Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF
Shutterstock

Os fluxos de entrada de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA atingiram uma alta de US$ 303 milhões em duas semanas, já que o preço do Bitcoin ultrapassou os US$ 66 mil.

De acordo com dados da Farside Investors, todos os ETFs de Bitcoin à vista dos EUA — exceto o iShares Bitcoin Trust (IBIT) da BlackRock — registraram entradas em 15 de maio, com o IBIT registrando zero entradas ou saídas pelo terceiro dia consecutivo. O FBTC da Fidelity liderou a carga com entradas de US$ 131,3 milhões, enquanto o GBTC da Grayscale teve seu primeiro dia de entradas em uma semana, atraindo US$ 27 milhões.

Publicidade

Os influxos dos ETFs ocorreram quando o preço do Bitcoin subiu, após um relatório de quarta-feira (15) da Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos mostrando que a inflação havia diminuído ligeiramente em abril.

Esta semana, os registros trimestrais 13F junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) revelaram que os investidores institucionais compraram ETFs de Bitcoin à vista.

Entre eles estão o fundo de hedge de US$ 64 bilhões Millennium Management, que possui participações de quase US$ 2 bilhões em ETFs de Bitcoin entre IBIT, FBTC, GBTC, ARKB da Ark Invest e BITB da Bitwise; o Elliot Capital, que possui US$ 12 milhões em IBIT; e o Apollo Management Holdings, que possui mais de US$ 53 milhões em ARKB.

Além disso, o Conselho de Investimentos do Estado de Wisconsin tornou-se um dos primeiros fundos de pensão públicos dos EUA a alocar uma parte de suas participações em ETFs de Bitcoin. O Conselho revelou em um registro 13F que havia investido US$ 163 milhões (cerca de R$ 510 milhões) em ETFs de Bitcoin, em um milhão de ações do GBTC, totalizando US$ 63,7 milhões, e 2,5 milhões de ações do IBIT, no valor de US$ 99,2 milhões.

Publicidade

O registro 13F é um relatório trimestral feito por grandes fundos de hedge e gerentes de investimento que detalha como eles alocaram seus ativos. Os relatórios são apresentados à SEC 45 dias após o final de cada trimestre.

No início deste mês, o vice-presidente da Fidelity Digital Assets, Manuel Nordeste, revelou que os planos de benefícios definidos e outros fundos de pensão “estão apenas começando a conversar com seus comitês de investimento”, em um evento em Londres. Em março, um projeto de lei apresentado ao senado do estado do Arizona visava incentivar a carteira de planos de aposentadoria do estado para funcionários públicos a incluir ETFs de Bitcoin.

O projeto de lei indicava que o Sistema de Aposentadoria do Estado do Arizona deveria “monitorar de perto os desenvolvimentos dos ETFs de Bitcoin e outros ETFs de ativos digitais e considerar as implicações da inclusão desses ativos em suas carteiras de investimento”.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Vitalik Buterin criador do Ethereum

A proposta de taxas de gás de Vitalik Buterin tornará o Ethereum mais parecido com a Solana?

Vitalik propõe “taxas de gás multidimensionais” e afirma que é uma busca para um sistema mais personalizado e equitativo
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Wells Fargo dos EUA e a Metaplanet do Japão anunciaram novos investimentos no Bitcoin
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo