Imagem da matéria: Afinal, para onde vai o preço do Bitcoin?
Foto: Shutterstock

Investidores antigos do bitcoin estão acostumados com a oscilação constante da criptomoeda, que em certos períodos desvaloriza ou sobe 15% em um único dia. O cenário do último mês, no entanto, está diferente.

Desde a metade de junho, o BTC está lateralizado (sem tendência definida) e se mantém em uma pequena faixa de preço que vai de US$ 29 mil a US$ 36 mil. Em real, o criptoativo ‘navega’ entre R$ 155 mil e R$ 182 mil.

Publicidade

Bruno Milanello, executivo de Novos Negócios no Mercado Bitcoin, disse que essa lateralização ocorre porque os criptoativos estão em um período de acumulação. Além disso, falou que não há nenhum fator negativo nem tampouco positivo que faça o preço de negociação do BTC mudar de patamar.

“É difícil prever agora se o mercado continuará de lado, se irá para baixo ou se subirá. O que se pode dizer, no entanto, é que o fundamento por trás da tese de investimentos em criptoativos continua intacto e em constante evolução”.

Queda no volume

O trader Diego Consimo, dono do canal Crypto Investidor, também citou a acumulação como um dos fatores para o cenário atual. Além disso, ele falou que a lateralização ocorre porque há uma queda no volume de negociações, o que faz o preço cair em busca uma faixa com maior liquidez para uma possível reversão.

Em junho, o volume de negociações nas maiores exchanges de criptomoedas do mundo caiu pela metade.

“Ao analisarmos no médio e longo prazo isso (lateralização) é excelente, pois estamos se consolidando na zona dos US$ 30 mil, que futuramente se tornará um forte suporte para os próximos movimentos do bitcoin”.

Publicidade

Vale entrar agora?

Para Consimo, em breve o BTC deve parar de andar de lado. Antes disso, no entanto, a moeda pode buscar as regiões de U$ 27 mil a U$ 28 mil. Nesta terça-feira (20), por exemplo, o BTC caiu abaixo dos US$ 30 mil, o menor preço desde o dia 22 de junho.

“Acreditamos que seja necessário um teste nas regiões citadas acima (de preço) e entrada considerável de volume de compra para confirmar uma possível reversão de mercado, enquanto isso não ocorrer achamos bem arriscado comprar nesse momento”, completou.

Já Milanello, do Mercado Bitcoin, disse que apesar de o cenário exigir cautela, é importante manter a disciplina de investimentos periódicos. “O percentual (do valor alocado) adequado depende bastante do perfil de cada um e dos objetivos de curto, médio e longo prazo”, concluiu.

VOCÊ PODE GOSTAR
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento
Imagem da matéria: Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

A AllianceBernstein concorda com os analistas do Standard Chartered e acredita que o preço do BTC mais que dobrará nos próximos 18 meses
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro