Imagem da matéria: Token BNB cai 5% em meio a rumores e investidores tiram US$ 2,3 bilhões da Binance
Foto: Shutterstock

A criptomoeda Binance Coin (BNB), o token nativo da exchenge, abriu a semana com uma queda de 5,1% que parece refletir temor no mercado com notícia de que a Binance é alvo de investigação criminal do Departamento de Justiça dos EUA, que apura se a corretora de criptomoedas e seus líderes violaram leis de combate à lavagem de dinheiro e desrespeitaram sanções impostas pelo governo americano. 

O movimento também pode ser um reflexo de rumores sobre a saúde financeira da exchange após o bloqueio realizado no domingo de “contas muito lucrativas” da empresa ligadas ao comportamento considerado anormal de 11 criptomoedas. Houve suspeita de que poderiam ter tido acesso às APIs de trades de alguns clientes e coordenado um tipo de ‘ataque especulativo de trade’ – algo negado pela companhia.

Publicidade

Também existem incertezas no mercado sobre a solidez das provas de reserva divulgadas pela companhia, que mostrariam que ela possui 101% dos recursos necessários para cobrir seus passivos. Jesse Powell, o criador da exchange Kraken que recentemente deixou o cargo de CEO do grupo, é um dos críticos do sistema, classificado por ele como “ignorância ou deturpação intencional”

Dados do CoinMarketCap mostram que o preço do BNB está por volta de US$ 275 nesta tarde, em leve recuperação depois de bater o menor preço registrado em três semanas nesta manhã, de US$ 273.

Queda da Binance nesta segunda-feira (12) (Fonte: CoinMarketCap).
Queda da Binance nesta segunda-feira (12) (Fonte: CoinMarketCap)

Embora a maioria das criptomoedas do mercado estejam em leve queda nesta segunda-feira (12), BNB cai mais do que as concorrentes Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH), que flutuam entre -0,8% e -1,5% nas últimas 24 horas, respectivamente.

O preço da BNB começou a cair após a Reuters dar a notícia de que autoridades americanos investigam a corretora desde 2018, um processo cuja conclusão  pode estar ameaçada por uma suposta divisão entre os promotores do DOJ.

Publicidade

A agência de notícias afirma que, com base nas evidências já recolhidas durante as investigações, pelo menos meia dúzia de promotores federais envolvidos no processo acreditam que já é possível “agir agressivamente” contra a exchange e apresentar acusações criminais contra os executivos que a controlam, incluindo o fundador e CEO, Changpeng “CZ” Zhao

Outros promotores, no entanto, argumentam ser cedo para apresentar acusação, afirmando que ainda é preciso revisar as evidências.

Saques crescem na Binance

A série de polêmicas que a Binance se encontra envolvida, somada ao momento de desconfiança nas corretoras de criptomoedas após o colapso da FTX, levou muitos investidores a sacarem seus fundos de plataformas centralizadas.

Dados da Nansen, compartilhados no Twitter pela usuária @Mai_DeFi, mostram que nos últimos sete dias US$ 2,3 bilhões em criptomoedas saíram da Binance. Esse número representa o netflow da Binance, que é a diferença entre as criptomoedas fluindo para dentro e para fora da exchange.

CZ aponta FUD e alfineta concorrentes

CZ repercutiu a reportagem da Reuters no Twitter sugerindo que ela foi patrocinada por concorrentes. “Alguns meios de comunicação ainda estão trabalhando para …”, escreveu CZ, sem citar nomes, mas provavelmente se referindo a Sam Bankman-Fried, fundador da FTX.

Publicidade

CZ classificou as notícias de hoje como FUD [medo, incerteza e dúvida] e cutucou outra concorrente ao responder com um emoji de oração um usuário que disse: “Nenhuma quantidade de FUD [medo, incerteza e dúvida] sobre a Binance vai me fazer usar Kraken, desculpe Jesse.”

O usuário foi respondido também por Jesse Powell, o fundador da Kraken que em setembro abandonou o cargo de CEO da exchange.

“Você faz o que achar melhor. Estou sempre aberto a feedback sobre como podemos melhorar. Pelo que vale a pena, não estou tentando espalhar FUD da Binance. Eu apenas chamei a atenção para a desinformação sobre a Prova de Reservas, tentativas de redefinir o termo e deficiências na contabilização de garantias. Muita informação ruim por aí”, justificou Powell.

Como admitiu, ele foi um dos críticos mais ferrenhos ao novo modelo de prova de reservas que a Binance usa para tentar dar transparência aos fundos dos clientes mantidos na corretora.

Talvez você queira ler
Moeda de dogeoin

Endereços de Dogecoin superam 5 milhões pela primeira vez, mas concentração de tokens preocupa

O número de transações confirmadas na blockchain também saltou para o maior volume desde junho
antonio neto e fabricia campos braiscompany 4

Ex-funcionário da Braiscompany será extraditado da Argentina para o Brasil

Ministério Público da Argentina afirma que o suspeito ajudou a desviar pelo menos R$ 4 milhões no esquema da Braiscompany
Celular mostra logotipo Nubank - abaixo mesa com moedas de bitcoin, ethereum e solana

Nubank vai liberar saques de criptomoedas no início de 2024

Nubank prometeu atender a antiga demanda da comunidade cripto de permitir a transferência de criptomoedas para carteiras externas; Hoje o banco também começa a vender USDC no app
Imagem da matéria: Retorno da LUNA? Tokens do ecossistema Terra disparam até 40% no dia

Retorno da LUNA? Tokens do ecossistema Terra disparam até 40% no dia

As moedas do ecossistema Terra decolaram após a injeção de US$ 15 milhões no ecossistema DeFi da rede pela Terraform Labs