Mãos manipulando cotações
Indícios apontam para manipulação do preço da StormX (Foto: Shutterstock)

Na madrugada desta quinta-feira (27), a exchange UpBit anunciou a listagem do token MultiversX (EGLD), nativo da rede Elrond. O anúncio foi feito à 01:19h no site oficial e à 01:47h no Twitter da maior exchange sul-coreana; no entanto, o preço do criptoativo subiu 35% horas antes do comunicado ao mercado, o que pode ser um indício de um possível caso de insider trading, ou informação privilegiada.

O movimento de alta de 35% do EGLD começou exatamente 24 horas antes do anúncio, à 01:00h da madrugada de quarta-feira (26). E a maior valorização se deu no intervalo das 21:00h às 23:00h.

Publicidade

Após o anúncio, a capitalização de mercado do MultiversX caiu cerca de 9% e, por volta das 11h30, EGLD é negociado por US$ 45,14 a unidade.

Capitalização de mercado do MetaversX (EGLD) com velas de uma hora no TradingView, mostrando a valorização de 35,65% no período reportado, horas antes da listagem na UpBit
Capitalização de mercado do MetaversX (EGLD) com velas de uma hora no TradingView

Usuários da UpBit poderão negociar o Token do Multiverso com Bitcoin (BTC) ou na moeda local: Won Sul Coreano (KRW).

O CEO e fundador do MultiversX, Beniamin Mincu, comentou sobre a listagem em seu twitter pessoal.

“Aumento significante de exposição e adoção para EGLD e MultiversX. Mais de 8,9 milhões de usuários podem agora descobrir e negociar EGLD na maior exchange Coreana e segunda maior exchange do mundo”

https://twitter.com/beniaminmincu/status/1651555320227934211

MultiversX é um protocolo blockchain que busca oferecer “velocidades de transação extremamente rápidas usando sharding“, segundo o CoinMarketCap. O projeto se descreve como um ecossistema de tecnologia para a nova internet, que inclui fintechs, finanças descentralizadas e IoT.

O protocolo é parte do ecossistema Elrond, cujo token nativo é o EGLD.

Histórico de grandes exchanges e o efeito de listagem de criptoativos

No começo do ano, o irmão de um ex-funcionário na Coinbase foi condenado por seu papel em um esquema de insider trading envolvendo a listagem de tokens na exchange norte-americana. A prática de “insider” envolve o uso de informação privilegiada para obter lucro no mercado financeiro.

Publicidade

Saiba mais: Homem é condenado por usar informação privilegiada para lucrar com criptomoedas

O lucro era possível pela popularidade da empresa. Fazendo com que os ativos digitais tivessem o costume de valorizar quando a plataforma anunciava sua listagem — fenômeno conhecido como “efeito Coinbase”.

Em 2022, o jornalista Colin Wu levantou suspeitas parecidas com supostos esquemas de listagem envolvendo a Binance, de CZ.

Em 2017, o entusiasta e investidor Roger Ver fez comentários sobre a prática de “Insider Trading” envolvendo a listagem do Bitcoin Cash (BCH) na Coinbase: “o abuso de informações não é crime”, disse Roger Ver.

No entanto, a prática é condenada por diversos países. Nos Estados Unidos a pena máxima é de 20 anos de prisão, sendo um crime afiançável. No Brasil, o uso indevido de informação privilegiada pode ser punidos em diversas esferas, com penas de 1 a 5 anos de prisão na esfera penal.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Pavel Durov detém 1% do maior token de jogo deste ano, doado pelos jogadores. E ele não está vendendo seus Notcoin – não agora, pelo menos
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Nesta quinta-feira termina o prazo para a SEC aprovar ou rejeitar o ETF de Ethereum da VanEck
Imagem da matéria: Fed e o Banco do Japão levarão o Bitcoin a US$ 1 milhão, diz Arthur Hayes

Fed e o Banco do Japão levarão o Bitcoin a US$ 1 milhão, diz Arthur Hayes

Um complexo emaranhado entre bancos centrais em relação ao iene levará a uma frenética impressão de dinheiro, elevando o preço do Bitcoin, diz o cofundador da BitMEX
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais