Imagem da matéria: Criador da Kraken diz que prova de reservas da Binance é inútil e questiona: "Ignorância ou deturpação intencional?"
Foto: Shutterstock

A Binance lançou na sexta-feira (25) seu novo sistema de prova de reservas com o objetivo de dar mais transparência sobre os fundos dos usuários mantidos na plataforma, mas especialistas do setor sugerem que o novo sistema não é tão transparente quanto a exchange sugere.

Jesse Powell, o criador da exchange Kraken que recentemente deixou o cargo de CEO do grupo, criticou o novo sistema da Binance no Twitter, dizendo ser “inútil”  fazer declaração de ativos sem passivos.

Publicidade

“Sinto muito, mas não. Isso não é PoR [prova de reserva]. Isso é ignorância ou deturpação intencional. A merkle tree é apenas uma besteira sem um auditor para garantir que você não inclua contas com saldos negativos. A declaração de ativos é inútil sem passivos”, escreveu Powell.

A Merkle Tree citada por ele foi apontada pela Binance como uma tecnologia alternativa usada no seu sistema de prova de reserva. A Merkle Tree é uma ferramenta criptográfica que consolida grandes quantidades de dados em um único hash que a Binance usa para fazer com que clientes verifiquem suas participações pessoais em Bitcoin (BTC) na plataforma.

Conforme explicado pela corretora, após fazer login, os usuários podem clicar em “carteira”, seguido de “auditoria”, o que gerará um ID de registro exclusivo que confirma que os ativos estão respaldados e também confirma o saldo dos usuários no momento da auditoria.

Jesse Powell, no entanto, diz que esse serviço é inútil na realidade:

“Isso é simplesmente ‘aqui está um hash do seu registro na planilha BTC’. Ok… mas qual é o ponto? O objetivo é entender se uma exchange tem mais criptomoedas sob sua custódia do que deve aos clientes. Colocar um hash em um ID de linha é inútil sem todo o resto.”

Publicidade

Essa é uma crítica que Jesse Powell e outros especialistas do setor estão fazendo sobre as provas de reservas que as corretoras estão lançando às pressas para dar algum tipo de segurança aos clientes que seus fundos estão seguros após as desconfianças dominarem o mercado com o colapso da FTX

Prova de reserva, segundo Powell, não se resume a divulgar uma lista de carteiras que a corretora controla.

“A AUDITORIA de Prova de Reservas requer prova criptográfica de saldos de clientes e controle de carteira e deve ter: 1) soma dos passivos do cliente (o auditor deve excluir saldos negativos); 2) prova criptográfica verificável pelo usuário de que cada conta foi incluída na soma; 3) assinaturas comprovando que o custodiante tem controle das carteiras”.

CZ responde

Chanpeng “CZ” Zhao, o CEO da Binance, respondeu brevemente às críticas de Jesse Powell na madrugada deste sábado (26), dizendo que não há “absolutamente nenhum saldo negativo envolvido” na prova de reserva da corretora e que isso será verificado na auditoria que será feita no futuro.

Procurando uma corretora segura que não congele seus saques? No Mercado Bitcoin, você tem segurança e controle sobre seus ativos. Faça como nossos 3,8 milhões de clientes e abra já sua conta!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ministério Público contrata empresa para rastrear transações com criptomoedas

Ministério Público contrata empresa para rastrear transações com criptomoedas

Segundo o MPF, contratação é para “sistema de identificação, monitoramento, rastreamento, pesquisa e análise de transações eletrônicas com uso de criptomoedas”
Imagem da matéria: Aprovação hoje dos ETFs de Ethereum é "provável", dizem fontes próximas à SEC

Aprovação hoje dos ETFs de Ethereum é “provável”, dizem fontes próximas à SEC

Fontes disseram à Fox Business que a SEC está se baseando em decisões judiciais recentes para dar o sinal verde aos ETFs de Ethereum
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Grupo de corretoras de criptomoedas decidem fechar operação em Hong Kong

Quase um ano após o lançamento de regras rígidas para atuação na cidade, Hong Kong tem visto uma forte saída de pedidos de registros de exchanges