Imagem da matéria: Tokens ligados ao metaverso tem dia de alta nesta sexta; preço das demais moedas sofre correção
Jogo Descentraland. (Foto: Reprodução)

As criptomoedas baseadas no metaverso e em jogos blockchain são as responsáveis pelos maiores ganhos de preço desta sexta-feira (12) em que o Bitcoin (BTC) e a maior parte do mercado cripto entra em mais um dia de correção.

Descentraland (MANA) é a moeda que mais valoriza entre as 100 maiores do mercado, em alta de 27% nas últimas 24 horas, segundo o CoinMarketCap. Na noite passada, a MANA teve um grande salto de preço, indo de US$ 2,43 para os atuais US$ 3,22, a cotação mais alta do ativo em quase duas semanas.

Publicidade

A MANA é a criptomoeda nativa do jogo Decentraland, uma plataforma de realidade virtual construída sobre a blockchain do Ethereum que permite aos usuários construir em terrenos virtuais em formato de NFT e, posteriormente, negociá-los no mercado.

Apesar dos ganhos significativos acumulados do dia, a MANA ainda não está no mesmo patamar do final de outubro, quando explodiu com o aumento de atenção que tokens do metaverso começaram a receber após a investida do Facebook no setor.

Mesmo sem ter relação com a rede social, a MANA foi a criptomoeda mais beneficiada naquele período e bateu um recorde de preço de US$ 4,69. Para se aproximar da máxima histórica, o ativo deve valorizar 33% daqui em diante.

Seguindo o exemplo da Descentraland, o The Sandbox (SAND) também está decolando 15% nesta manhã, cotado a US$ 2,69. O ativo também alimenta um mundo virtual baseado em blockchain onde qualquer usuário pode construir e interagir com outras pessoas no metaverso.

Publicidade

Bitcoin e altcoins em queda

A criptomoeda líder do mercado chega ao fechamento da semana em queda. Nas últimas 24 horas, o bitcoin caiu 2,1% e agora está valendo US$ 63.765. No Brasil, o ativo é negociado por volta de R$ 351 mil, segundo o Índice do Portal do Bitcoin.

O BTC está enfrentando dificuldades em manter sua cotação acima dos US$ 64 mil. Mais cedo, o token atingiu uma mínima de US$ 63.610, sua pior cotação em cinco dias.

O bitcoin recua na tentativa de consolidar seu preço após atingir na quarta-feira um topo histórico de US$ 68.789. Além disso, o criptoativo também enfrenta os efeitos dos mercados globais que voltaram a se preocupar essa semana com o calote da Evergrande e o crescimento da inflação nos EUA.

O Ethereum (ETH) replica o desempenho negativo do bitcoin e desvaloriza 1,8% no dia, cotado a US$ 4.620. Quedas maiores também prejudicam outras criptomoedas importantes do setor nesta manhã, como a Cardano (-5%), Solana (-6,5%), XRP (-4,9%) e Polkadot (-7,6%) e Binance Coin (-2,3%). 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ethereum pode surpreender positivamente nos próximos meses, diz Coinbase

Ethereum pode surpreender positivamente nos próximos meses, diz Coinbase

Subindo menos que outras criptomoedas em 2024, o Ethereum pode se recuperar e superar seus pares nos próximos meses, avalia a Coinbase
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bitcoin é uma “forma de arte” e uma moeda de desconfiança, diz filósofo Yuval Noah Harari

O filósofo, no entanto, mostrou desconfiar se realmente o Bitcoin será o futuro do dinheiro como algumas pessoas defendem
Imagem da matéria: Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

O súbito ressurgimento das ações “memes” nesta semana rendeu uma pequena fortuna aos traders que nunca desistiram das loucuras de 2021
Imagem da matéria: Solana salta quase 5% e deixa Bitcoin e Ethereum para trás

Solana salta quase 5% e deixa Bitcoin e Ethereum para trás

Solana é a moeda que mais valoriza entre as 10 principais do mercado; BTC e ETH sofrem leves quedas nesta tarde