Taylor Swift de perfil se apresentando em show
Taylor Swift (Foto: Shutterstock(

A gestora de criptomoedas Bitwise publicou na quarta-feira (13) suas 10 previsões para o mercado cripto em 2024, estimando o preço do Bitcoin em novas máximas históricas e outros possíveis acontecimentos, como aprovação de ETFs de Bitcoin à vista e até mesmo com a cantora Taylor Swift entrando de vez no mundo das criptomoedas.

Para a empresa, por exemplo, um em cada quatro consultores financeiros alocará criptomoedas nas contas dos clientes até o final de 2024.

Publicidade

De acordo com a gestora, as previsões seguiram um relatório cripto produzido por um grupo de notáveis especialistas da empresa. Para a entidade, o setor cripto está no caminho certo e à beira do mainstream, quando a indústria das criptomoedas “sai das sombras e se estabelece”. 

Veja as 10 previsões da Bitwise para 2024:

1- Preço do Bitcoin

Para os especialistas da Bitwise, o Bitcoin será negociado acima de US$ 80 mil, estabelecendo um novo recorde histórico. Para chegar a esta estimativa, foi considerado o grande desempenho do BTC no ano, ou seja, subindo acima dos 120%, o que o fez superar todas as principais classes de ativos, como S&P 500 (21%) e ouro (12%).

Para alcançar esse preço, contudo, a Bitwise diz que existem dois catalisadores principais que podem ajudar: a aprovação de ETF de Bitcoin à vista nos EUA e a diminuição da oferta da maior criptomoeda do mundo, após o halving. “A preços atuais, isso equivale a uma redução de US$ 6,2 bilhões na entrada de novos bitcoins no mercado”, considerou.

2- EUA aprovam ETFs de Bitcoin à vista

Os especialistas da Bitwise acreditam que a SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, deve aprovar ETFs de Bitcoin à vista em 2024, que é o produto financeiro mais almejado nos últimos anos pelos players da indústria cripto. “Serão aprovados e, coletivamente, serão o lançamento de ETF de maior sucesso de todos os tempos”.

Publicidade

Contudo, diz a Bitwise, “um ETF de bitcoin spot tem que fazer mais do que apenas se lançar no mercado. Se um ETF vai impactar o mercado de uma forma importante, ele deve reunir ativos significativos”.

Falando em números, os analistas acreditam que “os ETFs poderiam capturar 1% dos US$ 7,2 trilhões dos EUA, ou US$ 72 bilhões, dentro de cinco anos”.

3- Coinbase dobra receita

“A receita da Coinbase dobrará, superando as expectativas de Wall Street em pelo menos 10 vezes”, diz a estimativa dos especialistas da Bitwise. Para prever esse evento, eles citam o recente bull market das criptomoedas que historicamente aumenta os volumes de negociação da exchange americana.

Outro ponto que pode contribuir para esse aumento de volume é a inovação, diz o relatório, descrevendo a blockchain BASE e uma gama de novos produtos financeiros lançados pela empresa, “desde futuros perpétuos a contratos futuros regulamentados pelos EUA”.

Publicidade

“A Coinbase está posicionada para ser a principal custodiante da maioria dos ETFs de Bitcoin, fornecendo outro catalisador para a empresa”, acrescenta.

4- Liquidações em stablecoins superam a Visa

Os especialistas da Bitwise acreditam que em 2024 as liquidações da gigante dos cartões, Visa, serão superadas pelas liquidações via stablecoins.

“Com o retorno do bull market das criptomoedas — e o uso de stablecoins se expandindo rapidamente para pagamentos e remessas – acreditamos que 2024 será outro grande ano de crescimento”, disseram eles, acrescentando: “Isso pode parecer loucura, mas eles já estão mais perto do que você imagina”.

5- Wall Street adota tokenização

“O JP Morgan irá tokenizar um fundo e lançá-lo na rede enquanto Wall Street se prepara para tokenizar ativos do mundo real”, preveem os especialistas, considerando que a entidade explora a tecnologia blockchain há anos, testando recentemente portfólios tokenizados na blockchain da Avalanche.

“O lançamento de um fundo tokenizado em 2024 permitiria ao JP Morgan aproveitar as vantagens da eficiência que os ativos on-chain podem oferecer ao entrar em um mercado cujo crescimento está explodindo”.

Publicidade

Eles descrevem também que de US$ 5,5 bilhões em ativos do mundo real (commodities, ações, imóveis e muito mais) foram tokenizados em blockchains, e que a Associação Global de Mercados Financeiros (GFMA) projeta que esse número pode crescer para US$ 16 trilhões até 2030.

6- Ethereum dobra receita

“A receita do Ethereum mais que dobrará, para US$ 5 bilhões, à medida que os usuários migrarem para aplicativos cripto”, diz um trecho do relatório sobre a segunda maior criptomoeda do mercado.

Eles preveem que até o final deste ano os usuários pagarão aproximadamente US$ 2,3 bilhões em taxas para usar a rede Ethereum.

“Achamos que isso pelo menos dobrará em 2024, à medida que os aplicativos cripto se tornarem populares, tornando o Ethereum uma das plataformas de tecnologia em grande escala de crescimento mais rápido no mundo”.

7- Taylor Swift lança NFTs

A cantora Taylor Swift, que negou fazer propagandas para a exchange FTX, pode se conectar com os fãs de novas maneiras lançando uma coleção de NFTs.

Mas por que isso pode acontecer? Os especialistas citam que o Spotify, um dos maiores serviços de streaming de música do mundo, está experimentando listas de reprodução controladas por tokens que exigem que os ouvintes possuam um NFT específico. Logo, a possibilidade de Swift entrar para esse meio é grande, já que ela é “a artista mais ouvida em 2023″, com mais de 26 bilhões de streams.

Publicidade

8- Inteligência artificial pagando coisas com criptomoedas

Para os especialistas, os assistentes de IA usarão criptomoedas para pagar coisas online, descrevendo o pagamento com “moeda nativa da Internet”.

“O surgimento de ‘agentes’ de IA semiautônomos — assistentes digitais que você pode direcionar para realizar tarefas específicas, como mudar um voo ou encomendar novos fones de ouvido se o seu quebrar — promete ser um tema definidor de 2024 e além”, diz o relatório, prevendo que os ativos preferidos pelas soluções de pagamento via IA serão o Bitcoin e as stablecoins.

9- Explosão no mercado de previsões

A Bitwise prevê que haverá uma grande alta no mercado de previsões (como apostas), estimando eventos que podem trazer “mais de US$ 100 milhões em apostas, à medida que eles emergem como um novo “aplicativo matador” para criptomoedas.

“Os mercados de previsões existem há anos. As criptomoedas os levam para o próximo nível, tornando-os sem fronteiras e sem permissão, e automatizando funções como determinar vencedores e perdedores e fazendo pagamentos”, diz o relatório.

10- Taxa da rede Ethereum a US$ 0,01

“Uma grande atualização na blockchain Ethereum (ETH) reduzirá o custo médio de transação para menos de US$ 0,01, abrindo caminho para usos mais convencionais”, preveem os especialistas da Bitwise.

Mas para isso acontecer, eles contam com uma atualização da rede Ethereum, a “EIP-4844”, cujo objetivo principal é ajudar a reduzir o custo médio de transação.

“No momento, a taxa média por transação em blockchains de camada 2 custam aproximadamente US$ 0,14. Essa atualização pode empurrar esse valor para menos de US$ 0,01”, comentam.

You May Also Like
Agentes da PF realizando buscas na Operação Fast

PF derruba quadrilha que aplicou golpe de R$ 100 milhões com NFTs e criptomoedas

A Polícia Federal estima que cerca de 22 mil pessoas foram vítimas no Brasil e exterior do esquema
Imagem mostra mix de moeda de bitcoin, formulário de imposto e bandeira dos EUA

Receita Federal dos EUA contrata ex-executivo da Binance para fiscalizar traders de criptomoedas

A contratação do executivo se soma aos esforços do IRS na fiscalização da área de ativos digitais
felippe barreto sims, golpe, criptomoedas

Influencer é preso por roubar R$ 4 milhões em criptomoedas de idosos

Os acusados abusaram da relação de confiança que formaram com o casal de idosos para roubar suas criptomoedas
Miniaturas de homens em cima de moeda de Bitcoin gigante fazendo medição pela metade

O que o halving e os ETFs de Bitcoin significam para a oferta e demanda

Halving é apenas um dos muitos motivos para ser otimista com o futuro em curto prazo do Bitcoin, dizem os emissores de ETFs