Imagem da matéria: Atlas Quantum mostra saldo em três exchanges mas crise segue sem prazo de solução
Rodrigo Marques dos Santos, CEO da Atlas Quantum (Reprodução/Youtube)

*Correção: A reportagem havia somado os saldos nas exchanges de maneira equivocada. O texto foi atualizado às 10:50, em 19 de setembro.

A Atlas divulgou nesta noite de quarta-feira (18) um vídeo do CEO, Rodrigo Marques, junto com respostas a diversas perguntas sobre a atual crise da empresa e um segundo vídeo contendo saldos das corretoras em que diz trabalhar.

Publicidade

Entre as perguntas e respostas, a que mais chama atenção é referente ao prazo para saques. Questionados se há previsão para normalização, a empresa diz estar em fase de implementação de soluções exigidas pelas exchanges e que não há prazo para restabelecer os saques.

Para tentar se esquivar de acusações de pirâmide financeira e mostrar idoneidade, a empresa diz não ter nenhum “programa de referral, indicação ou algo que caracterize marketing multi-nível”, além de não prometer nenhum rendimento fixo, sendo seus lucros adquiridos através da “arbitragem automatizada de alta frequência”.

Sobre as recentes demissões de quatro diretores, a empresa diz ter feito ajustes baseados em decisões estratégicas. Na quinta-feira (12), o diretor executivo de Marketing, Marcelo Melo; a diretora executiva de Compliance, Emília Campos; o diretor de Vendas, Bruno Peroni; e o diretor de Tecnologia, Rodolfo Marun, foram desligados da Atlas.

Saldo nas exchanges

No segundo vídeo divulgado, com mais de dez minutos de duração, a Atlas filmou a tela de um computador e acessou as suas contas em três exchanges: Poloniex, HitBTC e Gate.io. Em cada uma dessas exchanges, a Atlas acessou três contas diferentes, totalizando nove contas. No relatório de auditoria assinado pela Grant Thornton, a Gate.io não estava incluída entre as exchanges usadas pela Atlas.

Publicidade

Na Poloniex, foi mostrado um saldo somado de de 5.100 BTC e 1.564 BTC em USDT; na HitBTC, 4.808 BTC e 1.474 BTC em USDT e por fim, na Gate.io, um saldo de 5.102 BTC e 1.522 BTC em USDT.

Somando os saldos nas corretoras apresentadas, a Atlas diz ter 19.578,52 BTC, sendo desse total, 4.565,04 BTC alocados na stablecoin USDT.

No relatório de auditoria divulgado aos clientes que iam presencialmente na sede da empresa, estava registrado que a Atlas possuía 15.226,1 Bitcoins e 34.793.966,2 criptodólares (stablecoins lastreadas em dólares) em oito exchanges (Exmo, Bitfinex, Bittrex, Tidex, Binance, Bitstamp, HitBTC e Poloniex).

VOCÊ PODE GOSTAR
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais