Diretor do Facebook diz que criptomoeda da China pode tirar poder dos EUA
Foto: Shutterstock

“Se não tivermos uma boa resposta, em cinco anos a China vai estar religando uma grande parte do mundo com um renminbi (moeda chinesa) digital rodando em sua blockchain controlada”. A frase é ex-diretor de setor de blockchain do Facebook e atual cabeça no projeto Libra, David Marcus.

De acordo com um entrevista ao Bloomberg, Marcus disse que a China criará um sistema de moeda digital que pode estar totalmente fora do alcance das autoridades americanas.

Publicidade

“O progresso chinês pode representar uma ameaça real à influência dos EUA”, disse o executivo.

Caso isso aconteça, e a moeda do Facebook falhar, Marcus acredita que Washington corre o risco de ter uma parte do mundo completamente bloqueada das sanções dos EUA.

De acordo com o Bloomberg, enquanto as autoridades dos EUA batem cabeça para regular ou não a criptomoeda da rede social, Pequim avança com um sistema de pagamentos digitais com alcance global.

Libra vs China

A China tem se mobilizado em uma solução de pagamento eletrônico de moeda digital desde o anúncio da Libra pelo Facebook em junho deste ano.

No mês seguinte, especialistas previram que, se as coisas corressem bem, a moeda digital apoiada pelo governo chinês poderia sair antes do lançamento oficial de Libra, previsto para 2020.

Publicidade

Do tipo ‘Moeda Digital do Banco Central (CBDC), ela seria regulada e controlada pelo banco central.

No mês passado foi revelado que a Libra teria lastro nas moedas fiduciárias dólar, euro, libra e iene e que o renminbi, moeda oficial da China, ficaria de fora.

Na ocasião, uma publicação da Reuters sugeriu que a não inclusão do renminbi no projeto Libra pode estar associada à relação comercial EUA/China.

Libra no Brasil

No Brasil, a criptomoeda do Facebook já entrou em pauta.

Em agosto, dentre alguns requerimentos de audiência pública, o deputado federal Áureo Ribeiro (Solidariedade/RJ) incluiu um convite ao representante do Facebook para falar sobre a Libra.

O objetivo era debater possíveis consequências socioeconômicas para o sistema financeiro brasileiro.

No final de junho, a Libra Association, entidade responsável pela criptomoeda do Facebook, entrou com um pedido de registro da marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

Publicidade

De acordo com o documento, a empresa pretende oferecer produtos atrelados a criptomoedas, como cartão de crédito, gestão, compra e venda, além de um programa que cria tokens para serem trocados por dinheiro.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Imagem da matéria: Trump promete reverter prisão perpétua de Ross Ulbricht; criador do Silk Road agradece

Trump promete reverter prisão perpétua de Ross Ulbricht; criador do Silk Road agradece

“Depois de 11 anos na prisão, é difícil expressar como me sinto neste momento”, escreveu Ulbricht
Imagem da matéria: Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Pavel Durov detém 1% do maior token de jogo deste ano, doado pelos jogadores. E ele não está vendendo seus Notcoin – não agora, pelo menos
Bitcoin e grafico de mercado

Traders de Bitcoin miram US$ 74 mil já na próxima semana com nova onda de fluxo positivo para ETFs

Com ETFs registrando quatro dias seguidos de entradas e dados de inflação nos EUA abaixo do esperado, o Bitcoin já começou a retomar a alta e superou os US$ 66 mil