David Vélez CEO do Nubank
David Vélez, CEO do Nubank (Foto: Divulgação)

David Vélez, CEO e cofundador do Nubank, mostrou uma visão positiva sobre investimentos em bitcoin (BTC), durante uma entrevista ao portal Bloomberg Línea na semana passada. Ele afirma acreditar que a criptomoeda é um bom investimento a longo prazo – mesmo com o BTC sendo um dos ativos mais voláteis dentro da carteira da instituição.

Quando questionado sobre os riscos no recente aporte em bitcoin feito por meio do caixa da Nu Holding — 1% do patrimônio até então, em um processo visto como pouco transparente —, Vélez disse que a aposta é na alta futura da criptomoeda: “Sim, tem mais volatilidade que os outros 99% do nosso caixa. Mas, a longo prazo, acreditamos muito que é um bom investimento”.

Publicidade

Ainda sobre o investimento cripto, Vélez reafirmou que a instituição viu nos últimos 12 ou 24 meses o aumento do interesse de sua base de clientes sobre o tema, inclusive com movimentações de dinheiro saindo das contas de poupança e indo para corretoras de criptomoedas.

“É um produto que tem muito interesse”, ressaltou o diretor ao portal. “Como empresa, estamos muito otimistas com o futuro das criptomoedas, sendo uma tecnologia muito disruptiva para o futuro dos serviços financeiros”, concluiu. 

Sem demissões

O CEO do Nubank também falou sobre os cortes de gastos e demissão de funcionários que tem ocorrido em corretoras como Bitso, BuenBit. Vélez afirma que momentos de crise, como o atual, faz com que as empresas precisem se tornar mais eficientes e que o Nubank também está focado nisso.

“Todas as empresas cresceram muito durante a pandemia e sempre há uma oportunidade de ser mais eficiente e ver para onde estão indo os custos. Por isso, estamos analisando cuidadosamente as oportunidades que temos para aumentar nossa eficiência operacional e tentando cortar gastos desnecessários”, disse Vélez.

Publicidade

“Dito isso, não vemos necessidade de fazer qualquer tipo de demissão”, acrescentou.

No início do mês, o Nubank anunciou um serviço de compra e venda de Bitcoin e Ethereum para seus clientes, e que será fornecido gradualmente aos brasileiros até chegar à totalidade da base até o final de junho de 2022.

Na ocasião, Vélez disse que as criptomoedas eram uma tendência crescente na América Latina e que o Nubank acompanhava o mercado de perto.

Em janeiro deste ano, a empresária Anita Sands, membro do conselho administrativo do Nubank, foi anunciada como a nova adição ao board de diretores da Circle, empresa de pagamentos focada em criptomoedas.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: EUA acusam  2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

EUA acusam 2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

O Departamento de Justiça acusou Daren Li e Yicheng Zhang de orquestrar um esquema com criptomoedas de “abate de porcos”
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum surpreende e cai 3,6% após aprovação dos ETFs

Manhã Cripto: Ethereum surpreende e cai 3,6% após aprovação dos ETFs

Embora esteja em queda nesta sexta, o Ethereum ainda registra ganhos de mais de 21% na semana
Imagem da matéria: Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

O súbito ressurgimento das ações “memes” nesta semana rendeu uma pequena fortuna aos traders que nunca desistiram das loucuras de 2021