscador de investimentos Yubb
Imagem da matéria: Hackers invadem prefeitura, roubam R$ 6 milhões da Caixa e convertem fundos em criptomoedas

Hackers invadem prefeitura, roubam R$ 6 milhões da Caixa e convertem fundos em criptomoedas

PF faz operação nesta manhã contra grupo que sacou dinheiro da Caixa após invadir o sistema GovConta da prefeitura de Telêmaco Borba (PR)
Imagem da matéria: Criador do Ethereum quer que memecoins ofereçam mais do que apenas especulação

Criador do Ethereum quer que memecoins ofereçam mais do que apenas especulação

Vitalik Buterin criticou uma onda recente de memecoins abertamente racistas em blockchains como Solana
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de forex e criptomoedas de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Kaarat