Imagem da matéria: Em meio a problemas com a 3AC, Singapura pode impor restrições a investidores de criptomoedas
(Foto: Shutterstock)

A Autoridade Monetária de Singapura (ou MAS, na sigla em inglês) não irá descartar emendas à legislação vigente e apresentará novas normas que impõem mais restrições a traders de criptomoedas do setor do varejo.

Em uma resposta por escrito a uma pergunta feita por um dos membros do parlamento da cidade-Estado, o presidente da MAS, Tharman Shanmugaratnam, afirmou que o banco central de Singapura “está considerando cuidadosamente a apresentação de medidas adicionais de proteção a consumidores”.

Publicidade

“Podem incluir a imposição de limites à participação do varejo e normas sobre o uso de alavancagem ao transacionar com criptomoedas”, explicou Shanmugaratnam.

De acordo com o presidente, a natureza sem fronteiras dos mercados de criptomoedas também sugere “uma necessidade de coordenação regulatória e cooperação de forma global”.

“Essas questões estão sendo discutidas em diversos órgãos internacionais de normalização dos ais a MAS participa ativamente”, acrescentou Shanmugaratnam.

Os problemas de Singapura com empresas cripto

Os comentários mais recentes feitos pelo presidente da MAS aconteceram logo após da iniciativa da reguladora em acusar o Three Arrows Capital (ou 3AC), um fundo cripto com sede em Singapura, de supostamente “fornecer informações falsas e exceder o limite de ativos sob gestão”.

O 3AC também está enfrentando liquidação em meio a relatos de que a empresa falhou em preencher chamadas de margem de seus credores.

Publicidade

Ao entrar para a lista crescente de empresas cripto que estão em apuros nas últimas semanas, a credora singapurense Vauld afirmou, na segunda-feira (4), que suspendeu suas operações e congelou saques de fundos de clientes.

A empresa alega que enfrenta, desde o dia 12 de junho, saques que totalizam US$ 197,7 milhões. A Vauld citou a implosão do ecossistema Terra, os problemas financeiros da Celsius Network e a inadimplência do 3AC com seus empréstimos como motivos para os saques em massa.

Sobre os acontecimentos mais recentes, Shanmugaratnam disse: “Desde 2017, a MAS alerta consistentemente que criptomoedas não são investimentos adequados para o público do varejo”.

Ele acrescentou que “grande parte das criptomoedas estão sujeitas a oscilações drásticas e especulativas de preço” e que “acontecimentos recentes vividamente demonstraram os riscos, pois preços de diversas criptomoedas caíram drasticamente”.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas
Moedas de ethereum à frente de ilustração de cadeado

A SEC vai finalmente aprovar os ETFs de Ethereum? Entenda

Vence no fim desta semana o prazo para a SEC aprovar ou não alguns pedidos de ETFs de Ethereum e a expectativa agora é mais positiva do que nunca
Imagem da matéria: CEO da Grayscale deixa cargo: "Momento certo para transição"

CEO da Grayscale deixa cargo: “Momento certo para transição”

A Grayscale, uma das maiores gestoras de criptomoedas do mundo, anunciou que Michael Sonnenshein está deixando o cargo de CEO
Imagem da matéria: Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

O apoio à legislação ficou bastante dividido entre os partidos, com muito menos apoio dos democratas em comparação com outros projetos de lei envolvendo criptomoedas neste mês