Imagem da matéria: Caçada aos mineradores de bitcoin continua no Irã e governo confisca 45 mil máquinas
Exemplo de fazenda de mineração de Bitcoin. Imagem: Reprodução

A caçada aos mineradores de bitcoin continua no Irã com apreensão de mineradoras que supostamente trabalhavam com eletricidade subsidiada pelo governo e sem registro. De acordo com o Tasnim News no domingo (17), a polícia iraniana confiscou cerca de 45.000 máquinas ASICs.

Segundo a reportagem, Mohammad Hassan Motavalizadeh, diretor da agência estatal de energia Tavanir, afirmou que as máquinas apreendidas teriam consumido cerca de 95 megawatts por hora (MW/h) de eletricidade.

Publicidade

Para se ter uma ideia do consumo, Motavalizadeh disse que a agência conseguiu economizar 45 MWh de eletricidade com uma modificação no sistema público de iluminação da capital Teerã e em outras cidades. Segundo ele, o que foi economizado pode atender a uma cidade com mais de meio milhão de habitantes.

Vale lembrar que em julho do ano passado, o vice-presidente Irã, Eshaq Jahangiri, decretou que as empresas de mineração de criptomoedas devem se registrar junto ao Ministério da Indústria, Minas e Comércio do governo do iraniano. Quem não atendesse ao pedido, poderia ter que entregar equipamentos de mineração às autoridades.

Apagão no Irã

Na semana passada, a Tavanir fechou uma fazenda de mineração controlada por chineses e iranianos. O governo do Irã acredita que o país tem sofrido apagões de energia por causa da mineração de bitcoin e altcoins.

Àquela altura, cerca de 6.000 máquinas de mineração já haviam sido confiscadas no país, conforme noticiou o Bloomberg.

The Washington Post também comentou o assunto e disse que o problema é antigo e que os mineradores não têm nada a ver com os apagões, conforme comentários da pesquisadora Ziya Sadr. Segundo ela, trata-se de má gestão e falta de atualização na rede rede elétrica do país.

Publicidade

Mineração de bitcoin no Irã

Por conta da eletricidade barata e subsidiada pelo governo do Irã, o país tem atraído os mineradores de bitcoin e outras criptomoedas. O mesmo acontece nos países nórdicos, cuja região formada por Noruega, Suécia, Dinamarca, Finlândia e Islândia, se tornou um lugar lucrativo para mineração de bitcoin graças à queda no preço da eletricidade que pode chegar próximo a zero. 

Outro ponto a considerar é a migração para o setor de empresários e investidores por causa das sanções impostas pelos Estados Unidos ao Irã, que ficou isolado das instituições financeiras globais tradicionais.

Por causa disso, do fortalecimento do setor, o governo iraniano tenta controlar empresários. Em 2019, por exemplo, o Irã obrigou os fazendeiros a solicitar uma licença para operar ou importar computadores e equipamentos.

O governo também aprovou uma lei que limitou o uso de criptomoedas para financiar importações e exportações apenas do Banco Central do país.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Após forte queda no fim de semana, Bitcoin e Ethereum voltam a ganhar força com notícias de que Hong Kong aprovou ETFs das criptomoedas
Imagem da matéria: Solana encontra solução para lentidão e apressa validadores a atualizar "o mais rápido possível"

Solana encontra solução para lentidão e apressa validadores a atualizar “o mais rápido possível”

Os desenvolvedores da Solana criaram uma correção para o congestionamento e pedem ajuda dos validadores nos testes
Casa à beira de rio no Butão

Governo de Butão vai intensificar mineração de Bitcoin no Himalaia com investimento de R$ 2,5 bi

O governo do país asiático vai apostar em hardwares de ponta para compensar os efeitos do halving do Bitcoin que acontece este mês
Miniaturas de homens em cima de moeda de Bitcoin gigante fazendo medição pela metade

Contagem regressiva para o halving: MB destaca a importância do evento para o mercado cripto

O Mercado Bitcoin também evidencia como surgiu o halving e quais os mecanismos utilizados para reduzir, pela metade, as emissões da moeda digital mais relevante do mercado