Imagem da matéria: Vítima do Meu Pé de Bitcoin encontra criador do golpe e é ameaçado com faca; veja vídeo
Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (25), Hélio de Caxias, fundador da empresa “Meu Pé de Bitcoin”, foi encaminhado a uma delegacia do distrito de Cacau Pirêra (AM) após ameaçar com uma faca um grupo de pessoas que foi cobrá-lo alegando sumiço de dinheiro repassado para investimento em criptomoeda.

O caso foi confirmado pela Polícia Civil do Amazonas ao Portal do Bitcoin, que informou que “sobre uma possível apuração do crime de estelionato, este já está sendo investigado em outros estados como São Paulo e Pernambuco”. A instituição diz que não o prendeu por não haver mandado de prisão em aberto.

Publicidade

Como noticiado em novembro do ano passado, a empresa de fato já é alvo de inquérito policial pelo Ministério Público de São Paulo.

Travas na exchange

Toda a movimentação desta segunda (25) foi registrada em vídeo por Lucas Reino, que disse ser vítima de golpe aplicado por Caxias.

Em entrevista ao Portal do Bitcoin, Lucas afirmou que comprou um MacBook para Hélio fazer os investimentos em criptomoedas, além de repassar dinheiro para as aplicações.

Hélio teria então passado a dizer que não conseguia fazer os repasses mensais que havia prometido pelo fato de uma Exchange estar bloqueando sua conta.

Publicidade

“Nós pedimos que ele enviasse vídeos da tela do computador, mostrando que a Exchange estava bloqueando e ele se recusou”, afirmou Lucas.

Foi então que Lucas e mais um grupo de outras supostas vítimas foi ao Amazonas falar pessoalmente com Hélio, pedir para ver as travas.

Veja o vídeo:

“Para quê eu vou dar o nome da exchange?

No vídeo, Hélio diz que “não tem como ver as travas, vai no juiz e pede para ele. Aqui não tem como ver”.

“Qual o nome da Exchange?”, questiona Lucas.

“Para quê eu vou dar o nome da Exchange? Para o Ministério Público pegar tudo?”, responde Hélio.

Pouco depois o vídeo mostra Hélio correndo com que aparenta ser uma faca contra o grupo de Lucas, que carrega o notebook nos braços, no estacionamento do prédio onde o encontro ocorreu.

Publicidade

A Polícia Civil do Amazonas afirma que Hélio lavrou um termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de ameaça contra as pessoas que o foram cobrar.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Brasil é o 6º país com maior adoção de criptomoedas do mundo

Ranking global de adoção de criptomoedas é liderado pelos Emirados Árabes, com 25%; Brasil aparece em 6º, com 17,5%
Imagem da matéria: Agora você pode guardar seu Bitcoin sob a pele

Agora você pode guardar seu Bitcoin sob a pele

A VivoKey Technologies, com sede em Seattle, oferece carteiras de Bitcoin subdérmicas para transações seguras de criptomoedas usando tecnologia NFC e RFID
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin finaliza o Batch #4 do Next e anuncia participação no próximo programa de aceleração

Mercado Bitcoin finaliza o Batch #4 do Next e anuncia participação no próximo programa de aceleração

A iniciativa reuniu startups com o objetivo de desenvolver soluções que aprimorassem a experiência do cliente no universo DeFi
Imagem da matéria: Mt. Gox: relembre a ascensão e queda da exchange que vai distribuir bilhões em Bitcoin

Mt. Gox: relembre a ascensão e queda da exchange que vai distribuir bilhões em Bitcoin

Mais de uma década após a maior exchange de Bitcoin do mundo ser hackeada, os credores da Mt. Gox finalmente receberão seus reembolsos; aqui está o que aconteceu