Imagem da matéria: Maiores corretoras da Coreia do Sul apontam problemas em duas criptomoedas e vão parar de negociar os tokens
Shutterstock

As cinco maiores corretoras de criptomoedas da Coreia do Sul resolveram deslistar simultaneamente os tokens OMG Network (OMG) e Serum (SRM), segundo anúncio na madrugada desta quarta-feira (12).

A maior exchange do país, Upbit, comunicou em seu site o fim da oferta desses produtos, justificando que as blockchains não estão operando normalmente do ponto de vista técnico. 

Publicidade

A Upbit falou em nome da Digital Asset Exchange Joint Consultative Body (DAXA), associação que junta as cinco maiores corretoras do país e que foi formada após o colapso do token LUNA, que foi criado pelo empresário sul-coreano Do Kwon. O consórcio é formado por Upbit,  Bithumb, Coinone, Korbit e Gopax. 

A corretora avisou que a deslistagem irá ocorrer no dia 26 de abril, mas que os saques podem ser feitos até um mês depois. Ou seja, os clientes têm até o dia 26 de maio para liquidar suas posições nesses tokens. 

O impacto parece ser grande. A a OMG registra no momento da redação deste texto uma queda de 7,7%, valendo US$ 1,42 a unidade, conforme o Coingecko.

Já o token SRM, de modo pouco claro, entrou no modo decolagem e está com alta de 30,4%, sendo vendido a US$ 0,253469.

Publicidade

Motivo para deslistagem 

Sobre a rede Omisego, que tem como token nativo o OMG, a Upbit disse que o projeto “tem dificuldades em gerar blocos normalmente e que a rede não está operando normalmente”.

Além disso, a corretora pediu no dia 29 de março esclarecimentos ao projeto, mas não recebeu justificativas adequadas. 

Já sobre a Serum, a exchange disse que o protocolo “não pode ser usado na prática”. Da mesma forma, solicitou esclarecimentos e não foi atendida. 

“As empresas membros da DAXA continuam a revisar os ativos digitais que estão sendo negociados e monitorar as condições do mercado e continuarão a implementar medidas de proteção ao investidor por meio de fornecimento rápido de informações e respostas em caso de situações de crise que exijam atenção do investidor”, disse o comunicado da Upbit. 

Outras ações da DAXA

Não é a primeira vez que o consórcio de corretoas faz uma deslistagem. Em novembro do ano passado, a DAXA decidiu em conjunto expulsar de suas plataformas a WEMIX, a criptomoeda lançada pela Wemade, uma desenvolvedora de jogos por trás de títulos populares da modalidade play-to-earn, como o Mir4.  

Publicidade

 A primeira razão apontada foi que os desenvolvedores do WEMIX parecem ter emitido mais tokens do que a quantia oficial declarada às corretoras.

“A distribuição excessiva em comparação com o plano de distribuição apresentado pela Wemix às empresas membros do DAXA é uma quantidade excessiva considerável no momento da designação como um item de advertência”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Pagamento de Bitcoin da Mt. Gox começará "o mais rápido possível", afirma Bitstamp

Pagamento de Bitcoin da Mt. Gox começará “o mais rápido possível”, afirma Bitstamp

A exchange de criptomoedas diz que não vai esperar os 60 dias permitidos antes de repassar o Bitcoin aos credores da Mt. Gox
Imagem da matéria: Robinhood planeja lançar contratos futuros de criptomoedas, diz Bloomberg

Robinhood planeja lançar contratos futuros de criptomoedas, diz Bloomberg

Produtos seriam lançados para mercado dos Estados Unidos e Europa em 2025 por meio das licenças da Bitstamp, comprada em junho
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin cai 5% para US$ 54 mil com início dos pagamentos da Mt. Gox

Manhã Cripto: Bitcoin cai 5% para US$ 54 mil com início dos pagamentos da Mt. Gox

O preço do Bitcoin chegou a atingir US$ 53.898 após uma carteira da Mt. Gox transferir US$ 2,7 bilhões
Amy Webb,

IA e biotecnologia: Amy Webb fala sobre o lugar do Brasil no superciclo econômico global

Durante o Febraban Tech, Amy Webb falou que o mundo está passando por um superciclo econômico e que o Brasil precisa deixar de ser o eterno país do futuro