Cristiano Ronaldo, craque da seleção portuguesa
Shutterstock

O jogador Cristiano Ronaldo, astro do futebol mundial, virou alvo de uma ação coletiva registrada na segunda-feira (27) no Tribunal Distrital da Flórida, EUA, que pede reparos de US$ 1 bilhão. Os acusadores alegam que Ronaldo e Binance venderam títulos não registrados ao promoverem a coleção de NFTs do craque português, que por consequência deram perdas aos investidores.

O processo diz que que os requerentes apresentaram suas reclamações “em nome de si mesmos e de todos os outros em situação semelhante, consumidores que compraram títulos não registrados oferecidos ou vendidos pela Binance” contra “o réu Cristiano Ronaldo, que promoveu, ajudou e/ou participou ativamente na oferta e venda de títulos não registrados em coordenação com a Binance”.

Publicidade

O processo contextualiza que Ronaldo firmou uma parceria plurianual com a Binance que envolveu o lançamento de sua primeira coleção de NFTs, bem como foi porta-voz do programa global de campanha publicitária da Binance.

“As promoções do Sr. Ronaldo foram publicadas em sites públicos, televisão e contas de rede social acessíveis aos demandantes em todo o país, inclusive na Flórida.”, diz um trecho do processo.

Os acusadores argumentam que Cristiano Ronaldo deveria que ter tido atenção no que promovia dada a sua “significativa experiência em investimentos e o privilégio de contar com consultores de primeira linha”.

“Ele sabia ou deveria saber de possíveis preocupações sobre a Binance vender títulos cripto não registrados e/ou que ele estava ajudando e incentivando a fraude e/ou conversão da Binance”, diz outro trecho do processo.

Publicidade

Os problemas da Binance nos EUA

A Binance foi recentemente acusada nos EUA de negligenciar medidas adequadas no combate à lavagem de dinheiro, o que resultou na saída de seu CEO, Changpeng ‘CZ’ Zhao, que na semana passada se declarou culpado, e uma multa de US$ 4,3 bilhões. 

Agora, CZ deverá permanecer em território americano até que o tribunal de Seattle avalie se ele poderá retornar aos Emirados Árabes.

O fundador da maior exchange cripto do mundo pode ser condenado a 18 meses de prisão, segundo especialistas, já que concordou em não recorrer de qualquer sentença acima desse prazo.  

Enquanto isso, a SEC, a CVM dos EUA, ainda busca provas de possíveis fraudes cometidas pela Binance.US, afiliada da exchange no mercado americano. 

VOCÊ PODE GOSTAR
J.D. Vance.

Quem é J.D. Vance? Vice de Trump que tem mais de US$ 100 mil em Bitcoin

O senador e autor de best-sellers J.D. Vance parece ter entrado no movimento republicano a favor das criptomoedas
Imagem da matéria: PixelTap: aprenda a ganhar milhões de tokens no jogo do Telegram da Pixelverse

PixelTap: aprenda a ganhar milhões de tokens no jogo do Telegram da Pixelverse

O jogo PixelTap do Telegram permite que você lute contra robôs para ganhar moedas antes de um airdrop de token — e você pode ganhar muito mais com esse bônus fácil
Imagem da matéria: Ex-executivos da FTX receberão sentença até novembro

Ex-executivos da FTX receberão sentença até novembro

O diretor de engenharia, Nishad Singh, receberá a pena no dia 30 de outubro, e o CTO, Gary Wang, no dia 20 de novembro
Mão segurando celular com logo da Toncoin e no fundo ícones do Telegram

Rede TON do Telegram vai se conectar ao Ethereum via blockchain de segunda camada

Em meio ao boom dos jogos do Telegram, The Open Network está pronta para lançar uma camada 2 compatível com Ethereum em colaboração com a Polygon