Imagem da matéria: Blaze: o mistério por trás do cassino online que patrocina o Botafogo
Foto: Shutterstock

Ao fechar acordo para ser o principal patrocinador do Botafogo até o final de 2022, o cassino online Blaze estreitou ainda mais suas relações com o Brasil. Embora o site pareça ser internacional, 99% dos acessos são de brasileiros. Mesmo assim é um mistério descobrir quem está por trás da empresa e mesmo entrar em contato.

O Botafogo se recusa a dizer quem assinou o contrato de patrocínio pelo lado da Blaze. No comunicado para a imprensa, o clube inseriu uma declaração de um homem chamado Santiago Afonso, identificado como vice-presidente de operações da empresa e aparentemente estrangeiro (formado em uma universidade do Canadá e com uma passagem de três anos no escritório da montadora Toyota em Toronto, segundo seu perfil no LinkedIn).

Publicidade

Mas o Botafogo ressalta que não foi Alonso quem assinou o contrato. O Portal do Bitcoinenviou mensagem ao executivo, que não respondeu até a publicação desta reportagem.

A plataforma foi de 12 milhões de acessos no site em março para 47 milhões em maio, conforme mostra a ferramenta SimilarWeb. Mesmo assim não existe nenhum tipo de canal de contato exceto o email do suporte — algo similar à maneira como atua a IQ Option.

Em seu perfil no LinkedIn, a aba de funcionários indica que a empresa teria 77 funcionários no Brasil. Quase a totalidade são de pessoas em funções de atendimento ao consumidor. Em cargo executivo, aparentemente, apenas Alonso.

Nas redes sociais a situação também é peculiar. No Instagram são dois perfis: @blazebrasil, com 94,5 mil seguidores e três cinco publicações; e @blaze_br_, com 260 mil seguidores e três publicações ( a mais antiga de cinco de julho).

Publicidade

Em termos de conteúdo, a maior parte é justamente sobre o acordo de patrocínio com o Botafogo. Nos comentários, existem diversas reclamações de usuários que não conseguem sacar o dinheiro.

Em seu site, o Blaze afirma que tem sede em Curaçao e os pagamentos são processados por uma entidade financeira localizada no Chipre.

Blaze e youtubers

Reportagem do Portal do Bitcoin publicada em junho mostra que a Blaze virou uma febre no Brasil turbinada por pagamentos a uma rede crescente de youtubers.

A Blaze fornece parceria com os influenciadores por meio de um formulário, no qual alguns requerimentos são exigidos. Por exemplo: ter o mínimo de 500 mil seguidores no Instagram e possuir 10 mil visualizações por vídeo no Youtube. Após o preenchimento deste formulário, um código exclusivo para influenciadores é gerado.

Publicidade

Antes mesmo de chegar a ter uma remuneração maior, qualquer usuário pode recomendar novos apostadores e poderá ganhar até R$ 20 por indicação.

Os jogos de azar são ainda proibidos no Brasil, tendo um projeto de lei para legalização aprovado na Câmara e que espera por votação no Senado. 

Consumidores reclamam da Blaze

À medida que o cassino online Blaze vira febre no Brasil, o número de queixas de consumidores contra a plataforma também se acumula com rapidez. O Portal do Bitcoin checou os relatos postados por clientes de Blaze no portal Reclame Aqui.

Nos últimos seis meses, o Reclame Aqui registra 6.739 queixas contra Blaze. A grande maioria das reclamações diz respeito a problemas com depósitos feitos via PIX na plataforma.

Outro ponto de recorrente é que os clientes se mostram insatisfeitos com o suporte do cassino online. Notas dadas no Reclame Aqui mostram um índice de satisfação de 5.3, nível considerado ruim pelo serviço de queixas.

Publicidade

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: 5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

Quando o token NOT será lançado? Qual o futuro para a Notcoin? É melhor fazer stake dos tokens? Preparamos um resumo para você
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
Imagem da matéria: Dogecoin está se aproximando de uma "cruz dourada": o que isso significa?

Dogecoin está se aproximando de uma “cruz dourada”: o que isso significa?

Média móvel simples de 50 semanas (SMA) do preço spot da Dogecoin está atualmente em alta e pode passar barreira das 200 semanas