Imagem da matéria: Cardano (ADA) aumenta em 10% tamanho dos blocos para melhorar velocidade da criptomoeda
Foto: Shutterstock

A Input Output, empresa que controla o ecossistema da criptomoeda Cardano (ADA), resolveu aumentar em 10% o tamanho dos blocos da rede para melhorar o desempenho do protocolo – uma medida importante para os projetos que estão sendo construídos sobre ele.

A mudança foi implementada na noite de segunda-feira (25), durante a época 335, e aumentou o tamanho do bloco de 80 Kb para os agora 88 Kb. Isso significa que uma maior quantidade de dados podem ser armazenados em um bloco, o que aumenta a velocidade da rede em processar transações.

Publicidade

“Esse aumento de 10% representa um aprimoramento significativo da rede que ajudará a continuar aumentando a taxa de transferência e o desempenho de dApps [aplicativos descentralizados]. É a mais recente de uma série de otimizações de rede planejadas para continuar melhorando a Cardano ao longo de 2022”, explicou a conta oficial da Input Output no Twitter.

Com a nova atualização, a rede será monitorada de perto por uma época — período de tempo que organiza a blockchain e dura cerca de cinco dias, no caso da Cardano —  para garantir que não ocorra falhas.

A empresa explicou que a atualização foi proposta antes do final de semana, e aceita sem muita resistência em poucos dias. “Com um enorme aumento recente no volume de transações – e um crescimento significativo esperado – continuaremos otimizando constantemente a rede Cardano à medida que crescemos”, justificou.

O crescimento da Cardano

O aumento do tamanho de blocos é um assunto polêmico em muitos projetos cripto e já causou rixas em criptomoedas famosas, como Bitcoin. Mas no caso da Cardano, esse tipo de mudança vem acontecendo com frequência nos últimos meses. 

Publicidade

Em fevereiro, a Input Output já havia feito um aumento de 8 Kb no tamanho do bloco,  subindo a capacidade máxima de 72 Kb para 80 Kb. Assim como agora, a justificativa na época foi agilizar a rede para atrair novos projetos descentralizados.

Quando a Cardano passou pelo hard fork Alonzo em meados de 2021, introduzindo os contratos inteligentes na rede, a comunidade esperava que uma onda de aplicações  ganhassem tração e que a Cardano pudesse finalmente concorrer de frente com redes como Ethereum e Solana.

Esse processo, no entanto, foi muito mais demorado e só recentemente a Cardano passou a experimentar um aumento real de dApps no seu ecossistema.

A Input Output afirmou na segunda-feira passada (18) que havia quase 900 projetos sendo construídos na rede. Naquele mesmo dia, o criador da Cardano, Charles Hoskinson, compartilhou a informação de que 100 mil novas carteiras foram criadas na rede no último mês, sinalizando que isso era “apenas o começo”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Hacker se arrepende e planeja devolver R$ 365 milhões roubados de investidor de Bitcoin

Hacker se arrepende e planeja devolver R$ 365 milhões roubados de investidor de Bitcoin

O autor de um golpe de “envenenamento de endereço” parece estar pensando duas vezes depois de roubar US$ 71 milhões de um grande investidor
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
Imagem da matéria: SEC notifica Robinhood de que pretende processá-la por venda de criptomoedas

SEC notifica Robinhood de que pretende processá-la por venda de criptomoedas

“Acreditamos firmemente que os ativos listados em nossa plataforma não são valores mobiliários”, diz diretor da Robinhood
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira