Imagem da matéria: USD Coin (USDC) supera Tether (USDT) e se torna a maior stablecoin da rede Ethereum
Foto: Shutterstock

Tether (USDT), a stablecoin mais utilizada no mundo, acaba de ser superada pela USD Coin (USDC) — pelo menos na oferta total da criptomoeda na rede Ethereum.

De acordo com dados do Etherscan, o fornecimento de USDC supera os 40,6 bilhões de tokens emitidos no Ethereum, enquanto a quantidade de USDT na rede é um pouco menor, por volta de 39,8 bilhões.

Publicidade

Como cada token é pareado a um dólar, a ultrapassagem comprova que hoje a USDC é a maior stablecoin na rede Ethereum, com mais de US$ 40 bilhões em tokens na rede. Neste ritmo, a USDC sai na frente tanto de opções centralizadas, como a própria Tether, como das descentralizadas que estão se fortalecendo no espaço, como DAI e UST.

USDC é operada por um consórcio chamado Centre, cujos principais membros são as empresas Circle e Coinbase, que garantem o lastro da stablecoin por meio de reservas de dólar em espécie e outros instrumentos financeiros.

Em meio às constantes críticas que a Tether sofre da comunidade cripto pela falta de transparência de suas reservas, a USDC se tornou uma opção para aqueles que querem evitar a USDT.

O atual crescimento da moeda na rede Ethereum, no entanto, pode estar associada ao aumento do seu uso nas finanças descentralizadas (DeFi) e pela volatilidade que se intensificou no mercado cripto nas últimas semanas.

Publicidade

“À medida que o setor de ativos digitais tendem para cima ou para baixo, ambos os cenários geram maior demanda por USDC – especialmente durante movimentos significativos do mercado”, disse um porta-voz da Circle ao The Block.

Isso porque quando as criptomoedas sobem, os investidores buscam stablecoins para facilitar a negociação nas exchanges com algo que represente o dinheiro fiduciário. Também há demanda nos mercados de baixa, quando usuários buscam estabilidade.

Embora a USDC tenha saído na frente na rede Ethereum, a USDT continua sendo a stablecoin mais utilizada em todo mercado. Atualmente a Tether movimenta US$ 56 bilhões diariamente, mais do que o dobro do volume do Bitcoin, segundo o CoinMarketCap.

USDC vs USDT

Tanto a USDC quanto a USDT estão disponíveis em várias outras blockchains, como Solana, Algorand e Tron, esuas forças em cada uma delas varia. 

Publicidade

Parte dessa ultrapassagem da USDC no Ethereum foi “permitida” pela Tether, já que a empresa tem optado por emitir suas moedas em outras redes. Tron, por exemplo, parece ser a favorita.

Em agosto do ano passado, a quantia de USDT emitido no Tron superou o Ethereum pela primeira vez na história, mas atualmente a participação da stablecoin nas duas redes está mais equilibrada. Ethereum está um pouco na frente, com uma oferta de 39,8 bilhões de USDT contra 38,7 bilhões no Tron, de acordo com dados do The Block Research.

Oferta de Tether (USDT) nas blokchains
Oferta de Tether (USDT) nas blokchains (Fonte: The Block)
Talvez você queira ler
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 41 mil e atinge maior cotação desde colapso do Terra

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 41 mil e atinge maior cotação desde colapso do Terra

Mercado de criptomoedas vai na contramão dos índices futuros dos EUA, em um rali puxado pela expectativa de maior demanda por ativos digitais
Imagem da matéria: Criptomoedas não devem ser “expelidas” do mundo financeiro, diz presidente do Banco Central

Criptomoedas não devem ser “expelidas” do mundo financeiro, diz presidente do Banco Central

“Quanto mais perto estiver, mais você vai conseguir regular e entender”, disse Campos Neto ao analisar o mercado de criptomoedas
Imagem da matéria: Pesquisa mostra como Bitcoin e Ethereum são vistos de forma diferentes por investidores institucionais

Pesquisa mostra como Bitcoin e Ethereum são vistos de forma diferentes por investidores institucionais

Levantamento da Bybit mostra que investidores institucionais estão mais otimistas com o Bitcoin, possivelmente por conta da expectativa de aprovação do ETF à vista
Imagem da matéria: Enquanto EUA lutam para aprovar ETF de Bitcoin, produtos do Brasil já movimentam R$ 473 milhões 

Enquanto EUA lutam para aprovar ETF de Bitcoin, produtos do Brasil já movimentam R$ 473 milhões 

Brasil conta com ETFs de criptomoedas desde 2021 e já tem dois grandes produtos de Bitcoin à vista, liderados por Hashdex e QR Asset