Imagem da matéria: Binance investe US$ 500 milhões na compra do Twitter e faz piada com Elon Musk e CZ
Reprodução/Twitter

A corretora Binance confirmou nesta sexta-feira (28) sua participação como investidora no acordo de US$ 44 bilhões de Elon Musk para compra do Twitter, realizada durante a madrugada.

Publicidade

“Estamos entusiasmados por poder ajudar a Elon a concretizar uma nova visão para o Twitter. Nosso objetivo é desempenhar um papel na junção das mídias sociais e da Web3, a fim de ampliar o uso e a adoção das tecnologias cripto e blockchain”, disse o fundador da Binance, Changpeng ‘CZ’ Zhao, em um comunicado enviado por e-mail para o Decrypt.

No início desta semana, CZ confirmou que a Binance cumpriria sua promessa anterior de aportar US$ 500 milhões para a oferta de Musk de comprar o Twitter, enfatizando que o acordo apresentaria uma chance de ajudar a conectar as mídias sociais e as notícias à Web3.

Zhao acessou o Twitter na noite de quinta-feira para dizer que a Binance já havia disponibilizado o valor em questão como parte do acordo.

A Binance foi uma das primeiras partes a revelar planos para apoiar a aquisição do Twitter por Musk em um documento da CVM dos EUA, a SEC, SEC em maio deste ano, com o CEO da exchange descrevendo a mudança como “uma pequena contribuição para a causa” na época.

Os principais financiadores que ajudaram o chefe da Tesla e da SpaceX a financiar o acordo incluem Morgan Stanley, Bank of America e Barclays, cada um se comprometendo com pelo menos US$ 2,5 bilhões para o financiamento de dívida do acordo, de acordo com a Forbes.

Publicidade

Outros investidores que participam na aquisição são a Sequoia Capital, a Qatar Investment Authority e a Fidelity Management & Research, entre muitos outros, como destaca a CNBC.

Na manhã desta sexta, após a confirmação no negócio, a Binance ainda fez uma piada no próprio Twitter, publicando uma montagem com CZ, Elon Musk e os famosos passarinhos azuis símbolos da rede social.

Elon Musk compra Twitter 

Em uma aquisição de US$ 44 bilhões, o bilionário Elon Musk assumiu o comando do Twitter na quinta-feira (27) e logo de cara demitiu os principais executivos da plataforma, em meio a incertezas sobre como vai concretizar suas grandes ambições para a influente rede social, segundo a Reuters

Musk mandou embora o CEO do Twitter, Parag Agrawal, o diretor financeiro Ned Segal e a chefe de assuntos jurídicos e de políticas, Vijaya Gadde, segundo pessoas a par do assunto. Musk havia acusado os executivos de enganar tanto a ele quanto a investidores do Twitter sobre o número de contas falsas na plataforma. 

Publicidade

Durante a madrugada, Musk confirmou o negócio com um tweet onde dizia apenas: “O pássaro está livre”. O símbolo do Twitter é justamente um pássaro azul.

O dono da fabricante de carros elétricos Tesla disse que quer “derrotar” bots de spam no Twitter, tornar públicos os algoritmos que determinam como o conteúdo é apresentado aos usuários e impedir que a plataforma se torne uma câmara de eco para o ódio e a divisão, mesmo limitando a censura. Embora em carta aberta a publicitários na quinta-feira, Musk tenha dito que a rede não será uma plataforma onde tudo pode ser dito, sugerindo algum tipo de moderador. 

Uma pessoa disse à Bloomberg que Musk pretende assumir o posto de CEO do Twitter, além de permanecer à frente da Tesla e da SpaceX. O bilionário deve exercer as funções de diretor-presidente enquanto conclui o processo de aquisição, mas poderia ceder o cargo a longo prazo, acrescentou a pessoa. Representantes do Twitter não comentaram.  

Aliás, engenheiros da Tesla estiveram reunidos com líderes de produto na sede do Twitter em São Francisco para conhecer o código da rede social e avaliar as necessidades da plataforma, contou uma fonte à agência de notícias.

Musk também teria planos de reverter a regra de banimento definitivo no Twitter, de acordo com a Bloomberg. Entre os nomes especulados que poderiam voltar à plataforma estão os do ex-presidente dos EUA, Donald Trump – banido por supostamente incitar uma insurreição contra as eleições americanas – e do rapper Kanye West, suspenso por sua postura antissemita.

Publicidade

Futuro do Twitter 

Pagar pelo Twitter 10 vezes mais do que a plataforma vale na realidade foi a parte mais fácil, destaca análise da Reuters. Agora, Musk precisa provar por que vai desembolsar US$ 44 bilhões pela rede social que ele passou meses ridicularizando. 

Uma aposta com a aquisição é acelerar a criação do X, um “superaplicativo” inspirado em apps como o WeChat na Ásia, tuitou Musk no início do mês. Esses aplicativos permitem não só o envio de mensagens, mas também fazer pagamentos, compras online e pedir um táxi, por exemplo. É nesse contexto que pode entrar a Dogecoin, uma criptomoeda-meme que caiu no gosto de Musk.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

VOCÊ PODE GOSTAR
solana, criptomoedas,

Este evento vai fazer a Solana atingir US$ 400 este ano, projeta analista

Para analista da Merkle tree, a Solana pode disparar 170% este ano puxado por memecoins ligadas aos candidatos na eleição dos Estados Unidos
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas
Imagem da matéria: Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Se a SEC aprovar os pedidos de ETF de Ethereum nesta quinta-feira, enviará um sinal positivo que pode levar o ativo a disparar, assim como ocorreu com o Bitcoin em janeiro
Imagem da matéria: Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

O apoio à legislação ficou bastante dividido entre os partidos, com muito menos apoio dos democratas em comparação com outros projetos de lei envolvendo criptomoedas neste mês