Imagem da matéria: Antiga Helium arrecada US$ 200 milhões e prevê inovações além da internet sem fio
Foto: Shutterstock

A Helium fornece um caso de uso único para tokens cripto como uma rede descentralizada e sem fio, movida por incentivos de tokens – e a plataforma aumentou de tamanho no último ano.

Agora, os fundadores e principais contribuidores à rede arrecadaram um novo financiamento significativo para continuar desenvolvendo, mas com um novo nome.

Publicidade

Nesta quarta-feira (30), a Helium Inc. anunciou uma rodada de financiamento “series D” (quantia destinada a empresas que desejam atingir novos objetivos) de US$ 1,2 bilhão. A rodada foi coliderada por Tiger Global e pelo fundo cripto do Andreessen-Horowitz (ou a16z)

A empresa também anunciou que, agora, será conhecida como Nova Labs, parte de uma iniciativa de ajudar a aliviar a confusão entre a rede/o projeto descentralizado Helium, o blockchain que lhe serve de alicerce, o token Helium (HNT) e a equipe principal que começou tudo.

“ [Helium] é a rede das pessoas”, disse Frank Mong, diretor operacional do Nova Labs, ao Decrypt.

“Realmente queríamos mudar nosso nome para criar uma distinção clara de que não somos donos da rede. Somos os criadores e fundadores, mas o tornamos em código aberto e é importante reconhecer que as pessoas são as que estão expandindo e mantendo a rede sem parar.”

Junto com a mudança de nome, Nova Labs concedeu a marca registrada Helium à Decentralized Wireless Alliance, que será renomeada como The Helium Foundation.

Publicidade

A Decentralized Wireless Alliance é o órgão de administração, selecionado pela comunidade, responsável pela rede Helium, supervisionando coisas, como as propostas de melhoria à rede.

Em 2013, a Helium foi cofundada por Shawn Fanning (conhecido pelo projeto Napster) e Amir Haleem. Sua rede sem fio inicial foi criada para dispositivos de Internet das Coisas (ou IoT), como sensores e rastreadores.

Usuários podem compartilhar seu serviço doméstico de internet por meio de um minerador/nó da Helium, que propaga o sinal por quilômetros e recompensa usuários com tokens HNT por apoiarem a rede.

A rede cresceu rapidamente, de apenas 14 mil nós ativos no início de 2021 para mais de meio milhão até o fim do ano passado. Atualmente, a rede Helium possui mais de 680 mil nós em funcionamento.

Publicidade

Em 2021, a Helium anunciou o lançamento de uma rede 5G criada para dispositivos, como smartphones, notebooks e tablets, em parceria com a FreedomFi.

Mong contou ao Decrypt que o Nova Labs e a comunidade Helium vão continuar acompanhando como a forma como padrões sem fio surgem e, teoricamente, trabalhar em futuras redes distribuídas desse tipo.

“5G é [um assunto] do qual falamos durante os últimos cinco ou seis anos. Tenho plena certeza de que existe 6G, 7G ou 10G vindo aí”, disse. “Realmente precisamos estar prontos para tudo isso.”

Investidores interessantes

A rodada “series D” também contou com a participação de Seven Seven Six, a empresa de capital de risco do cofundador do Reddit Alexis Ohanian, bem como Deutsche Telekom, GV ex-Google Ventures), Liberty Global, NGP Capital e Goodyear Ventures – a unidade de capital de risco da gigante fabricante de pneus.

Em agosto de 2021, a16z também havia liderado a rodada de financiamento de US$ 111 milhões do Nova Labs, realizada como uma venda de tokens. Para fins de comparação, a atual rodada “series D” foi completamente focada em participação patrimonial, sem tokens, afirmou Mong.

Publicidade

Os US$ 200 milhões serão bastante usados na expansão da equipe do Nova Labs que, atualmente, conta com um grupo de cerca de 60 pessoas, acrescentou Mong.

Estão buscando principalmente por engenheiros que ajudem a escalar a infraestrutura da rede Helium para atender à demanda de usuários.

“Estamos extremamente felizes, mas cansados”, disse.

“Precisamos de ajuda. Pensando no longo prazo, esta é uma maratona, e não uma corridinha. Embora tenhamos força para uma corridinha, realmente quero que toda a equipe e o ecossistema corram como em uma maratona. Isso, para mim, é uma iniciativa que levará décadas.”

Goodyear Ventures é um nome inusitado da lista e Mong afirma que é porque a empresa está interessada em como a tecnologia da Helium pode impulsionar sensores localizados dentro dos pneus em vez de sensores localizados nas rodas ou no carro.

Deutsche Telekom é outro destaque da rodada recente por ser uma gigante empresa de telecomunicações que agora investe na visão da Helium de uma rede descentralizada e movida por tokens.

Mas não é a grande empresa de telefonia móvel da rodada: NGP Capital é financiada apenas pela Nokia enquanto Liberty Global é a empresa responsável por Vodafone e Virgin Media 02.

Publicidade

Reflete a recente rodada de financiamento “series A” (quantia concedida a uma empresa que já demonstra potencial de crescimento e de geração de receita) de US$ 9,5 milhões da própria FreedomFi, que inclui grandes nomes da telefonia móvel, como Qualcomm e Samsung.

Dito isso, Mong considera esse envolvimento como um sinal positivo para o que a comunidade Helium está desenvolvendo de forma descentralizada.

“Esses são ótimos sinais de que, embora estejamos em uma jornada para abalar bastante a forma como a infraestrutura sem fio é criada”, disse, “é bom ver que, pelo menos, existem alguns incumbentes no setor que ou estão olhando para nós com curiosidade ou com certa promessa”.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Imagem da matéria: As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

Enquanto outras empresas gastam milhões em candidatos pró-cripto, Joe Lubin diz ao Decrypt que a Consensys resistiu ao impulso
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

Manhã Cripto: ETFs de Bitcoin voltam a captar mais US$ 100 mi por dia nos EUA; Ex-diretor da FTX pede 18 meses de prisão

Mercado também começa a se preparar para veredito final da SEC sobre os ETFs de Ethereum à vista
Imagem da matéria: Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

A plataforma peer-to-peer focada na moeda de privacidade Monero (XMR) citou “uma combinação de fatores internos e externos” para sua decisão de fechar as portas