Cassino máquina de caça níquel jogo de azar
Shutterstock

O cassino online Blaze afirma que não rouba os saldos de clientes e que as dificuldades de saques muitas vezes ocorrem por incompatibilidade dos dados fornecidos no cadastro com os pedidos no momento da transferência.

A empresa entrou em contato com a reportagem do Portal do Bitcoin por meio de uma notificação extrajudicial. A peça foi produzida por uma empresa chamada Prolific Trade, aparentemente do grupo dono da Blaze.

Publicidade

Além disso, o texto é assinado por alguém chamado C. Drommond. Mas buscas pela internet não permitiram saber se é um advogado, diretor jurídico ou dono da companhia, ou qualquer informação que seja sobre tal pessoa.

Reportagens publicadas no Portal do Bitcoin mostram que clientes da Blaze tem alegado sumiço de saldo nas contas e que a empresa tem tido uma explosão de reclamações em site de defesa do cosumidores: já é a 11ª em queixas no Reclame Aqui.

Com sede em Curaçao e sem representação no Brasil, a Blaze é um caso no qual o consumidor lesado se vê sem muitas opções para buscar seus direitos. Advogados divergem sobre a possibilidade de responsabilizar as empresas brasileiras que viabilizam a operação de PIX do cassino.

Segundo a empresa, problemas com saques são questões cadastrais que podem ser resolvidas em minutos. “Muitas vezes, os dados fornecidos não correspondem com os dados do usuário, impedindo que a liberação ocorra, a fim de se evitar qualquer fraude. Caso não haja qualquer inconsistência de dados, o prazo habitual para liberação dos valores é de poucos minutos”, diz a notificação.

Publicidade

O cassino ainda diz que “rechaça qualquer argumento de que ‘rouba’ ou manipula o sistema para utilizar o dinheiro dos usuários e informa possuir uma equipe 24horas à disposição dos usuários na sua plataforma para tirar dúvidas e atender solicitações, assim como equipe específica para responder e dar rápida solução para todas as reclamações dos usuários, incluindo aquelas registradas no ReclameAqui”.

Blaze, febre no Brasil

A Blaze foi de 12 milhões de acessos no site em março para 47 milhões em maio, conforme mostra a ferramenta SimilarWeb. Mesmo assim não existe nenhum tipo de canal de contato exceto o email do suporte — algo similar à maneira como atua a IQ Option.

Embora o site pareça ser internacional, 99% dos acessos são de brasileiros. Mesmo assim é um mistério descobrir quem está por trás da empresa e mesmo entrar em contato.

Em julho a empresa estreitou os laços com o Brasil: fechou acordo para ser a principal patrocinadora do Botafogo em 2022. Mas o clube não revela quem assinou o contrato do lado do cassino.

Publicidade

Em seu perfil no LinkedIn, a aba de funcionários indica que a empresa teria 77 funcionários no Brasil. Quase a totalidade são de pessoas em funções de atendimento ao consumidor. Em cargo executivo, aparentemente, apenas um homem chamado Santiago Afonso, identificado como vice-presidente de operações da empresa.

Felipe Neto, um dos maiores influencers do Brasil, fechou uma parceria com a Blaze. Em um dos seus vídeos ele explica como depositar dinheiro na plataforma e mostra um pouco dos seus jogos preferidos.

VOCÊ PODE GOSTAR
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…