Imagem da matéria: Baleias compram mais de US$ 2 bilhões em BTC e registram a maior acumulação diária do ano
Foto: Shutterstock

As baleias – nome dado aos investidores com grande quantidade de criptomoedas – compraram 60 mil bitcoins (US$ 2,1 bilhão) no sábado (3), segundo levantamento da empresa de dados Santiment. Foi a maior acumulação diária de 2021.

De acordo com a análise, publicada na manhã deste domingo (4) no Twitter, a aquisição foi feita por endereços que contêm entre 100 e 10 mil bitcoins.

Publicidade

Só nas últimas seis semanas, esses grandes investidores ‘abocanharam’ 100 mil BTC. Juntos, eles têm agora 9,12 milhões de moedas, o que corresponde a 50% do total de bitcoins disponíveis no mercado.

Compra na baixa

O período de compras das baleias coincide com a queda de preço da criptomoeda.

Da metade de abril, quando o BTC atingiu seu recorde de preço, até este domingo, o bitcoin perdeu 45% de seu valor.

Parte dessa desvalorização se deve ao aumento da repressão da China contra o setor, que gerou um FUD no mercado.

Enquanto as baleias aproveitaram a queda para acumular os ativos digitais, as sardinhas – nome dado aos investidores novos – se desesperaram e venderam suas moedas, ficando no prejuízo.

Publicidade

Leve reação

Por causa do movimento das gigantes, o preço do bitcoin deu sinais de recuperação neste final de semana.

Por volta das 10h30 deste domingo, a criptomoeda era negociada a US$ 35.321, valor 2% maior do que o visto no início do sábado e 5% superior ao preço registrado na manhã da sexta-feira (2), segundo o Índice do CoinDesk.

Em real, de acordo com o Índice de Preço do Portal do Bitcoin, o valor médio do BTC nas principais exchanges é R$ 178 mil.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Festa secreta em São Paulo agita a agenda do halving do Bitcoin

Festa secreta em São Paulo agita a agenda do halving do Bitcoin

O evento acontece no sábado (20) em São Paulo; veja como participar
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

ETF de Ethereum tem 50% de chance de ser aprovado em maio, diz JP Morgan

O gigante bancário é o último a reduzir suas expectativas em relação à revisão das propostas da SEC para oferecer fundos vinculados ao preço do ETH
Paolo Ong, da SEC Filipinas

Termina prazo para saída da Binance das Filipinas e reguladores avisam: “Não há como sacar fundos após bloqueio”

“Não podemos endossar nenhum método de como retirar seu dinheiro agora que a ordem de bloqueio foi emitida”, disse o regulador filipino
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA no fundo

Proprietários de criptomoedas são uma força na eleição dos EUA de 2024, diz estudo

Quase um em cada cinco eleitores possui criptomoedas, o que os torna um eleitorado potencialmente poderoso em novembro, segundo a Galaxy Digital