Imagem da matéria: É verdade que a China se arrependeu de ter proibido a mineração de Bitcoin? Entenda
Foto: Shutterstock

Esta semana, influenciadores do “Crypto Twitter” e a imprensa começaram a circular rumores de que a China havia se arrependido de ter banido o bitcoin após o ativo ter disparado para novas altas recordes na última semana.

Não é novidade que a proibição da mineração de bitcoin na China resultou em um êxodo de mineradores para fora do país que, antes, controlava mais de 50% da taxa de hashes global da rede Bitcoin.

Publicidade

Aqueles que estão na China, que sabem como o governo do país funciona, estão bastante céticos (e não é porque não houve uma grande cobertura disso pela mídia).

No entanto, é interessante entender como surgiram essas más interpretações.

É provável que o rumor tenha surgido por dois motivos.

Primeiro, na última quinta-feira (21), a Comissão de Desenvolvimento e Reforma Nacional da China afirmou que iria acrescentar “a mineração de moedas virtuais” à sua lista de indústrias abolidas após ter solicitado opiniões públicas; quando uma indústria é acrescentada à lista, deixa imediatamente de existir dentro do país.

Embora essa comissão pareça estar fora de contexto na atual economia de mercado do país, a decisão continua sendo obrigatória.

A comissão havia incluído a mineração de moedas virtuais na lista em 2019 mas, após solicitar opiniões, a indústria foi retirada da lista final anunciada. Assim, algumas pessoas acreditam que a opinião pública pode salvar novamente a indústria.

Publicidade

No entanto, isso é impossível. Em 2020, a China se comprometeu a ser neutra em carbono e reguladores chineses acreditam que a mineração de bitcoin gasta energia e prejudica suas iniciativas climáticas (que é uma de suas maiores prioridades políticas).

Pressão pública na China

Foi um pequeno número de mineradores que, em 2019, tiveram sucesso em pressionar o governo; a ampla opinião pública da China é oposta à mineração de bitcoin porque a atividade não cria empregos e mineradores não pagam impostos.

Segundo, a comissão reproduziu a notícia de que os Estados Unidos ultrapassaram a China e se tornaram o país que mais minera bitcoin. Isso significa que a comissão se arrepende dos acontecimentos que resultaram nisso?

Não sabemos ao certo, mas a probabilidade é bem baixa. Também pode ser interpretada de outra forma: alguns funcionários do governo chinês podem acreditar que uma alta na mineração de bitcoin irá abalar a neutralidade de carbono da América, bem como sua ordem financeira.

Publicidade

Além disso, a amplificação dessa notícia pode ser apenas uma forma de se vangloriarem. Membros superiores do governo chinês também podem utilizar esse fato para indicar que o país teve sucesso em combater a mineração de bitcoin.

Deixando esses mal-entendidos de lado, qual é o verdadeiro status da mineração de criptomoedas na China agora? Bem rigoroso.

Inspeções filtraram até mesmo pequenos governos locais, que estão usando a tecnologia da rede para encontrar endereços IP. Um grande número de empresas de mineração se desfizeram e quase todas elas, incluindo aquelas focadas na Filecoin, estão saindo da China.

Embora a pesquisa e o desenvolvimento de chips e máquinas para a mineração de bitcoin continue na China por enquanto, a Bitmain anunciou que não irá enviar equipamentos a usuários chineses.

Resumindo, a mineração de bitcoin se tornou a inimiga da neutralidade em carbono, de acordo com a China.

É só analisar o que o maior jornal econômico e oficial da China publicou: “A mineração de bitcoin possui um alto consumo energético, um alto nível de poluição, um alto prejuízo e um baixo resultado. Só irá competir por poder precioso e gastar bastantes recursos”.

Ficou claro que a indústria de mineração de bitcoin na China, que antes dominava o mundo, está próxima de sumir do mercado e é difícil imaginar que retorne no futuro próximo.

Publicidade

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização da Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Nesta quinta-feira termina o prazo para a SEC aprovar ou rejeitar o ETF de Ethereum da VanEck
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
Tela de celular mostra logotipo Drex- no fundo notas de cem reais

Banco Central adia Drex para realizar novos de testes de privacidade

BC explica que primeira fase de testes foi focada em elementos de privacidade, mas as soluções encontradas “ainda não estão maduras”
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide