Imagem da matéria: Terra compra mais 2.943 bitcoins e reserva da moeda já supera US$ 1,4 bilhão
Foto: Shutterstock

A promessa gananciosa da blockchain Terra de criar um fundo de US$ 10 bilhões em bitcoin para a reserva da stablecoin UST, parece estar avançando de forma gradativa.

Nesta quarta-feira (30), a Luna Foundation Guard (LFG) comprou 2.943 bitcoins com cerca de US$ 140 milhões em USDT, enviados pouco tempo antes para a Binance.  

Publicidade

Conforme é possível visualizar no endereço de bitcoin que pertence à fundação (bc1q9…v4q), a compra aconteceu quando a criptomoeda era negociada a US$ 47.350.

A reserva de bitcoin da Terra subiu para 30.727,97 BTC com a nova aquisição desta manhã, uma quantia de moeda que equivale a  US$ 1,4 bilhão.

Só nesta semana, a fundação comprou 5.773 BTC, no valor de US$ 272 milhões, durante as compras de segunda e desta quarta. Na verdade, ontem (29) foi o único dia que a carteira não recebeu bitcoin desde que o plano da empresa foi anunciado.

 “Na semana passada, a LFG enviou US$ 125 milhões em USDT em todos os dias da semana e US$ 160 milhões no sábado para a Jump Trading, que executou as negociações de BTC rapidamente depois disso”, disse Vetle Lunde, especialista da Arcane Research, ao CoinDesk.

Publicidade

As compras estão gerando um efeito positivo no preço da LUNA no mercado. Ontem (29) a criptomoeda foi capaz de valorizar 9% e atingir um novo topo histórico de US$ 109, segundo o CoinGecko.

Alguns especialistas acreditam que a demanda da LFG por BTC seria uma das razões por trás dos ganhos de preço não apenas da LUNA, como do próprio bitcoin.

Do Kwon, cofundador e CEO da Terra, confirmou que comprou mais de US$ 1 bilhão em bitcoin desde o começo do ano, sendo que a maior aquisição deste então (8.588 BTC), foi registrada no dia 26 de janeiro. 

A reserva de UST 

Na última terça (22), Kwon anunciou no Twitter que a fundação tinha US$ 3 bilhões prontos em caixa para comprar bitcoin para a reserva que, segundo o criador da Terra, um dia vai chegar a US$ 10 bilhões em bitcoin.

Publicidade

“A razão pela qual estamos particularmente interessados ​​no bitcoin é porque acreditamos que é o ativo de reserva digital mais forte. UST será a primeira moeda nativa da Internet que implementa o padrão bitcoin como parte de sua política monetária.”, disse Kwon em entrevista à Bloomberg.

Na ocasião, o empresário disse que a reserva que está sendo construída ajudará a melhorar a capacidade da UST de manter sua indexação ao dólar, especialmente quando acontecer uma demanda de curto prazo no resgate de UST.

De acordo com o CoinDesk, o endereço de Ethereum da fundação ainda possui US$ 848 milhões em stablecoins que podem ser usadas ​​para financiar novas compras de BTC nas próximas semanas.  

Desde que foram anunciados na semana passada, os planos ambiciosos da Terra têm dividido a comunidade cripto. De um lado, há aqueles que enxergam uma reserva de BTC para a UST como algo revolucionário.

“Estamos vendo algumas das primeiras e mais ambiciosas ideias em criptomoedas começando a se desenrolar. Uma stablecoin descentralizada de crosschain apoiada inteiramente por ativos nativos digitais era o Santo Graal em 2016”, tuitou Su Zhu, cofundador da Three Arrows Capital.

Publicidade

Por outro lado, Adam Back, CEO da Blockstream e um dos nomes mais importantes da comunidade do bitcoin, vê os planos da Terra com cinismo, dizendo que parece haver componentes de esquema ponzi nas operações da empresa. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Números e letrs douradas sob um placa formam símolo do Real brasileiro

5 vantagens da tokenização de ativos do mundo real (RWA) | Opinião

Para o autor, a custódia de RWA tokenzados é um elemento crucial para a democratização do acesso aos investimentos
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Grupo de corretoras de criptomoedas decidem fechar operação em Hong Kong

Quase um ano após o lançamento de regras rígidas para atuação na cidade, Hong Kong tem visto uma forte saída de pedidos de registros de exchanges
Cachorro Shiba Inu que inspitou Dogecoin

Kabosu, a cachorrinha que inspirou a Dogecoin, falece aos 18 anos

Kabosu sofria de doença crônica e já era muito idosa; segundo sua dona, a cachorrinha “faleceu silenciosamente”