Imagem da matéria: BC publica consulta pública para colher opiniões sobre regulamentação do mercado cripto; veja como participar
Shutterstock

O Banco Central do Brasil lançou nesta quinta-feira (14) uma consulta pública para colher as opiniões da população sobre a regulamentação do mercado brasileiro de criptomoedas.

Após a Lei nº 14.478/2022 ser sancionada, o BC foi escolhido como o órgão regulador do mercado cripto e deve estabelecer as regras que os prestadores de serviços com ativos virtuais deverão seguir para atuar de forma regular no país.

Publicidade

O lançamento desta consulta pública representa a primeira etapa da construção das novas diretrizes que vão guiar o mercado cripto brasileiro no futuro. Clique aqui para ler o edital da consulta pública na íntegra.

O questionário é organizado em oito blocos temáticos, que contam com 38 questões no total. Os temas são: Segregação patrimonial e gestão de riscos; Atividades desenvolvidas e ativos virtuais negociados; Contratação de serviços essenciais; Regras de governança e conduta; Segurança cibernética; Prestação de informações e proteção dos clientes; Regras de Transição; e Manifestações Gerais.

Qualquer pessoa interessada pode responder o questionário para expressar suas opiniões sobre os temas citados. O formulário fica disponível no site do Banco Central (www.bcb.gov.br) até o dia 31 de janeiro e pode ser acessado através do menu “Estabilidade financeira”, seguido de “Normas”, “Consultas públicas” e “Consultas ativas”. 

Em live no início da semana, o consultor no Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central, Antônio Marcos Guimarães, adiantou que no ano que vem, entre abril e maio, o BC fará uma segunda consulta pública com as minutas disponíveis: uma com a parte operacional da forma de funcionamento da VASP e do mercado de criptoativos e outra minuta específica do processo de autorização e obtenção de licença. 

Publicidade

Na ocasião, o consultor do BC falou que regulamentar as corretoras de criptomoedas que estão sediadas em off-shores mas que prestam serviços para brasileiros é uma das principais preocupações da entidade. Para fazer isso, ele afirma que o BC está estudando as políticas já aplicadas em outros países, como Estados Unidos e Reino Unido. 

You May Also Like
Edward Snowden aparece em telão montado em conferẽncia

Bitcoin é o “avanço monetário mais significativo desde a criação da moeda”, diz Edward Snowden

Edward Snowden chamou sua visão sobre o Bitcoin de “impopular, mas verdadeira” em um tweet referenciando o criador da criptomoeda, Satoshi Nakamoto
Imagem da matéria: Venda de US$ 1,6 bi em ações da Grayscale vai acontecer - o que isso significa para o Bitcoin?

Venda de US$ 1,6 bi em ações da Grayscale vai acontecer – o que isso significa para o Bitcoin?

Depois que a mudança no ETF da Grayscale provocou uma queda no preço do BTC, uma venda da falida Genesis também poderia mudar o rumo do Bitcoin?
Tela de celular do Telegram

Jogo do Telegram, Notcoin tem 25 Milhões de jogadores e um token que em breve será real

“É basicamente um experimento sobre como distribuir moedas de maneira justa para uma enorme quantidade de pessoas”, afirma criador
DAO, AssangeDAO, organização autônoma descentralizada, ethereum, Julian Assange, EUA

Token pró-liberdade do fundador do Wikileaks, Julian Assange, dispara de preço em meio a julgamento

A alta ocorre em meio ao julgamento de um recurso proposto pela defesa do ativista para que ele não seja extraditado do Reino Unido para os EUA