Imagem da matéria: CVM e Ministério Público investigam Braiscompany, acusada de pirâmide
Sede da Braiscompany em Campina Grande (Foto: Divulgação)

A Braiscompany, empresa acusada pelo empresário Tiago Reis de ser uma pirâmide financeira, é alvo de investigação tanto do Ministério Público da Paraíba (MPPB) como da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), segundo apurou o Portal do Bitcoin.

A CVM, autarquia que regula o mercado de capitais do Brasil, abriu em julho deste ano um processo administrativo (PA) para investigar a empresa, que pertence ao casal de empresários Antonio Neto Ais e Fabricia Ais. O PA é um dispositivo instaurado para averiguar se uma empresa está irregular ou não.

Publicidade

No Instagram, o ex-analista da CVM, Vicente Camillo, publicou que a empresa é investigada em pelo menos outros dois processos dentro da autarquia.

Vale lembrar que a Braiscompany, conforme consulta feita no site do regulador, não é emissora registrada ou dispensada pela CVM. Em outras palavras, a empresa não tem autorização para ofertar contratos de investimento coletivo ou valores mobiliários. Na denúncia feita por Reis, o empresário afirmou que a companhia capta dinheiro de pessoas e promete rentabilidade fixa de 7% a 10%.

MP abre procedimento

A pedido da CVM, o MP-Procon, órgão de defesa do consumidor do MPPB (Ministério Público da Paraíba), também investiga a Braiscompany, sediada em Campina Grande (PB), desde julho.

Conforme apurou a reportagem, o promotor de Justiça Socrates da Costa Agra, diretor-regional do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do órgão, abriu um procedimento administrativo (PA) para apurar denúncias contra a empresa.

Publicidade

Um PA é um dispositivo extrajudicial usado pelos MP’s para averiguar possíveis irregularidades. Por meio de um PA, o promotor “requisita informações, determina diligências ou, se for o caso, encaminha cópia do procedimento à Polícia Federal para instauração do inquérito policial”, conforme explica o Conselho Nacional do Ministério Público.

O Portal do Bitcoin questionou a Braiscompany sobre os procedimentos abertos. Em nota, o escritório de advocacia Orlando Penha & Associados, que defende a empresa, informou que “não recebeu nenhum notificação da CVM, e quanto ao MP a Braiscompany está aberta para quaisquer esclarecimentos”.

Entenda o caso

Na tarde desta quarta-feira (9), o criador da casa de análises Suno Research, Tiago Reis, publicou uma série de stories acusando a Braiscompany, que se promove por meio de um programa da Record, de ser uma pirâmide financeira.

De acordo com o empresário, a empresa — que diz ser a maior holding de blockchain da América Latina — promete rentabilidade fixa no mercado de criptomoedas.

Publicidade

“No começo a Braiscompany oferecia mais retorno (15%), e agora está diminuindo. Um sinal que a pirâmide está perdendo força. Se você tem dinheiro ou tem amigo por lá, saque seu dinheiro e avise eles”, escreveu Reis.

Em nota publicada na quarta-feira (9) no Instagram, a Braiscompany informou que foi com perplexidade que tomou “conhecimento que um perfil utilizou de sua rede social para propagar inverdades, difamar e caluniar a Braiscompany, acusando a empresa de constituir um esquema de ‘pirâmide’ e ameaçando ‘derrubar’ uma companhia séria, com milhares de clientes”.

Informou também que “causa repugnância o teor da publicação, que desconsidera o reconhecimento que a Braiscompany alcançou entre seus clientes ao longo dos últimos dois anos e meio, atuando no mercado de ativos digitais, e o pior sem uma única prova”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

Aprovação do ETF de Ethereum pode acontecer antes do esperado, diz Coinbase

Maior exchange de criptomoedas dos EUA, a Coinbase está confiante de que a SEC aprovará ETFs de Ethereum à vista muito em breve, apesar do pessimismo mais amplo
Bitcoin e grafico de mercado

Traders de Bitcoin miram US$ 74 mil já na próxima semana com nova onda de fluxo positivo para ETFs

Com ETFs registrando quatro dias seguidos de entradas e dados de inflação nos EUA abaixo do esperado, o Bitcoin já começou a retomar a alta e superou os US$ 66 mil
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
Vitalik Buterin criador do Ethereum

A proposta de taxas de gás de Vitalik Buterin tornará o Ethereum mais parecido com a Solana?

Vitalik propõe “taxas de gás multidimensionais” e afirma que é uma busca para um sistema mais personalizado e equitativo