Imagem da matéria: 8 ETFs de Ethereum à vista são aprovados pela SEC nos EUA
Foto: Shutterstock

Os ETFs de Ethereum à vista finalmente foram aprovados nos Estados Unidos. A decisão da Comissão de Valores Mobiliários do EUA (SEC) foi divulgada nesta quinta-feira (23), e confirmou a expectativa do mercado de que os produtos seriam aprovados ainda essa semana.

A SEC aprovou os formulários 19b-4 para oito pedidos de ETFs, incluindo os das gestoras BlackRock, Fidelity e Grayscale.

Publicidade

Embora esses formulários tenham sido aprovados, os gestores ainda precisam esperar a aprovação de seus registros S-1 antes que os produtos comecem a ser negociados na bolsa de valores, o que pode levar semanas ou meses.

“Isso não significa que eles começarão a negociar amanhã”, disse o analista de ETFs da Bloomberg, James Seyffart. “Esta é apenas a aprovação 19b-4. Também é necessária uma aprovação dos documentos S-1, o que levará tempo. Esperamos que demore algumas semanas, mas pode demorar mais. Devo saber mais dentro de uma semana ou mais!”, escreveu.

ETF é um veículo de investimento popular que é negociado em uma bolsa de valores. Ele permite que investidores comprem ações que acompanham o preço de um ativo subjacente — que pode ser qualquer coisa, desde ouro e moedas estrangeiras até criptomoedas e ações de tecnologia.

Um ETF de Ethereum à vista — assim como um de Bitcoin — significa que um gestor de fundos cuida da compra e armazenamento das moedas digitais ETH, convidando pessoas a comprar ações que acompanham seu valor. Isso garante exposição à segunda maior criptomoeda em valor de mercado, sem ter que lidar com as questões de custódia.

Preço do Ethereum

O preço do Ethereum reage de forma lenta a notícia da aprovação dos ETFs. Às 18h30, a criptomoeda registra uma alta de 1%, negociada a US$ 3.779. Na semana, no entanto, o ether acumula ganhos de 28%.

Publicidade

De toda forma, o mercado já começa a sonhar uma renovação do maior preço já registrado para o Ethereum: foi no dia 10 de novembro de 2021, quando a cotação bateu em US$ 4.876. O Bitcoin renovou sua máxima histórica em março desse ano, puxado pela aprovação dos ETFs de Bitcoin à vista nos EUA.

Somente a euforia nos dias anteriores a aprovação fez com que o ether subisse na sua melhor sequência de alta em três anos.

Agora, com os ETFs aprovados, o chefe de pesquisa do banco Standard Chartered, Geoff Kendrick, estima que o Ethereum pode bater em até US$ 8 mil até o final do ano.

Processo para aprovação

Tudo mudou na noite de segunda-feira (20), quando a SEC pediu para que as empresas que estavam com pedidos pendentes de aprovação para o fundo negociado em bolsa (ETF) realizem uma atualização dos formulários 19b-4 que haviam apresentado anteriormente.

Publicidade

Além de indicar a intenção do regulador de avançar com o processo de aprovação, a atualização nesse mesmo documento foi pedida pela SEC poucos dias antes do sinal verde para os ETFs de Bitcoin, o que serviu como um motivo de empolgação para o mercado de que o cenário estava se repetindo.

Formulário 19b-4 são entregues para informar a SEC sobre uma proposta de mudança de regra e estão entre os documentos que precisam de luz verde da agência antes que o produto entre em vigor.

Tempo para ETFs entrarem no mercado

Segundo Samir Kerbage, CIO da Hashdex, como a mudança de postura da SEC em relação aos ETFs de ETH é recente, a estimativa é que possa levar de um a cinco meses para que esses ETFs comecem a ser negociados. “Isso dependerá do ritmo de revisão da SEC nos prospectos dos fundos”, disse.

De qualquer forma, Kerbage afirma que a aprovação abriria portas para um fluxo considerável de capital institucional, similar ao visto com os ETFs de Bitcoin. “Esse influxo de capital não apenas aumentaria a demanda por ETH, mas também poderia consolidar a posição de Ethereum no mercado, destacando suas vantagens únicas e seu potencial de crescimento no longo prazo”, completa.

Rony Szuster, analista de research do MB, acredita que o impacto da aprovação vai ser proporcional à capitalização de mercado. Hoje, o Ethereum tem cerca de um terço do valor de mercado do Bitcoin: US$ 450 milhões contra US$ 1,3 bilhão.

Publicidade

“O que eu quero dizer é que, o Bitcoin, digamos, atraiu X bilhões de dólares [para os ETFs], eu acredito que o Ether vai atrair mais ou menos X/2 ou X/3, porque a capitalização do mercado do Ether é menor”, explica ele.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: MB diversifica portfólio e anuncia onze novas listagens em maio de 2024

MB diversifica portfólio e anuncia onze novas listagens em maio de 2024

“Muitas dessas novidades podem ser acessadas a partir de R$ 1. Isso dinamiza nosso portfólio, e viabiliza a democratização”, diz executivo
Letras que formam a sigla ETF próximas a uma moeda dourada de Bitcoin (BTC)

ETFs de Bitcoin têm novo dia de saídas com fluxo de US$ 226 milhões liderado pela Fidelity

O único ETF de Bitcoin a ter entrada líquida na quinta foi o IBIT da BlackRock, o maior em valor patrimonial líquido, com fluxo positivo de US$ 18 milhões
Imagem da matéria: Por que a rede Ethereum de segunda camada Taiko está gastando US$ 100 mil por dia em Blobs

Por que a rede Ethereum de segunda camada Taiko está gastando US$ 100 mil por dia em Blobs

Taiko, uma rede de escalonamento de segunda camada da Ethereum, está gastando enormes quantias de dinheiro em blobs – mas isso é intencional
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA

Executivo da Bitwise afirma que mercado cripto está “subestimando” mudanças na política dos EUA

Clareza regulatória poderia trazer uma multidão de consultores financeiros no valor de US$ 20 trilhões para o setor cripto