Imagem da matéria: Emirados Árabes se prepara para emitir licença a corretoras de criptomoedas, diz Bloomberg
(Foto: Shutterstock)

O governo dos Emirados Árabes Unidos está prestes a emitir licenças para corretoras de criptomoedas. Para isso, a Autoridade de Valores Mobiliários e Commodities (SCA) trabalha para alterar a legislação.

De acordo com informações de um funcionário da entidade à Bloomberg, o objetivo do governo é permitir a instalação de VASPs (Provedores de Serviços de Ativos Virtuais, segundo o Grupo de Ação Financeira Internacional).

Publicidade

O funcionário, que pediu ao site para não ser identificado, disse que o objetivo é atrair as maiores empresas de criptomoedas do mundo levando em conta estratégias recentes empregadas nos EUA, Reino Unido e Cingapura.

Para ele, abrir as portas para o setor de criptomoedas reflete como os Emirados Árabes Unidos adotam a tecnologia, escreveu a Bloomberg.

Vale lembrar que no fim do ano passado, a Binance, uma das maiores corretoras cripto do mundo, anunciou ter assinado um Memorando de Entendimento com a Dubai World Trade Centre Authority (ou DWTCA, na sigla em inglês) com o objetivo de criar um centro industrial na cidade dos Emirados Árabes Unidos. É possível que medida da SCA esteja relacionada a esta parceria.

Outro ponto, diz a reportagem, é que algumas regiões do Emirados já emitiram licenças para VASPs, como a Dubai Multi Commodities Centre, por exemplo, que já registrou pelo menos 20 empresas.

Publicidade

O Centro Financeiro Internacional de Dubai, que é o centro do Oriente Médio para a maioria dos bancos de Wall Street, não tem nenhum registro por enquanto, disse o site.

Criptomoedas e mineração nos Emirados Árabes

Os Emirados Árabes Unidos concluíram uma avaliação de risco em ativos virtuais no final do ano passado, envolvendo 14 agências do setor público e 16 atores do setor privado.

Embora haja um alto risco de que os VASPs possam ser usados ​​para se envolver em esquemas financeiros ilícitos, o governo concluiu que uma regulamentação adequada, em vez de uma proibição total, pode mitigar essas ameaças, resumiu a Bloomberg.

Sobre o setor de mineração de criptomoedas, as autoridades dos Emirados estão tentando encontrar um equilíbrio para então promover um ambiente mais favorável, ao mesmo tempo em que se esforçam para garantir estratégias que possam mitigar riscos de crimes financeiros “que perseguem toda a indústria das criptomoedas”, concluiu a reportagem.

VOCÊ PODE GOSTAR
Números e letrs douradas sob um placa formam símolo do Real brasileiro

5 vantagens da tokenização de ativos do mundo real (RWA) | Opinião

Para o autor, a custódia de RWA tokenzados é um elemento crucial para a democratização do acesso aos investimentos
Imagem da matéria: Desenvolvedor da Solana rouba R$ 1,6 milhão de investidores para apostar em jogos de azar

Desenvolvedor da Solana rouba R$ 1,6 milhão de investidores para apostar em jogos de azar

“O que vier a seguir está nas mãos de Deus”, disse o dev após assumir o roubo
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes