queda setas vermelhas
Foto: Shutterstock

Pouco mais de 24 horas após o seu explosivo lançamento, o token WLD – a criptomoeda nativa do polêmico projeto de leitura da íris dos olhos humanos Worldcoin – muda de rota e recua. Por volta das 7h30 da manhã desta terça-feira (25), WLD é negociado a US$ 2,02, com queda de 20%.

Ontem, o token chegou a atingir US$ 3,58. Com os valores atuais, WLD é neste instante a 124a maior criptomoeda, com capitalização de mercado de US$ 218 milhões, segundo números do CoinMarketCap.

Publicidade

Coincidindo com o lançamento do Protocolo Worldcoin, a Worldcoin Foundation também lançou seu sistema de ID mundial e ampliou o acesso ao seu World App para mais de 80 países — com planos de aumentar esse número para 120 muito em breve.

Seu sistema de verificação de pessoalidade, ou proof-of-personhood, já levantou críticas de diversas figuras conhecidas da indústria de criptomoedas — como Vitalik Buterin, criador do Ethereum. Vitalik acredita serem quatro grandes riscos relacionados com o sistema utilizado pelo Worldcoin: privacidade, acessibilidade, centralização e segurança.

Enquanto isso, as principais criptomoedas mostram tendências divergentes. Após atingir o menor valor mensal, o Bitcoin (BTC) opera estável antes da decisão do BC americano, o Fed, sobre o rumo das taxas de juros no país, que deve ser anunciada na quarta-feira.

A expectatva é que haja elevação de 0,25 ponto percentual, o que pode tornar ativos de risco como as moedas digitais e as ações menos atraentes. Assim, o BTC mostra uma leve queda de 0,54%, negociado a US$ 29.175.

Publicidade

De acordo com um novo relatório da Kaiko obtido pelo CoinDesk, a dominância do Bitcoin caiu para seu nível mais baixo desde abril, impulsionado por um aumento nas negociações de altcoins após a decisão judicial sobre a Ripple e o token XRP.

Em reais, o Bitcoin tem queda mais acentuada, de 2,44, a R$ 138.967, segundo o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).

Já o Ethereum (ETH) vai na contramão e aponta uma leve alta de 0,3%. A segunda maior criptomoeda troca de mãos a US$ 1.856.

Entre as altcoin, o destaque é Dogecoin (DOGE), que sobe 5%. A memecoin ainda pega caroa na esteira da mudança promovida por Elon Musk, que trocou o símbolo do Twitter pela letra X como parte do processo de transformar a rede social em um superaplicativo.

Publicidade

Boa parte do volume negociado de DOGE vem da exchange sul-coreana UpBit – conhecida por atrair negociações especulativas – em par de negociação com o won sul-coreano.

“A especulação é que os anunciantes poderiam pagar usando DOGE por anúncios no Twitter”, diz o diretor Kryptomon, Tomer Nuni, ao CoinDesk. “Vimos o mesmo acontecer quando a Tesla autorizou pagamento por seus produtos com DOGE. Portanto, a especulação pode ser sobre os outros negócios de Musk começando a aceitar criptomoedas, como a Tesla faz”, acrescentou Nuni.

Já entre as quedas, o ativo de peso com maior recuo é Stellar (XLM), que mostra desvalorização de 4%.

VOCÊ PODE GOSTAR
Dedo indicador apoia bolo de dinheiro em forma digital

Mercado Bitcoin e Escala se juntam em tokenização inédita de R$ 29 milhões em operação na fintech Asaas

Operação viabilizou o acesso de clientes qualificados do MB a investimento na Asaas, antes restrito a grandes fundos de VCs
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Após forte queda no fim de semana, Bitcoin e Ethereum voltam a ganhar força com notícias de que Hong Kong aprovou ETFs das criptomoedas
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) em frente a um gráfico de preço de alta

Manhã Cripto: Bitcoin e Ethereum ensaiam alta; BC fala em atraso do Drex e lei para stablecoins pode avançar nos EUA

O clima ainda é de cautela para as criptomoedas depois de comentários do presidente do Fed sobre manter os juros elevados e o risco de retaliação de Israel ao recente ataque do Irã
moedas de bitcoin e ethereum sobre mesa envernizada

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 70 mil e Ethereum desacelera após maior salto em mais de um mês

Traders de criptomoedas pisam no freio nesta terça-feira (9) depois do rali do Ethereum durante a madrugada