Imagem da matéria: Capacidade da Lightning Network do bitcoin dispara em setembro e bate recorde de nodes
Foto: Shutterstock

A Lightning Network, uma solução de segunda camada construída em cima da blockchain do bitcoin para processar pagamentos de forma instantânea e quase sem custo, alcançou na semana passada um recorde de 15,6 mil nodes, segundo dados da Glassnode.

Na prática, nodes são usuários que rodam o protocolo da Lightning em suas máquinas e disponibilizam canais fora da rede principal do bitcoin para processar transações. 

Publicidade

Esses canais compilam os pagamentos que processam em uma única transação, posteriormente liquidada na rede principal do bitcoin, permitindo que milhares de transações sejam feitas em questão de segundos por um custo reduzido.

 nodes Lightning Network bitcoin
Número de nodes da Lightning Network (Fonte: Glassnode)

De acordo com um relatório da Glassnode, a capacidade da rede Lightning está aumentando à medida que mais canais estão sendo abertos pelos nodes. Na semana passada, haviam 73 mil canais ativos processando transações, uma média de 4,6 canais por node. 

“Isso  é quase o dobro do número de canais ativos no período de 2019-20, com a maior parte desse crescimento ocorrendo desde maio de 2021”, indicou a Glassnode.

A capacidade de quantas criptomoedas esses canais conseguem processar também está aumentando. Segundo o relatório, atualmente o tamanho médio de um canal da Lightning fica em torno de 0,040 BTC contra a média de 0,028 BTC que a rede mantinha entre 2019 e 2020.

Publicidade

Neste ritmo, a capacidade total de bitcoin nos canais da Lightning Network já conseguiu crescer 170% em 2021 e chegar a 2.904 BTC, cerca de US$ 127 milhões. 

Adoção da Lightning Network

Um quinto da capacidade total da rede Lightning, cerca de 514 BTC, foram adicionadas aos canais apenas em setembro. O que ajuda a entender esse crescimento tão rápido no curto intervalo de tempo é o aumento da adoção da Lightning Network.

Em 7 de setembro, El Salvador se tornou o primeiro país do mundo a adotar bitcoin como moeda oficial e a maioria dos comércios locais que passaram a aceitar a criptomoeda como forma de pagamento, utilizam a Lightning Network para processar as transações.

Já na última quinta (23), foi a vez do Twitter começar a permitir que usuários da rede social enviassem bitcoin uns para os outros através da solução de segunda camada.

Publicidade

As transações acontecem através do Strike, um aplicativo de pagamento de bitcoin desenvolvido sobre a rede Lightning. Por enquanto, a opção está disponível apenas para os usuários de dispositivos iOS, mas em breve deve chegar também para Android.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ripple vai lançar sua própria stablecoin lastreada ao dólar

Ripple vai lançar sua própria stablecoin lastreada ao dólar

Em seu lançamento, a stablecoin da Ripple estará disponível nas blockchains XRP Ledger e Ethereum, com planos de expansão
Imagem da matéria: Hackers invadem prefeitura, roubam R$ 6 milhões da Caixa e convertem fundos em criptomoedas

Hackers invadem prefeitura, roubam R$ 6 milhões da Caixa e convertem fundos em criptomoedas

PF faz operação nesta manhã contra grupo que sacou dinheiro da Caixa após invadir o sistema GovConta da prefeitura de Telêmaco Borba (PR)
Ilustração de mão segurando smartphone com logotipo da Toncoin

Telegram vai permitir compra de anúncios com Toncoin (TON)

Os proprietários de canais com mais de 1.000 assinantes também receberão 50% da receita gerada pelos anúncios exibidos
Imagem da matéria: Investidor transforma R$ 20 mil em R$ 178 milhões ao segurar Bitcoin por 12 anos

Investidor transforma R$ 20 mil em R$ 178 milhões ao segurar Bitcoin por 12 anos

Quando o investidor adquiriu 500 BTC em julho de 2012, a quantia valia R$ 20 mil; hoje, ultrapassa R$ 178 milhões