Imagem da matéria: Binance e FTX decidem limitar alavancagem para negociação de criptomoedas
Foto: Shutterstock

As corretoras de criptomoedas Binance e FTX anunciaram no final de semana que vão limitar as negociações alavancadas para trazer mais segurança aos investidores de varejo.

O CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, divulgou a notícia por meio de uma série de tweets publicados na manhã de domingo (25). Nos posts, ele afirmou que a alavancagem mais alta que a exchange permitirá será de 20 vezes.

Publicidade

“Um sistema de margem eficaz é parte integrante de um sistema econômico eficiente. No entanto, existem limites para tudo. A mudança afetará uma pequena fração da atividade na plataforma e, embora muitos usuários gostem da opção, poucos a usam. É hora de seguir em frente”, escreveu.

De acordo com Bankman-Fried, a liquidação de posições mega alavancadas representa apenas 1% do volume da FTX , sendo que a mais utilizada pelos usuários fica em torno de 2x.

Binance limita alavancagem em 20x

Mais tarde naquele mesmo dia, o CEO da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, anunciou que a exchange havia adotado a medida uma semana antes: “Os futuros da Binance começaram a limitar novos usuários a uma alavancagem máxima de 20x na última segunda, 19 de julho”.

De acordo com o CZ, o limite será estendido de forma progressiva nas próximas semanas para usuários existentes da plataforma. Atualmente, a Binance oferece alavancagens que chegam a 125 vezes.

Publicidade

Nesse tipo de negociação, um trader aumenta a sua exposição sem de fato ter a quantia necessária para aquele investimento, emprestando dinheiro da corretora. Exemplo: se um usuário tem R$ 100, mas utiliza uma alavancagem de 20 vezes, ele consegue investir R$ 2.000 naquela posição.

A quantia é utilizada para apostar na alta ou na queda de um criptoativo na expectativa de multiplicar o lucro. Ao mesmo tempo, a alavancagem também pode intensificar o prejuízo. Por essa razão, é uma operação de alto risco. 

Quando a moeda vai para o sentido contrário do previsto pelo traders, a exchanges força uma liquidação das posições compradas para proteger o investidor. Na sua publicação, o criador da FTX disse que as liquidações são importantes para a segurança, “mas o objetivo é fazer isso raramente”. 

O que se vê no mercado, no entanto, são liquidações cada vez maiores sendo desencadeadas a cada mudança de preço das criptomoedas. A alta de 12% do bitcoin no domingo (25), por exemplo, desencadeou uma liquidação de mais de US$ 1 bilhão de posições alavancadas no mercado. 

Publicidade

Um freio na alavancagem

Os fundadores das duas plataformas líderes do mercado admitiram ao The New York Times na sexta-feira (23) que a alavancagem leva a um aumento da volatilidade no mercado cripto. 

Ao ser questionado se a indústria não deveria repensar o modelo atualmente oferecido ao investidor de varejo, Sam Bankman-Fried disse que se sente em conflito.

“Acho que haveria muitos ganhos com a redução da alavancagem do sistema e evitaria algumas das falhas que vimos. Mas eu também acho que haveria muitas perdas ao fazer isso e evitaria muita eficiência econômica ao se livrar dela”, explicou.

Apesar disso, ele disse que existe um consenso geral de que as corretoras devem se livrar de alavancagens superiores a 100x.

CZ, por outro lado, fez uma defesa mais firme do sistema de alavancagem, dizendo que os traders profissionais sabem gerenciar o risco. “A palavra risco significa coisas diferentes para as pessoas. Algumas delas dizem que é risco, mas outras dizem que é oportunidade”, concluiu.

Publicidade
VOCÊ PODE GOSTAR
Tela de celular do Telegram

Telegram acaba de tornar mais fácil “farmar” jogos cripto como Hamster Kombat

Alternando entre Hamster Kombat, Yescoin, PixelTap, Catizen e outros jogos do Telegram? Trocar agora é muito mais simples
bitcoin

Manhã Cripto: Bitcoin recua 2,2% apesar da queda da inflação nos EUA

Embora os dados macroeconômicos atuais sejam positivos, o Bitcoin ainda busca estabilidade em meio às preocupações pontuais dos investidores
Imagem da matéria: Kavak vai tokenizar R$ 30 milhões para financiar operação de venda de carros usados no Brasil

Kavak vai tokenizar R$ 30 milhões para financiar operação de venda de carros usados no Brasil

A startup mexicana de compra e venda de carros usados Kavak concluiu, em parceria com a Liqi, a tokenização de R$ 5,4 milhões em notas comerciais
Imagem da matéria: Criadores do Notcoin lançam aceleradora para impulsionar a próxima onda de jogos no Telegram

Criadores do Notcoin lançam aceleradora para impulsionar a próxima onda de jogos no Telegram

Com a ajuda da empresa de análises baseada em IA, Helika, o Notcoin quer fortalecer ainda mais o ecossistema de jogos cripto no Telegram