Imagem da matéria: Crise dos saques de bitcoin na Atlas Quantum derruba principais executivos da empresa
Imagem: Shutterstock

A crise dos saques da Atlas Quantum derrubou quatro dos principais executivos da empresa nesta quinta-feira (12).

O diretor executivo de Marketing, Marcelo Melo; a diretora executiva de Compliance, Emília Campos; o diretor de Vendas, Bruno Peroni; e o diretor de Tecnologia, Rodolfo Marun, não estão mais na empresa.

Publicidade

Conforme a assessoria de imprensa da Atlas Quantum, eles foram demitidos.

Questionada sobre o motivo da demissão, a empresa não respondeu.

Na quarta-feira (11), já havia indícios de que as coisas não estavam bem. Em um espaço de poucas horas, a diretora de risco, Emília Campo, retirou do Linkedin que trabalhava na empresa. Horas depois ela recolocou a função na rede social.

Crise na Atlas Quantum

Após ser proibida proibida de fazer oferta pública de investimentos pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Atlas Quantum começou a segurar os saques dos clientes, aumentando o prazo primeiramente para quatro dias e depois para trinta dias.

Como consequência, a empresa começou a receber processos pela falta de pagamento que, somados, chegam a R$ 907 mil.

Entre os dias 09 e 11 foram movidas cinco ações judiciais contra a empresa e todas elas versando sobre o mesmo tema: a devolução do dinheiro investido.

A primeira dessas ações foi promovida no dia 05 de setembro por um cliente que ficou com mais de R$ 130 mil em Bitcoin presos na Atlas Quantum, com decisão liminar favorável ao investidor.

O deputado federal Áureo Ribeiro protocolou na sexta-feira (06) um requerimento para realização de audiência Pública a fim de discutir indícios de pirâmide financeira em operações das empresas Investimento Bitcoin e Atlas Quantum. O requerimento foi aprovado nesta quarta (11).

VOCÊ PODE GOSTAR
Banco Central se reunirá hoje com Facebook para debater proibição do WhatsApp Pay

“Inserimos com o Drex o conceito de tokenização nos sistemas dos bancos”, diz Campos Neto

O presidente do BC participa do Emerging Tech Summit, evento do Valor Capital Group em São Paulo
Fotos dos equipementos de mineração de criptomoedas operados com furto de eletricidade em Canela, RS

Polícia Civil do RS fecha fazenda de mineração de criptomoedas que lucrava R$ 400 mil por mês

Além de crime de furto de energia, casal preso responderá por porte ilegal de arma e lavagem de dinheiro